Acervos de mais de 50 museus viram livros de colorir

Os livros de colorir do #colorourcollections, projeto que nasceu da união de museus, universidades e bibliotecas de todo o mundo, no ano de 2013, estão se tornando cada vez mais populares.

Snazzy Maps: rotas do Google Maps para colorir e compartilhar

O projeto #colorourcollections tem como objetivo promover a cultura por meio da transformação de ricos acervos em imagens e livros de colorir. Todo o material é disponibilizado de forma simples para download e não tem custo.

#colorourcollections ajuda no estresse diário

Os livros de colorir, apontados como válvulas de escape para o estresse do dia a dia, se transformaram em uma “febre mundial”. Difícil encontrar alguém que não tenha feito o uso desta terapia. Porém, muitos não sabem que os desenhos também servem para relaxar e podem até alterar a atividade cerebral.

desenho para colorir de estação de metrô de Londres
Desenho da estação de metrô de Notting Hill (foto: Brunel University London)

Aliar a terapia à arte, como o #colorourcollections, além de propiciar o equilíbrio pessoal, conecta os usuários à cultura e ao espaço imaginário de artistas.

Tipos de artes disponibilizadas para colorir

Os museus, biblioteca e universidades trazem desenhos em preto e branco com curiosidades médicas, plantas, esboços de moda, animais curiosos, arquitetura, decoração, anúncios antigos e até criaturas, que não eram conhecidas pelo público em geral.

Animal para colorir da universidade de Calgary
A figura do Odenthos foi feita para colorir (foto: University of Calgary)
elefante para colorir
Desenho de um elefante para colorir (foto: museum of islamic)

Os assuntos médicos estão entre os temas mais buscados pelas pessoas no projeto #colorourcollections. É possível encontrar diversos órgãos e situações do dia a dia de  profissionais da saúde, por exemplo.

elefante para colorir
Ilustração dos nervos cardíacos (foto: Royal College of Physicians)
desenho para colorir de uma cabeça
Ilustração de como uma cabeça é constituída (foto: Oregon Health & Science University)

No ano de 2019, 113 instituições participam do projeto. Entre elas estão as bibliotecas da sede de Genebra da ONU, do Estado de Nova York, do Centro de História da Medicina de Boston, do Colégio Real de Médicos de Londres, Nacional da Rússia, o Centro de Cerâmica da Carolina do Norte, a Universidade de Glasgow e o Centro de Arte Contemporânea Chinesa.

+ Confira como é Genebra e o tour pela ONU

Também recomendamos

A Small World: a sociedade secreta para quem tem paixão pela “boa vida”

O que aprendi sobre Balneário Camboriú durante um detox digital

Dicas de livros para as férias de final de ano

Deixe o seu comentário