18 Dicas de Budapeste para curtir ao máximo a viagem

Dicas de Budapeste são sempre úteis.

Afinal, a curiosa capital húngara, além de ser bastante bonita, é um destino que apresenta uma cultura bastante diferente da nossa.

Castelo de Buda
Entrada do Castelo de Buda, uma das principais atrações de Budapeste

Das termas medicinais para a Budapeste Eye, em Peste.

Ou do Castelo de Buda à praça do Bastião dos Pescadores, em Buda.

Budapeste revela-se entre uma arquitetura monumental e uma população que tenta esquecer os horrores da Guerra.

18 dicas de Budapeste para sua viagem

1) Ir na data certa para Budapeste

Budapeste é uma ótima cidade para caminhar.

Ela é linda e repleta de monumentos, que merecem ser observados com calma.

Por isso, vale a pena visitá-la entre maio e setembro, quando a temperatura é mais amena, diferente do inverno, que tem neve, bastante vento e temperaturas negativas.

Praça dos Heróis de Budapeste
A cidade de Budapeste é repleta de monumentos e turistas

2) Número de dias da viagem para não perder nada 

Budapeste é uma cidade repleta de atrações, por isso, eu recomendo ficar, ao menos, quatro dias por lá.

Desta forma, além de você conhecer grande parte das atrações, com tranquilidade, poderá ter uma boa ideia de como é o estilo de vida da população local.

 

3) Se hospedar em Buda ou Peste

Se tem uma dica de Budapeste que não pode faltar nesta lista é: hospede-se em Peste!

Lá estão algumas das melhores atrações da cidade, como o Parlamento Húgaro, as piscinas públicas Szechenyi Baths e o Distrito Judeu, além de ótima opções de bares e restaurantes.

Durante a minha passagem por Budapeste, fiquei hospedado no Kempinski Corvinus, um hotel 5 estrelas muito bem localizado e que atende até o mais exigente dos clientes, devido ao alto padrão de conforto e gastronomia.

hotel de luxo budapeste
Suíte do Kempinski Corvinus, hotel 5 estrelas em Budapeste

Caso você queira outras opções de hospedagem em Peste, confira no mapa virtual abaixo.

Booking.com

4) Como chegar na cidade

Não há voos diretos do Brasil para a capital da Hungria.

Do Brasil, você precisará fazer escala, em Lisboa, Porto, Madrid, Londres, Paris, Amsterdam, Frankfurt, Roma, Milão, Zurique ou Istambul, caso queira seguir direto para Budapeste.

voo para budapeste
Com a Air France é possível ir para Budapeste fazendo escala em Paris

5) Caminhe pela “orla” do Danúbio

Caminhar margeando o Rio Danúbio é outra das imperdíveis dicas de Budapeste.

Ainda mais de noite.

Desta região é possível observar monumentos, como o Parlamento, o Castelo de Buda e a Ponte Széchenyi Lánchíd.

Todas essas construções iluminadas são fantásticas, atrações à parte.

O passeio é possível de se fazer por conta própria, ou com um guia, que explicará todos os detalhes, além de terminar o passeio em uma cervejaria húngara.

dicas de budapeste
Caminhar de noite é uma excelente dica de Budapeste

6) Conheça a gastronomia húngara, em um cruzeiro no Danúbio

Além de caminhar pela “orla do Danúbio”, muitos visitantes aproveitam o visual iluminado da cidade, em um cruzeiro com jantar.

O passeio dura 1 hora e 30 minutos e nele são oferecidos pratos típicos da Hungria.

Membros da orquestra húngara Rajko são os responsáveis por animar a experiência, que certamente será uma ótima lembrança da cidade.

7) Leve Florim Húngaro

Embora faça parte da União Europeia, a Hungria tem a sua moeda própria, que é o Florim Húngaro.

Sempre é bom ter uma quantidade da moeda local, principalmente para utilizar no transporte público e com miudezas do dia a dia.

Na cidade até aceitam euros em alguns estabelecimentos, mas fazem uma conversão maluca e bastante gente acaba perdendo dinheiro com isso.

Leve Florim Húngaro que é mais seguro.

Nota de Florim Húngaro
Nota de 50 Florins Húngaros

8) Atenção com as gorjetas

Diferente do Brasil ou dos Estados Unidos, onde as gorjetas já estão incluídas na conta de um restaurante ou bar, em Budapeste, não há este tipo de tradição.

Portanto, se você estiver satisfeito com o serviço e deseja bonificar o atendente, avise-o que quer bonificá-lo, para que ele possa colocar o valor na conta.

9) Cuidado com os batedores de carteira

Como na maioria das cidades da Europa, você se sentirá seguro ao caminhar pelas ruas de Budapeste, mas atenção com os batedores de carteira.

Eles também estão presentes na capital da Hungria, esperando por um deslize para furtar algo.

Por isso, mantenha os olhos aberto com as suas bolsas e mochilas, em lugares muito turísticos ou em meios de transporte.

Bastiao dos Pescadores Budapeste
O Bastião dos Pescadores é um dos pontos turísticos mais populares de Budapeste e vive cheio de visitantes

Com a gente, por exemplo, aconteceu algo bem estranho.

Próximo à Budapeste Eye, uma pessoa tentou nos vender um Iphone, mostrando-o embaixo da roupa.

Ignoramos e saímos andando.

Estranho.

10) Conhecer as piscinas termais

A cidade de Budapeste tem muitas piscinas termais.

Isso, inclusive, se justifica, pois cerca de 70 milhões de litros de águas termais vão à superfície da cidade, todos os dias.

Uma das principais dicas de Budapeste é conhecer o Balneário Széchenyi, que tem 15 piscinas, entre internas e externas, e salas de massagem.

termas de budapeste
No Balneário Széchenyi estão as piscinas termais mais famosas de Budapeste (crédito: Szechenyi Baths)

O estabelecimento é tão popular que nele são realizadas festas, com Djs, e até casamentos.

Por ser um local bastante procurado, vale a pena comprar o ingresso para o Balnerário com antecedência, para que você não fique preso em grandes filas.

11) Visite o Distrito Judeu

Embora seja uma região com uma história triste, onde muitas pessoas morreram durante a Segunda Guerra Mundial, o Distrito Judeu se transformou em uma grande atração da cidade.

Resumidamente, os poucos residentes que restaram após a guerra abandonaram ou mudaram do bairro, fazendo com que o Distrito virasse uma “grande zona fantasma”.

A população mais jovem de Budapeste viu uma oportunidade comercial nestes prédios abandonados e passou a transformá-los em restaurantes, bares e pequenas casas noturnas.

Então, o lugar que de dia é popular pelos tours históricos, de noite é repleto de jovens animados.

Bar no distrito judeu budapeste
O Distrito Judeu virou uma região perfeita para quem curte vida noturna

12) Falando em guerra…

Embora a Segunda Guerra Mundial tenha acabado há mais de 70 anos, ela deixou marcas em Budapeste.

Marcas que podem ser vistas até hoje em monumentos, ou em museus, como a Casa do Terror, sede da segurança do Estado, onde muitas pessoas foram torturadas e mortas.

Para quem se interessa pelo assunto, há um tour gratuito que reconta a história de uma das principais batalhas da Guerra, o “Cerco de Budapeste”.

Esse passeio acontece por pontos que fizeram parte da batalha, como a Grande Sinagoga, Hotel Astoria, Museu Korut, entre outros.

Sinagoga Budapeste
Monumento aos mortos durante o Holocausto, na Grande Sinagoga

13) A mão direita mumificada do Rei Estevão

Um dos personagens mais importantes da história da Hungria, Estevão I, também conhecido como o “Rei Santo”, ainda hoje é muito venerado pela população local, mesmo tendo morrido há cerca de mil anos.

Ele deu nome a um dos prédios mais bonitos de Budapeste e o mais alto da cidade, ao lado do Parlamento, com 96 metros de altura.

foto Basílica de São Estevão Budapeste
Fachada da Basílica de São Estevão

Além da sua linda arquitetura, ele atrai muitas pessoas por conservar a mão direita mumificada de Estevão.

Outra das dicas de Budapeste que dou é visitar a Basílica, durante o concerto de órgão elétrico.

A apresentação dura cerca de 70 minutos.

É belíssima!

14) Dê uma passadinha no Mercado Central de Budapeste

Para conhecer a cultura de uma nação, é preciso também saber como eles se alimentam e suas especialidades.

No caso de Budapeste, uma visita ao Mercado Central se faz necessária.

Por lá, você conhecerá, comidas típicas e os produtos que são usados na culinária húngara.

Mercado Central de Budapeste
No Mercado Central de Budapeste é possível conhecer a gastronomia local

15) Não deixe de experimentar o Lángos

Lángos é uma comida típica da Hungria, que é facilmente encontrada próximo a pontos turísticos de Budapeste.

Ele é uma massa frita de pão, que pode ser consumido com diversos recheios.

Esta é uma das dicas de Budapeste para quem gosta de gastronomia, porque a iguaria é bem gostosa mesmo.

Adquira o Budapest Card e visite as principais atrações de Budapeste sem custo algum, além de contar com transporte público ilimitado!

O Budapest Card é o passe de atrações oficial da capital húngara. Ele oferece acesso gratuito a mais de 20 atrações, como:

  • Galeria Nacional Húngara
  • Museu Nacional da Hungria
  • Balneário Lukács
  • Museu de História de Budapeste
  • Teleférico Zugliget
  • Mai Manó House – Photo Gallery

VALOR DO BUDAPEST CARD: 22 euros

QUERO SABER MAIS SOBRE O BUDAPEST CARD  

Budapest Card
Budapest Card (divulgação)
  • Atenção: o valor do card pode sofrer alterações por parte do fornecedor.

16) Mergulhe no folclore húngaro

Outra forma de conhecer a cultura local é por meio do seu folclore.

Embora não seja um país grande, se compararmos ao Brasil, por exemplo, a Hungria tem uma cultura muito forte, com diversas tradições.

Por isso, vale a pena assistir a um espetáculo, onde a melhor versão das danças tradicionais magiares é apresentada.

São 3 grupos folclóricos:

  • Rajkó Folk Ensemble
  • Hungarian State Folk Ensemble
  • Danube Folk Ensemble

Mais ou menos 30 pessoas se apresentam durante 1 hora e 30 minutos de espetáculo.

Os ingressos são vendidos de forma on-line e têm o preço de 24 euros por pessoa.

17) Conheça o Parlamento Húngaro

O Parlamento Húngaro é, sem dúvida, um dos edifícios mais bonitos de toda a Europa.

Ele foi erguido em 1876, como parte das comemorações dos mil anos do país.

Bonito prédio do Parlamento Húngaro iluminado de noite
Parlamento Húngaro iluminado de noite

Embora seja a Assembleia Legislativa da Hungria, é possível conhecê-lo internamente, em um passeio guiado repleto de muita arte.

Entre as salas visitadas, vale destacar o espaço onde estão guardadas as joias da coroa húngara.

Como é uma atividade bastante concorrida, também vale a pena comprar os ingressos com antecedência, para evitar filas.

18) Belezas do Império Austro-Húngaro

Budapeste não conserva apenas memórias da Segunda Guerra Mundial.

Como ela foi uma das capitais do Império Austro-Húngaro, ainda tem locais emblemáticos deste período.

Em um free tour, é possível conhecer mais sobre a história do Império e entender o motivo de sua curta duração, já que ele existiu apenas entre 1867 a 1918.

Entre os locais visitados no passeio estão:

  • Museu de Trianon
  • Basílica de São Estêvão
  • Avenida Andrassy
  • Ópera Nacional da Hungria
  • Entre outros lugares…
Basílica Santo Estevão de noite
Basílica Santo Estevão de noite

Gostou das dicas de Budapeste? 

Deixe o seu comentário. 😉

Também recomendo no Leste Europeu

O que fazer em Budapeste: guia completo 2022

Castelo de Predjama: guia completo e gratuito

3 ou 4 dias em Praga: o que fazer, onde comer e dormir

Cerveja em Praga: tours, melhores cervejarias e marcas

O que fazer em Bled, como chegar e onde dormir

compartilhe:
Deixe o seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *