Compartilhe esta página

Documentos obrigatórios para viajar para a Europa + ETIAS

É importante ficar de olho nos documentos obrigatórios para viajar para a Europa, afinal, terão algumas mudanças importantes para os brasileiros que desejam visitar o continente a partir de 2025.

Apesar do continente não exigir visto de turismo para até 90 dias em grande parte dos países, a aprovação sempre dependerá dos agentes de imigração.

E a partir de 2025, as autoridades estarão focadas não apenas nos documentos necessários de praxe, como também no ETIAS.

Veja abaixo os detalhes de todos os documentos obrigatórios, além de informações úteis sobre o ETIAS.

documentos necessários para visitar a europa
Para entrar em qualquer país pertencente à União Europeia será necessário ter o ETIAS

Documentos obrigatórios para viajar para a Europa a partir de 2025

Os documentos obrigatórios para brasileiros entrarem na Europa são:

  • Passaporte dentro da validade
  • Seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros
  • Comprovantes de hospedagem ou carta-convite
  • Passagens de ida e volta
  • Comprovantes financeiros que mostrem que você tem dinheiro suficiente para o sustento básico pelo número de dias que estará em viagem no continente
  • ETIAS, a partir de 2025
  • Autorização para crianças e adolescentes que viajam sem os pais

Abaixo vou explicar um a um, mas antes veja também o que você NÃO precisa para visitar a Europa.

Documentos NÃO NECESSÁRIOS para brasileiros entrarem na Europa

  • Não é mais necessário apresentar comprovante de vacinação ou teste de COVID- 19
  • Não precisa usar máscara no avião e nem nos países da Europa, embora algumas autoridades ainda recomendem por conta de novas variantes da Covid-19
  • Não precisa apresentar comprovante de vacinação para Febre Amarela. Veja os países do mundo em que é obrigatório apresentar o comprovante para esta vacina, segundo a Organização Mundial da Saúde.
  • Não é necessário visto para entrar em países da União Europeia ou aos pertencentes ao Tratado de Schengen.
vacinas necessárias para viajar para a europa
Não é preciso tomar vacina de febre amarela para viaiar para a Europa

Passaporte dentro da validade

Para entrar na Europa é recomendado que o passaporte tenha validade mínima de 6 meses, a partir do seu primeiro dia de entrada.

Também é importante ter ao menos uma folha em branco para o carimbo de entrada.

Seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros

O seguro viagem é obrigatório tanto em viagens dentro da União Europeia, quanto em viagens realizadas em países pertencentes ao Tratado de Schengen.

A apólice de seguro deve ter cobertura mínima de 30 mil euros por pessoa e o agente de imigração pode pedir para ver o documento

Particularmente, costumo recomendar a todos nossos clientes viajantes pela União Europeia, porque adquirir um seguro viagem é uma segurança imensa.

Não apenas para casos de saúde, acidentes ou problemas graves envolvendo a vida (incluindo hospitalização por Covid), mas também com relação a questões menores de viagem, como extravio de malas, atraso ou cancelamento de voos, etc.

Hoje em dia há seguros que cobrem todas essas questões e só reconhecemos o valor dessa contratação no momento que dá algo errado.

Vale muito a pena ter esse conforto!

Onde contratar seguro viagem para a Europa

Para contratar o seu seguro viagem obrigatório para a Europa recomendo a Seguros Promo, que é um buscador de apólices para todo o mundo.

No buscador é possível comparar apólices de forma prática, encontrar as com melhor custo-benefício e ainda pagar parcelado, em até 12 vezes sem juros.

Ah!

Leitores de Ares do Mundo tem até 25% de desconto. Ao entrar no buscador, use o cupom ARESDOMUNDO ou o que aparece na página inicial.

Comprovantes de hospedagem ou carta-convite para entrar na Europa

O comprovante de hospedagem ou carta-convite é outro dos documentos obrigatórios para viajar para a Europa, porque para as autoridades soa como suspeito alguém que chega lá e não sabe onde vai ficar hospedado.

Elas se perguntam: o quê essa pessoa veio fazer aqui? Tráfico de drogas? Algum criminoso? Veio tentar imigrar de forma ilegal?

Para evitar essas dúvidas, leve o seu comprovante de hospedagem ou carta-convite de quem irá te hospedar, caso tenha amigos ou familiares no destino em questão ou de quem te receberá, em caso de intercâmbio em casa de família ou residência estudantil.

Caso não tenha feito a sua reserva de hospedagem ainda, veja o mapa interativo abaixo. 

Basta selecionar o destino e escolher o hotel. É rápido e bem fácil de fazer a reserva.

Booking.com

Seu comprovante de hospedagem chegará por e-mail logo após a reserva.

Leve-o impresso ou apresente no seu celular.

Passagens de ida e volta

Assim como o comprovante de hospedagem, as passagens também são importantes para as autoridades.

Por meio delas é possível entender o seu período de permanência na Europa e se esse período está de acordo com o seu tempo limite de permanência no continente.

Se chegar só com a passagem de ida, as autoridades podem desconfiar sobre as suas reais intenções em fazer turismo e vão se perguntar se você não está tentando imigrar de forma ilegal.

Grandes chances de voltar para casa se só estiver com passagens de ida.

Comprovantes financeiros: quanto levar para a Europa?

Pela regra divulgada, para entrar na Europa é preciso ter 100 euros por dia, por pessoa.

Contudo, as autoridades consideram neste valor a hospedagem também. 

Se você já tiver reservado o seu hotel ou tiver onde ficar com a carta-convite em mãos, considere 70 euros por dia e por pessoa.

Na verdade, o valor varia entre 35 e 70 euros, depende do país. Mas leve ao menos 70 euros por dia e por pessoa, que não há erro.

Caso o agente de imigração peça para você apresentar o montante, dá para fazer em dinheiro, em extratos bancários comprovando a quantia, além de cartões de crédito com boa quantia de limite.

Aliás, não esqueça de autorizar o seu cartão para uso no exterior.

Hoje em dia os bancos pedem a pré-autorização indicando a data da viagem, por questões de segurança.

Dá para fazer no próprio banco, pela central de atendimento, aplicativo ou site do mesmo (depende do banco).

Lembre-se que você não tem a obrigatoriedade de gastar todo o dinheiro que apresentar.

As autoridades apenas pedem para ter certeza de que você terá como se sustentar durante o período da viagem.

quanto levar para a europa
É importante ter como comprovar a quantia de dinheiro que está levando para a Europa

ETIAS

A sigla ETIAS, em inglês, significa “Sistema Eletrônico para a Autorização de Viagem”.

Este documento é uma permissão prévia para regulamentar a entrada de visitantes estrangeiros na União Europeia, que atualmente são isentos de vistos de turismo, trânsito ou negócios, para até 90 dias de viagem.

O ETIAS está sendo implementado com o objetivo de aumentar a segurança em alguns países e microestados da Europa, além de prevenir a imigração ilegal.

Ele foi aprovado pelo Parlamento Europeu em 2018. Era para ter sido implementado em 2022, contudo, devido à pandemia, foi adiado para 2024 e agora para 2025.

Ou seja, ele NÃO está sendo solicitado ainda. Em meados de 2024 começará a ser obrigatório. Não dá para pedi-lo com antecedência, mesmo que a sua viagem seja em 2025. 

Todos os visitantes provindos de países isentos de visto para entrar na União Europeia por até 90 dias vão precisar apresentar o ETIAS. Por isso, brasileiros precisarão do documento.

Como solicitar o ETIAS

O ETIAS deverá ser solicitado de forma online (sistema ainda não liberado para solicitação).

O viajante irá preencher um formulário com dados pessoais e os da viagem, além de pagar uma taxa de 7 euros.

Esse pedido será analisado e o viajante receberá a resposta de aprovação ou negação por e-mail.

Se aprovado, a resposta tende a chegar rapidamente, em até 96 horas. O ETIAS terá a validade de 3 anos OU até que esse documento de viagem expire.

Caso seja negado, você receberá uma explicação sobre porque não foi aprovado e poderá recorrer, com a apresentação de documentos adicionais.

Por trás do sistema do ETIAS

A verdade é que, quando você passar as suas informações pessoais e as da viagem pelo sistema europeu, seus dados serão eletronicamente cruzados com as de empresas de segurança, como Europol, Interpol, Sistema de Informação de Visto (VIS), além de outros…

Se tiver alguma inconsistência nos dados ou tiver algum apontamento de possível problema, poderá não ser aprovado.

Não podemos falar oficialmente que o ETIAS é um visto, mas no fundo faz a função de um visto, né?

Porque se precisa te aprovar para entrar no país, é uma vistoria prévia. Mas enfim…

Oficialmente, precisamos dizer que a partir de 2025 os brasileiros precisarão de ETIAS para entrar na União Europeia, mas não de visto.

Países da Europa exigirão o ETIAS

Veja abaixo a lista completa, em ordem alfabética.

Nela você verá países participantes do Tratado de Schengen, além de alguns microestados, como Vaticano, San Marino e Mônaco.

Veja mais informações sobre o ETIAS aqui.

dicas para viagens pela europa
Mapa da Europa

Autorização para crianças e adolescentes que viajam para a Europa sem os pais

Não podemos esquecer das crianças e adolescentes quando o assunto gira em torno dos documentos obrigatórios para viajar para a Europa, né?

Por isso, vou trazer um assunto bem importante sobre as crianças e adolescentes que viajam apenas com um dos pais ou sem os dois pais para a Europa.

No passaporte brasileiro da criança ou adolescente, geralmente, há uma menção impressa dizendo se o menor pode viajar apenas com um dos pais ou apenas com os dois.

Porém, além do passaporte, é importante seguir as recomendações da Cartilha para viagem com crianças ao exterior do Conselho Nacional da Justiça, que pede:

  • Criar uma autorização por criança que viajará sem um ou os dois pais
  • Preencher a autorização prévia no portal da CNJ e no site oficial do DPF (na aba “viagem ao exterior)
  • Indicar o prazo de validade da autorização que o menor poderá viajar desacompanhado
  • Reconhecer firma em cartório
  • Emitir duas vias, uma ficará na Polícia Federal do aeroporto

Seguir essas orientações são importantes, por segurança adicional do menor.

Tudo isso que é preenchido se cruza em sistemas internacionais de segurança e se porventura acontecer um desaparecimento da criança ou se ela estiver embarcando em qualquer aeroporto do mundo sem a aprovação prévia dos pais, poderá ser salva por uma das autoridades em posse dessas informações.

Espero ter conseguido esclarecer as suas dúvidas sobre os documentos obrigatórios para viajar para a Europa, ETIAS e outras informações.

Caso ainda tenha questões, deixe abaixo, que logo respondemos 🙂

Também recomendo pela Europa

Benefícios em hotéis de luxo

Hotel Bulgari Paris: como é ser hóspede e benefícios exclusivos

Mapa da Itália com 15 guias gratuitos de cidades famosas do país

Courchevel: guia completo com TUDO o que precisa

Onde contratar babá em Portugal: dica para viajantes

7 fantásticos castelos para se hospedar na Europa

Os 50 melhores hotéis do mundo e tem no Brasil

Roteiros personalizados pela Europa

compartilhe:
Deixe o seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

  1. Maria Hilderlucy nogueira Alencar

    amei as dicas.