O que fazer em Veneza, quando ir e onde se hospedar

O quê fazer em Veneza? Qual a melhor época do ano para visitar a cidade italiana? Onde se hospedar e como chegar até lá do Brasil e de diferentes pontos da Europa?

Se você pretender visitar este lugar, que é um dos mais românticos da Itália, mas ainda está com dúvidas, leia este post-guia com atenção, pois ele irá responder as suas principais questões e te ajudará a fazer uma viagem inesquecível ao destino.

Beleza de Veneza
Gôndolas em paisagem romântica de Veneza

O que saber sobre Veneza

Veneza, a também conhecida como a “Rainha do Adriático”, é mesmo um dos lugares mais encantadores do planeta.

Por parecer um belíssimo museu a céu aberto, com 117 ilhas separadas por 400 pontes e 160 canais, ela atrai cerca de 40 mil turistas por dia.

Na cidade, atualmente, residem cerca de 270 mil pessoas, que estão espalhadas por seus 412 km².

Pequena em dimensões, mas grande em emoções.

Você sabia que o Venezia Unica City Pass, passe econômico de Veneza, garante a gratuidade em várias atrações de Veneza, Murano e Burano?

Algumas das atrações do Venezia Unica City Pass:

  • Palácio Ducal
  • 11 Museus, entre eles: Museu Arqueológio Nacional, Biblioteca Nacional Marciana, Museu do Vidro de Murano, Museu do Encaixe de Burano, Museu Judeu e Museu da História Natural.
  • 16 Igrejas
  • Fundação Querini Stampalia

GARANTA O MELHOR PREÇO NAS ATRAÇÕES DE VENEZA E ILHAS PRÓXIMAS

Citypass Venezia Unica

Onde fica Veneza

Veneza fica na região do Vêneto, no nordeste da Itália.

Em se tratando da sua distância, a cidade fica perto de muitos destinos interessantes do país e também da Europa:

Mapa Veneza para Roma
Mapa de Veneza para Roma (Google Maps)

Outras informações úteis da cidade

Moeda

A moeda de Veneza e de toda a Itália é o Euro.

Língua

A língua oficial da Itália é o italiano, porém, como Veneza é uma cidade bastante turística, é possível encontrar bastante gente falando inglês, principalmente nas áreas mais movimentadas.

Fuso horário

A diferença da Itália para Horário de Brasília são + 4 horas. Porém, essa diferença pode aumentar para + 5 horas por conta do horário de verão da Europa.

Documentos necessários

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Itália, por até 90 dias.

Entretanto, é necessário ter um seguro viagem, com cobertura de, no mínimo, 30 mil euros.

Você sabia que o seguro viagem é obrigatório na Itália? 

Evite problemas com as autoridades e viaje com tranquilidade.

Escolha agora a melhor opção de seguro viagem para você, por um custo bem baixo por dia e garanta um excelente desconto com o cupom ARESDOMUNDO.

Seguro Viagem: Europa
GTA 75 EUROMAX GTA 75 EUROMAX Assistência médica USD 75.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 19/dia*
TA 100 MUNDO (exceto EUA) TA 100 MUNDO (exceto EUA) Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 23/dia*

Além disso, é preciso ter:

  • comprovantes financeiros que provem que você poderá se sustentar no período que estiver no país.
  • passagem de volta para a sua origem + passaporte com validade
  • reserva em hotel (ou carta-convite).

Atenção: a partir do fim de 2022, as regras mudarão para os cidadãos brasileiros. Também será necessário solicitar o Etias, antes de embarcar.

Planejando a viagem para Veneza

A melhor forma de conhecer Veneza é caminhando, embora seja muito útil ter o passe do transporte local em mãos.

Por lá, o transporte público é chamado de vaporetto, que nada mais é que uma balsa, que percorre os principais canais da cidade, interligando os principais pontos de acesso.

Recomendo ao menos fazer um passeio com o vaporetto, porque é muito bonita a perspectiva da cidade, a partir desta embarcação.

o que é vaporetto
Vaporetto, o tipo de transporte que circula em Veneza e vai até as ilhas nas proximidades

Temperatura

A temperatura média anual de Veneza é de 13,2°C.

O mês mais quente do ano é o de julho, quando a máxima fica na casa dos 28°C e mínima em 19°C.

Janeiro é o mês mais frio do ano. Nesta época do ano, a média da temperatura máxima é de 7°C e a mínima de 0°C.

No inverno há a possibilidade de nevar na cidade e é mais comum chover também, o que é um problema, pois há muitas enxentes.

Quando ir

Por grande parte das atrações de Veneza ser feita andando, para mim, a melhor época para ir ao destino é entre abril e outubro, quando as temperaturas são mais quentes.

Como a cidade é cheia durante o ano todo, recomendaria conhecê-la também em meados de Fevereiro, já que acontece o Carnaval de Veneza, que é uma festa lindíssima que dura 3 finais de semana.

Carnaval em Veneza
Roupas típicas do Carnaval de Veneza

A cidade também recebe outros eventos importantes, como o mais antigo festival de cinema do mundo e a Bienal de Veneza, que acontece de 2 em 2 anos, entre maio e novembro, na cidade praiana de Lido.

Como é a praia de Lido
A praia de Lido com areia coberta por conchas

Quantos dias ficar

Caso você tenha como objetivo ficar apenas em Veneza, 2 ou 3 dias é o suficiente para se ter uma boa ideia de como a cidade funciona e conhecer seus principais pontos turísticos.

Porém, se você deseja conhecer as ilhas de Burano, Murano e Torcello, por exemplo, ou mesmo ir para a praia de Veneza, em Lido, reserve um dia a mais.

Como chegar a Veneza

É possível chegar a Veneza de avião, trem, carro ou através de um cruzeiro.

De avião

O Aeroporto Internacional Marco Polo (VCE) é um dos principais da Itália e serve a cidade de Veneza.

Ele não está exatamente em Venza, fica em Tessera, a 12 km por terra da capital de Vêneto, ou a 10 km por água.

Não há voos diretos para Veneza, a partir do Brasil. Para chegar até ela é preciso fazer uma escala na cidade de Roma ou em Milão, na Itália, ou em outro país da Europa.

Caso você já esteja na Europa, é possível aproveitar as companhias low costs, que têm preços mais acessíveis, por isso, confira as que estão disponíveis no seu ponto de partida.

As passagens a partir de São Paulo têm o preço médio de R$ 2165, mas fique atento, pois ao longo do ano, costumam acontecer algumas promoções.

Encontre os melhores preços de passagens para Veneza
Passagens aéreas saindo de
Air France GRU São Paulo VCE Veneza 10 Mai 09 Ago R$ 2314 Air Europa SSA Salvador VCE Veneza 17 Ago 31 Ago R$ 2349 Air Europa GRU São Paulo VCE Veneza 28 Jun 28 Set R$ 2401 Tap SSA Salvador VCE Veneza 20 Ago 30 Ago R$ 2895 Air Europa SSA Salvador VCE Veneza 19 Ago 30 Ago R$ 3033 Air Europa GRU São Paulo VCE Veneza 01 Jul 28 Set R$ 3110 Ver mais ofertas

 

Como ir do Aeroporto de Veneza para o hotel 

Caso você não fique hospedado em Mestre, na área continental da cidade, será necessário pegar um transfer aquático para chegar ao seu hotel, no aeroporto, ou na Piazzale Roma.

Por isso, para ganhar tempo e fazer um passeio diferente, mas muito agradável, eu recomendo pegar um transportea aquático já no Aeroporto.

Já se estiver hospedado em Veneza mesmo, opte por um hotel que tenha uma saída para um dos canais, porque com malas, não é nada legal caminhar pela cidade e você vai entender o que estou falando, quando estiver por lá.

Do aeroporto a hoteis bem localizados, a viagem aquática dura cerca de 30 minutos.

Melhores transfers a partir do aeroporto:

É uma boa alternativa para quem vai se hospedar nas proximidades da Piazzale Roma, já que custa apenas 8 euros.

Trem

Caso você esteja em outras cidades da Itália, chegar a Veneza de trem é uma ótima opção, já que as viagens não costumam ser longas e o serviço tem uma boa qualidade.

Veneza tem duas estações de trem, a Santa Lucia e a Mestre.

Estação de trem Veneza Santa Lucia
Estação de trem Santa Lucia, em Veneza

A primeira é a principal, pois o seu desembarque fica na área onde é possível pegar os vaporettos e táxis aquáticos para diversos locais.

Já a segunda só vale a pena para quem vai ficar na parte continental da cidade.

De carro

Não é opção mais recomendável ir a Veneza de carro, pois o melhor da cidade está nas ilhas, onde não entram carros.

Agora, caso tenha o desejo de alugar um carro na Itália, para viajar para outros cantos do país, você precisará deixá-lo na área continental para pegar um transporte aquático até as ilhas.

De Cruzeiro

Diversos cruzeiros para a Europa fazem paradas em Veneza. Como a cidade não é grande, é possível conhecer alguns pontos turísticos em uma das paradas.

Pode valer viajar para lá de cruzeiro, pois Veneza é uma cidade bastante cara e, em um navio, estão incluídos o transporte, a hospedagem, o entretenimento e, em alguns casos, até a pensão completa.

Navio em Veneza
Navio ancorado em Veneza, com a praça São Marcos ao fundo

Se você for sensível a preço e não se importe em ter pouco tempo disponível em Veneza, pense sobre esta hipótese, pois pode ser interessante a você.

Não fique sem internet de qualidade na Itália e nem pague pelos altos custos de roaming internacional!

Compre o seu chip internacional de celular para a Itália e receba em casa já programado, antes mesmo de viajar.

Assim você pode contar com internet, WhatsApp e telefone no destino, sem se preocupar com qualidade ou os valores abusivos de roaming internacional.

Use o CUPOM “PROMO10” e garanta um desconto adicional no seu chip.

QUERO GARANTIR O MEU CHIP INTERNACIONAL DE CELULAR AGORA MESMO

Telefone no exterior
Viaje conectado

Onde se hospedar

Veneza tem ótimos hotéis à disposição dos visitantes e muitas boas opções com a vista tão sonhada para os canais.

Como a locomoção é algo complicado em Veneza, opte por hotéis bem situados, de preferência no centro da cidade e próximo a cais ou a canais.

Digo isso, para facilitar a sua vida, risos. Já que você vai perder menos tempo para ir até a parte turística de Veneza e também vai poder voltar ao aeroporto ou à estação de trem com tranquilidade depois.

Hotéis que recomendo em Veneza

Hotel Londra Palace: este hotel está localizado na Riva degli Schiavoni, a 5 minutos andando da Praça São Marcos e tem suítes decoradas de forma única. Todos com a cara de Veneza, pinturas originais e móveis de seda.

Vale destacar também o premiado restaurante Do Leoni, que tem como especialidade a culinária veneziana.

Em dias quentes, é possível fazer a refeição no terraço do hotel, às margens de um dos canais. Preço: a partir de 199 euros, para 2 pessoas, sem café da manhã.

Sofitel Papadopoli: na última vez que estive em Veneza, fiquei neste hotel e a experiência foi fantástica.

quarto do Sofitel Papadopoli
Meu quarto no hotel Sofitel Papadopoli, em Veneza

Ele tem os quartos com mobiliário veneziano do século XVIII e vista para o Canal Tolentine ou para o Jardim Papadopoli (onde foram até gravadas algumas cenas da novela Por Amor).

Entre os destaques do hotel, também estão o bar e o restaurante, que fica em um lindo jardim de inverno, repleto de plantas tropicais. Preço: a partir de 129 euros, para 2 pessoas, sem café da manhã.

Palazzo San Lorenzo: bem próximo da Ponte Rialto e da Praça São Marcos, este hotel é bastante confortável e com instalações modernas, embora por fora pareça ser antigo.

O atendimento é bastante elogiado pelos hóspedes. Preço: a partir de 100 euros, para 2 pessoas, com café da manhã.

Se você quiser conhecer outras opções de hospedagem em Veneza, consulte abaixo o mapa virtual da cidade, pois nele são exibidos todos os estabelecimentos disponíveis para dormir, por localização e preço.

Booking.com

O que fazer em Veneza

Antes de começar a planejar o que visitar em Veneza, um dica importante é comprar o Venezia Unica City Pass, que é o passe econômico da cidade, com acesso gratuito aos principais museus e igrejas, sem filas.

Existem duas modalidades de passes:

  • San Marco Pass: dá acesso à 3 igrejas e 3 museus, além do Palácio Ducal e do Querini Stampalia.
  • City Pass completo: dá acesso à 16 igrejas, 11 museus, Palácio Ducal, além do Querini Stampalia.

Principais atrações da Praça São Marcos

Independente de quando visitar Veneza, você perceberá que as principais atrações se concentram sempre na Praça São Marcos, fundada no século IX.

Para mim, 3 palavras resumem bem o que você verá na Praça: fotógrafos buscando ângulos perfeitos, noivas orientais e pombos.

Verdade, risos! Vi isso tudo em diferentes períodos que fui para a cidade, ao passar pela Praça.

Praça São Marcos
Praças São Marcos repleta de Pombos

Os orientais amam casar na Itália, não é somente em Veneza que você irá vê-los tirando fotos.

Já sobre os pombos, se você não gostar deste tipo de contanto, o que sinceramente recomendo, para evitar a possibilidade de transmissão de doenças, tente ficar longe deles, principalmente se estiver com algum alimento em mãos.

Por muitos turistas gostarem de tirar fotos com os pombos empoleirados nos braços, eles acham que podem fazer isto com qualquer um que passa ali.

Basílica São Marcos

Na Praça está a Basílica São Marcos, uma das principais atrações de Veneza.

A Basílica é uma autêntica obra em estilo bizantino.

Basílica São Marcos, de Veneza
Basílica São Marcos

A decoração interna, apesar de ter sido alterada muitas vezes ao longo do tempo, tem mosaicos com pedras, ouro, bronze e outras preciosidades.

De dentro da Igreja, dá para se ter uma vista privilegiada da Praça.

Vale a pena ir ao seu terraço, contudo, para evitar as longas filas, compre o ingresso com antecedência. 

O preço é de cerca de 33 euros, caso você se interesse.

Palácio Ducal

Bem ao lado da Basílica está o Palácio Ducal (ou Palácio Doge), onde os visitantes podem desvendar os segredos de sua prisão.

Este é outro importante ponto turístico para se conhecer em Veneza, pois a construção é de 1309 e dentro dele está o Museu do Palácio Ducal e um bonito pátio.

brilho do sol em Veneza
Palácio Ducal no fim do dia

Caso você tenha interesse, há um ingresso que dá acesso ao Palácio Ducal e à Basílica São Marcos, por cerca de 35 euros.

Além de ser uma opção econômica e que evita filas, ele também vale para o Museu Correr, o Museu Arqueológico Nacional e ás salas monumentais da Biblioteca Marciana.

Ponte dos Suspiros

Ao sair do Palácio, observe que tem uma ponte fazendo conexão a outro edifício.

É a Ponte dos Suspiros, que liga o Palácio Ducal à Prigioni Nove, a primeira prisão que foi construída para este fim.

Ponte dos Suspiros em Veneza
Ponte dos Suspiros, em Veneza

Mesmo que tenha feito o passeio no interior do Palácio Ducal, observe a vista por este ângulo, pois é interessante.

A Ponte dos Suspiros é linda avistada de longe, mas também correm boatos na cidade de que os casais devem se beijar ao passar por baixo dela, de gôndola. O ato atribuiria aos amantes o amor eterno.

Torre do Campanário

Continuando o passeio, vá ao topo da Torre do Campanário. Lá de cima dará para avistar muito bem a cidade, os canais e as pontes.

Torre do Campanário, em Veneza
Torre do Campanário e a praça São Marcos

Como as filas costumam ser grandes, não acho primordial a visita, mas é um dos únicos rooftops da cidade.

Os melhores ingresos podem ser comprados na hora.

O café mais antigo do mundo

Como tudo que indiquei até agora está na mesma área, se você quiser um tempo para dar uma descansada e degustar as especiarias da Itália, vá ao Caffé Florian.

Esté é o mais antigo do mundo em atividade. Ele fica ali na Praça São Marcos e vale a pena cada euro investido.

Café Florian Veneza
Fachada do Florian, na Praça San Marco

Passeio de gôndola

Outra das principais atrações turísticas de Veneza é o passeio de gôndola, e realmente recomendo! É muito especial e uma experiência para levar como boa lembrança para a vida toda.

A verdade é que não há um tour certo para a gôndola percorrer.

Tudo depende de onde você pega a gôndola, já que há vários pontos pela cidade, e da boa vontade de quem a conduz, porque os gondoleiros têm autonomia para guiar o barco para onde acharem interessante.

Do meu ponto de vista, quanto mais você aproveitar o tempo pelo Grand Canal, melhor, pois os prédios foram projetados para serem mais atrativos nesta parte de Veneza.

Paisagens de Veneza tidas por meio de um passeio de gôndola
Paisagens de Veneza tidas por meio de um passeio de gôndola

Peça para o seu condutor também incluir a passagem pela Ponte do Rialto, a Ponte dos Suspiros e pelos canais mais estreitos de Veneza.

Vale a pena passar de barco por todos estes pontos e observar como é a vida dos venezianos e a arquitetura centenárias de tantos prédios.

Para garantir o seu passeio de gôndola de forma organizada e garantir um preço justo, compre o ingresso com antecedência.

Custa 33 euros e você estará amparado por uma empresa séria, diante de qualquer necessidade.

Rialto e bairro judeu

Um passeio bastante original e menos turístico é tour pelo Rialto e pelo bairro judeu.

Ele tem duração de cerca de 1 hora e 15 minutos e conta a presença de um guia, que fala inglês, italiano e espanhol, que dá informações históricas e curiosas sobre os lugares visitados.

Outra parte bastante interessante deste tour é que parte do passeio acontece na Ponte do Rialto, um dos principais pontos turísticos da cidade e a mais antiga ponte das 4 que existem no Grande Canal.

Ponte do Rialto, em Veneza
Ponte do Rialto

O passeio guiado, para quem se interessar, custa cerca de 2o euros e é bastante elogiado por participantes.

Caminhada pelas ruelas

Um dos meus passeios prediletos em Veneza é caminhar livremente pela cidade. Se perca pelos canais e seus becos, com um delicioso sorvete.

Típica rua de Veneza
Típica rua de Veneza

Falando em sorvete, recomendo que você conheça o da Suso Gelatoteca, que fica na Calle della Bissa, 5453, Ponte Rialto.

Outra sugestão seria a sorveteria Groom, que é uam sorveteria de rede, que provavelmente você irá ver em outros cantos da Itália, se for viajar pelo país. Em Veneza, fica no Campo San Barnaba.

Compras nas vias di Fabri e na Freezeria

Conheça as principais ruas de comércio de Veneza, como a di Fabri e a Freezeria, onde lojas de grife internacionais estão presentes.

Visite também um ateliê de máscaras venezianas de carnaval e veja como os artesãos as produzem.

Vitrine de loja de Veneza durante o Carnaval
Vitrine de loja de Veneza durante o Carnaval

Aliás, se for adquirir uma máscara veneziana para decoração, certifique-se de que o produto foi realmente produzido na Itália. Elas têm um selo de autenticidade atrás.

A qualidade é infinitamente superior e poderão durar a vida toda. Uma boa loja para conhecer, no caso, é a La Bauta.

Atrações noturnas

Há muitas atrações para curtir em Veneza de noite.

Desde passeios de gôndola noturnos, os mais gastronômicos e os curiosos, pelo lado subterrâneo da cidade.

Bar de Veneza, na Itália
Tradicional Bar de Veneza

Sim, existe uma cidade subterrânea em Veneza, que é muito interessante!

Gostou do post-guia de Veneza com informações úteis e dicas do que fazer na cidade? Se tiver dúvidas ou quiser relatar a sua experiência, escreva para a gente! 🙂 

Também recomendo na Itália

O que fazer em Verona: top atrações, mapa e dicas

Arena de Verona: melhores tours, óperas e dicas

O que fazer em Bolonha, onde comer e Mundo da Ferrari

Onde se hospedar em Milão: top 5 dos hotéis

7 fantásticos castelos para se hospedar na Europa

O que fazer em Bérgamo: guia gratuito para 1 ou 2 dias

Museu do Vaticano e Capela Sistina: dicas e ingressos

Curiosidades de Nápoles: 15 verdades e mentiras

Tour para Pompeia, de Roma ou Nápoles: vale a pena?

Roteiro pela Costa Amalfitana de 1, 2, 3 ou 4 dias + mapa

Tour para Lucca: como ir, o que fazer e onde comer

O que fazer em Capri, como chegar e dicas

O quê falta para a sua viagem?

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *