3 ou 4 dias em Praga: o que fazer, onde comer e dormir

Pretende ficar 3 ou 4 dias em Praga e quer aproveitar cada minuto da viagem? Pois leia este post que vou te mostrar tudo o que você precisa saber sobre a capital da República Tcheca e uma das cidades mais visitadas no Leste Europeu.

Descubra com a gente quais são as principais atrações (e como obter desconto para conhecê-las), os melhores hotéis (e regiões para se hospedar), além de dicas úteis para a sua viagem. Depois que você ver este guia de Praga, também recomendo a leitura de onde experimentar as melhores cervejas tchecas! 

Vista panorâmica de Praga
Vista panorâmica de Praga, no Leste Europeu

Você sabia que o seguro viagem é obrigatório na República Tcheca? 

Evite problemas com as autoridades e viaje com tranquilidade. Escolha agora a melhor opção de seguro viagem para você e garanta um excelente desconto com o cupom ARESDOMUNDO.

Seguro Viagem: Europa
GTA 67 EUROMAX GTA 67 EUROMAX Assistência médica USD 67.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 26/dia*
Intermac EURO 40 (Exceto EUA) Intermac EURO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 19/dia*
TA 100 MUNDO (exceto EUA) TA 100 MUNDO (exceto EUA) Assistência médica USD 100.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 27/dia*

Como ir para Praga

Praga tem uma excelente localização no mapa, pois fica perto de muitos outros destinos interessantes da Europa.

Munique, na Alemanha, fica a apenas 380 km (cerca de 4 horas de carro); já Budapeste, uma cidade lindíssima do Leste Europeu, fica a 520 km (5 horas de carro) e Bratislava, na Eslováquia, a apenas 330 km de distância (cerca de 3 horas e meia de carro).

Distância de Praga e outros países
Distância de Praga e as principais cidades

Também dá para ir até Praga de trem ou de avião de vários pontos da Europa e são ótimas opções, inclusive, pois há muitos voos de baixo custo (low cost) para lá. No meu caso, eu fui de avião desde Barcelona.

Do Brasil, infelizmente, ainda não há voos diretos, mas na Viajanet sempre há opções de voos, com ótimas escalas! Recomendo dar uma olhadinha, pois os preços costumam ser excelentes também.

+ 10 dicas infalíveis para comprar passagens aéreas baratas

Do aeroporto ao centro de Praga

O Aeroporto Praga Václav Have é o mais próximo do centro de Praga (cerca de 20 km). Como ele é um dos mais importantes da Europa Central, costuma ter uma boa variedade de voos, de diferentes países.

A melhor forma de ir do aeroporto ao centro de Praga é pegando um shuttle (transfer), na saída do aeroporto.

Claro, também dá para ir de táxi, mas custa em torno de 25 euros e, sinceramente, talvez nem compense pela distância e possibilidade de trânsito na cidade.

Centro de Praga de noite
Movimentação no centro de Praga de noite

Quando ir para Praga

Eu recomendo ir a Praga entre Março e Outubro, devido à temperatura. Como um rio corta a cidade bem no meio, vem um vento bastante frio no Outono e Inverno. Inclusive, pode nevar entre Novembro e Fevereiro, o que não sei se seria bom, pois muitos pontos turísticos ficam em locais descobertos.

Contudo, se você está planejando viajar no inverno à Europa, não tire Praga do roteiro, por isso. Olhe abaixo essa foto da cidade no inverno.

Luzes no Castelo de Praga
Luzes na região do Castelo de Praga, durante o inverno

Eu fui durante a Páscoa e amei estar em Praga durante o feriado. A cidade estava toda decorada, cheia de ovos de galinha pintados à mão (e outros produtos artesanais) e tinham corais de crianças.

Coral de crianças em Praga
Coral de crianças em Praga

Porque Praga tem esse nome

Esqueça o português ao buscar significados para o nome da cidade, pois o nome “Praga” não passa de um ajuste fonético às línguas latinas. Apesar de o nome ser rapidamente associado à doenças, não tem nada relacionado à Peste Negra ou qualquer problema de saúde.

Em tcheco, inclusive, “Praga” é chamada de Praha (se fala algo como “prárra“). A origem da palavra não se sabe ao certo de onde vem, mas uma das versões diz que surgiu de uma lenda antiga da cidade, que associa uma princesa a um homem de hábitos simples, que construía batentes e produtos do tipo. Um dos produtos que ele fazia era o “umbral”, que em tcheco é  “práh” e, então, surgiu o nome da cidade.

Mas não se preocupe com a língua

É muito difícil compreender ou falar as palavras em tcheco. Aquela porção de consoantes juntas confunde a gente.

Eu nem recomendaria tentar falar qualquer coisa em tcheco, porque poderia sair algo completamente errado e causar algum problema. Fale em inglês que, no centro histórico e na parte do castelo, funciona bem e os tchecos são muito receptivos.

Esse lado simpático do povo tcheco, por sinal, é algo que me recordo muito claramente na minha passagem pela cidade, pois me perdi algumas vezes, em bairros distantes do centro turístico, e sempre tinha alguém que, mesmo sem falar inglês, espanhol ou qualquer idioma que pudesse compreender, estava pronto para me ajudar, seja mostrando caminhos pelo mapa, ou por mímicas. Enfim, não me sentia desamparada.

Placa de rua em Praga 4
Placa de rua em Praga 4 (onde estava perdida)

Principais atrações de Praga

Apesar de Praga ser grande em número de habitantes (1.3 milhões), ela não é muito grande em extensão. Costumo dizer que 4 dias em Praga é o suficiente para se fazer tudo com calma.

Antes de entrar a fundo nas minhas descobertas e sugestões de visita, acredito que seja importante você entender a dinâmica da cidade e entender como pode ter desconto nas principais atrações.

O Rio Moldava (ou Vitava) corta a cidade. De um lado fica a Cidade Baixa (Malá Strana) e o Distrito do Castelo e do outro lado fica a Cidade Antiga (Staré Mesto), a Cidade Nova (Nové Mestro) e o Bairro Judaico.

Cidade Velha Praga
Principal área de turismo em Praga

Recomendo que você inicie seu tour pelo Centro Velho (Praga 1), lado oposto ao do Castelo, para você aprender facilmente como se guiar na cidade.

Adquira o Prague Card e obtenha desconto de até 40% nas 60 principais atrações da cidade!

Algumas das atrações populares incluidas no cartão:

  • Castelo de Praga
  • Museu Judeu de Praga
  • Mirante de Petrin
  • Cruzeiro pelo rio
  • Ônibus turístico (rota de 2 horas)
  • Zoológico de Praga
  • Catedral de São Vito
  • Palácio Lobkowicz
  • Museu de Praga
  • Torre da Pólvora

QUERO SABER MAIS SOBRE O PRAGUE CARD 

O que ver no Centro Velho de Praga

Orloj

Orloj (ou o Relógio Astronômico Medieval) é um excelente ponto de partida. Ele fica no topo do belo prédio da Prefeitura.

Este relógio mostra os meses do ano, o Sol e a Lua em suas posições e, de hora em hora, aparecem bonecos mecânicos que representam “A caminhada dos apóstolos”.

Muitos turistas ficam ali embaixo esperando o show do relógio, quando faltam uns 5 minutos para completar alguma hora. Veja este vídeo que eu fiz sobre o relógio em funcionamento.

Prédio da Prefeitura e Relógio Astronômico de Praga
Relógio Astronômico de Praga
Orloj, o relógio astronômico
Detalhes do Relógio Astronômico

Algumas pessoas dizem que este relógio foi algo tão querido pela cidade que, quando o construíram, há mais de quatro séculos, cegaram o relojoeiro para que ele jamais construísse outro igual. Não sei se é verdade, mas o mundo sempre foi muito cruel também. Então, não duvido.

Arquitetura medieval onde o sol toca e bunkers sobre os pés

A caminhada ali pelo centro histórico é toda muito bacana. Os prédios são lindos e a manutenção da cidade é bem feita.

Acredito que mais legal do que andar pelas ruas arborizadas, entre as imponentes construções de tantos anos, é saber que embaixo dos nossos pés existe outra cidade.

Corredores dos antigos bunkers antiaéreos da Segunda Guerra Mundial foram ocupados por estabelecimentos comerciais e cervejarias artesanais.

Mas, voltando para onde o sol brilha, é adorável ficar indo e voltando entre todas as pontes da cidade. Cheguei a ficar emocionada com o pôr do sol em uma dessas pontes.

Praga no final da tarde
Pontes de Praga e o pôr do sol

Ponte Charles Bridge (ou Ponte Carlos/ ou Karluv Most)

A ponte mais famosa e também a mais antiga de Praga é a de Charles Bridge, pelos tchecos conhecida como Karluv Most e pelos brasileiros como Ponte Carlos.

Vista aérea da Ponte Carlos
Vista panorâmica da Ponte Carlos

Sempre tem alguma banda de jazz mostrando o seu talento nela. É um dos pontos turísticos mais importantes da cidade.

Ao longo da ponte, que liga a Cidade Antiga ao Castelo, há 27 estátuas. Cada uma delas simboliza o exato local onde os 27 líderes tchecos foram brutalmente assassinados.

Estátuas da Ponte Charles Bridge
Estátuas dos líderes assassinados na Ponte Carlos

Diz a lenda tcheca que não é bacana atravessar a ponte meia-noite, pois é a hora em que os fantasmas destes líderes acordam para cantar suas músicas tristes e atormentar quem passa por lá. Não acredito nisso, mas também não vou fazer o teste (risos).

Jantar ao estilo medieval em Praga 1

Uma sugestão que dou neste perímetro de Praga 1 é conhecer algumas iguarias locais, em um jantar medieval.  Essa sugestão, inclusive, considero show.

Capela dos Espelhos

A Capela dos Espelhos é um local onde costuma ter concertos, por sinal, muito elogiados por turistas no Trip Advisor. Eu não tive a oportunidade de ir, mas pretendo em uma próxima oportunidade.

Biblioteca Barroca (ou Klementinum)

Biblioteca Barroca é onde funciona a Biblioteca Nacional da República Tcheca. Vale a pena fazer uma visita, não apenas pela lindíssima construção, mas também para descobrir mais detalhes históricos de Praga (e do país).

O acervo é tão precioso que a UNESCO até premiou a Biblioteca no projeto Memórias do Mundo (que identifica e preserva documentos de grande valor para a história).

Interior da Biblioteca Barroca de Praga
Biblioteca Barroca de Praga

Torre Astronômica

A Torre Astronômica costuma ter longas filas, principalmente durante o verão. Mas vale muito a pena, se você tiver interesse em ter uma vista panorâmica do Centro histórico de Praga.

Pela região do Castelo de Praga

Ultrapassando a ponte para a Cidade Baixa (Malá Strana), que é a região que permeia o Castelo, você vai encontrar várias lojinhas de souvenir.

Cidade de Praga iluminada no inverno
Distrito do Castelo de Praga todo iluminado

O Castelo de Praga foi eleito pelo Guiness Book como o maior castelo do mundo. Afinal, são mais de 70 mil metros quadrados. Os mais de 1000 anos de existência também já garantiram o castelo como Patrimônio da Humanidade. Não é pouca coisa para ver.

Quando você está para entrar no Castelo, existe a opção de comprar um ticket simples ou um completo. Sugiro que você compre este ingresso, pois garante os principais locais de visitação no perímetro (e sem ter que enfrentar filas).

Principais locais para visitar na região do Castelo de Praga

  • Catedral de São Vito
Catedral de São Vito
Catedral de São Vito por dentro e por fora

Como ela demorou 600 anos para ficar pronta, existem vários elementos diferentes na sua construção. Pedras de diferentes cores (umas mais novas, outras mais velhas) e vitrais gigantescos pintados em diferentes estilos.

Eu, particularmente, fiquei um tempão admirando os reflexos do sol passando pelos vitrais dentro da Catedral.

  • Museu dos brinquedos

Este é um dos museus mais famosos do mundo pela variedade de brinquedos. Saudosistas e casais com crianças costumam frequentar bastante o lugar.

  • Troca de guardas do Castelo
Guardas em movimento no Castelo de Praga
Troca de guardas no Castelo de Praga

Ao meio-dia, todos os dias, tem a cerimônia de troca de guardas na frente do Castelo de Praga.

De hora em hora também tem a troca comum de guardas, que é algo bonito de ser ver. Estando perto do horário, vale a pena garantir um bom lugar para assisti-la.

  • Palácio Lobkowicz

O mais interessante do Palácio é a sua coleção de arte, partituras originais de Beethoven e de Mozart e instrumentos musicais. Na hora do almoço, geralmente, é possível assistir a um concerto também.

  • Golden Lane

O lugar tem este nome, pois os trabalhadores do Castelo, na Idade Média, moravam por lá. Como a estatura das pessoas era mais baixa nesta época, as casinhas coloridas são também baixas. Este é um dos pontos mais visitados na área do Castelo.

Golden Lane
Casas coloridas onde os funcionários do Castelo moravam

Cidade Nova (Nové Mestro)

  • Dancing House (Casa Dançante): é uma das atrações mais procuradas na Cidade Nova (Nové Mestro).
Arquitetura da Casa dançante, em Praga
Casa dançante faz bastante sucesso entre os visitantes

A ideia da construção era substituir um prédio que foi bombardeado na Segunda Guerra Mundial, por outro onde dois dançarinos alegres estavam dançando na sua arquitetura.

Neste prédio funcionaria um Centro Cultural, mas ele sempre foi comercial. O que muita gente não sabe é que no topo deste edifício tem um restaurante francês, com uma vista incrível da cidade.

  • Praça Venceslau: é um lugar com várias lojas, restaurantes, hotéis luxuosos, cafés e também é onde fica o Museu Nacional. No passado era uma região de comércio de cavalos, mas hoje chega a ser até um boulevard pela sua extensão e entretenimento.
Lojas da Praça Venceslau, em Praga
Comércio na Praça Venceslau

Bairro Gótico

Sobre o Bairro Gótico, vá a ele se você quiser conhecer um pouco mais sobre a história dos judeus e a Segunda Guerra Mundial. Lá tem duas opções de passeio: visitar as sinagogas ou conhecer o cemitério.

Visitantes dizem que é impressionante o número de lápide por metro quadrado, porém, eu confesso que não tenho muita atração por este tipo de turismo e acabei não indo lá.

Em uma próxima viagem à Praga, pretendo conhecer, pelo menos, a Sinagoga de Pinkas, porque ela foi convertida em um memorial das vítimas do Holocausto.

Onde se hospedar em Praga

As melhores regiões para hospedagem em Praga são Praha 1 e Praha 2, contudo, se você ficar mais distante do centro, pode funcionar bem o transporte público.

Duas recomendações de hotéis seriam: Le Palais Art Hotel Prague e o Ambassador Zlata Husa.

Abaixo também deixo à disposição o mapa virtual da cidade, com todas as indicações de estabelecimentos para se hospedar em Praga. Basta selecionar o hotel que aparecerá o local e preço.

Booking.com

Também recomendamos

3 dias na Eslovênia: castelos, cavernas e muito mais

Preciso mesmo de seguro viagem

Como são as piscinas públicas do Szechenyi Baths no inverno

O quê falta para a sua viagem?

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *