21 curiosidades sobre o Peru que você nem imagina

Não faltam curiosidades sobre o Peru. 

Afinal, este país, que faz fronteira com o Brasil, tem uma cultura bastante curiosa.

Ela mescla costumes milenares dos incas, a melhor gastronomia do mundo e atrações turísticas que surpreendem pela natureza ou aprendizado.

Pensando em fatores muito interessantes que anotei durante a minha viagem por Lima, Cusco, Macchu Picchu e cidades do interior, fiz uma lista com 21 curiosidades sobre o Peru, que garanto que será novidade a você também.

Dá uma olhada!

21 curiosidades sobre o Peru 

1)  Os tsunamis e terremotos em Lima

Talvez seria uma curiosidade para alguns dizer que há mar em Lima.

Mas as ondas bravas do Pacífico não escondem os possíveis perigos deste oceano.

Há alertas por toda a faixa de mar, anunciando possíveis riscos de tsunami, já que, no passado, o mar chegava até as imensas falésias.

Na parte que era ocupada pelo mar, anos atrás, hoje há um calçadão e pistas para carros.

Acima das falésias, bairros residenciais de classes mais elevadas.

curiosidades sobre o peru
O risco de tsunami é alertado ao longo das falésias em Lima

Nestas falésias há escadas gigantescas, acredito eu que, para acima de tudo, escoar as pessoas rapidamente em caso de risco de tsunami, da parte baixa para a alta.

O último tsunami no Peru foi em Janeiro de 2022, mas não em Lima.

Terremotos em Lima

Também há riscos de terremotos em Lima e o último registrado foi em Janeiro de 2022.

Ele atingiu 5,6 graus na escala Richter, mas não houve vítimas fatais.

Assim como Lima, todo o país sofre com terremotos, do norte ao sul, sendo alguns bem catastróficos para comunidades periféricas.

Sempre viaje ao Peru com uma agência confiável, pois o acesso às informações e acolhimento diante de necessidades pode ser extremamente útil.

2) Paraíso dos surfistas

Dentro do avião, sentei-me ao lado de um homem que me falou que “Lima era o paraíso dos surfistas” e era por isso que ele viajava ao país.

Eu pensei comigo mesma… “Será que sou tão desinformada assim”?

Mas eu realmente era.

Apenas em Lima, vi pelo menos uns 70 surfistas.

E num mar que não arriscaria nem colocar os pés, porque era extremamente bravo e, pelo que me falaram, bem gelado também (cerca de 10 graus Celsius).

3) O algodão da marca Lacoste é do Peru

Quando fui a Blumenau, Santa Catarina, me disseram que o jacarezinho da Lacoste era feito na fábrica da Hering, na própria cidade.

Agora os peruanos disseram que o algodão das roupas da marca vem do Peru.

Isso só atesta a qualidade das roupas da Lacoste, pois o Peru é referência no algodão de qualidade e o Brasil no bordado.

Falando em algodão, fica a minha dica de compra no país. Roupas e acessórios do autêntico algodão peruano ou de “lã de alpaca bebê”.

Só cuidado com as falsificações!

Há muitos produtos chineses, que até mesmo peruanos revendem.

Mas é fácil descobrir quando é de qualidade. Basta sentir se o tecido é geladinho e bem macio.

Se tiver essas características, pode levar.

o que comprar no peru
É uma delícia comprar produtos artesanais no Peru

4) Muito ouro, prata e bronze

A principal fonte de renda do peruano vem da mineração. 

Isso, pois o país é rico em minas de ouro, prata, bronze e pedras preciosas.

Joalherias internacionais têm produtos made in peru incríveis!

E bem mais barato que no Brasil, até mesmo porque o país tem regras de tax free para visitantes internacionais.

Mais uma dica de compra embutida em uma das curiosidades sobre o Peru.

prata no peru
Em muitos lugares encontramos acessórios em prata para comprar

5) Quase não vemos peruanos tocando flauta

Eu pensava que veria peruano tocando flauta em todo o lugar, mas parece que todos vieram tocar o instrumento na Baixada Santista, risos.

Brincadeiras à parte, ao longo de uma viagem de 7 dias, vi apenas 1 peruano tocando flauta.

Foi em uma comunidade nos Andes, onde fiz uma trilha com locais, por 1 hora e meia.

Por todo o trajeto tocaram a flauta.

Até sonhei com ela depois, risos.

6) A população está concentrada em Lima

Cerca de 30% da população do Peru reside em Lima, pois a capital do país oferece mais oportunidades de trabalho.

Talvez não seja uma novidade, já que as capitais dos países geralmente são mais prósperas em diferentes lugares do mundo, mas o Peru tem um extenso legado rural.

Isto é, gerações e mais gerações são criadas para a manutenção do que a terra tem a oferecer, por ser um ofício que era praticado pelo pai ou avô.

Existe um forte senso comunitário neste quesito também.

O que é bem bacana de se ver, principalmente, em comunidades andinas. 

peruanos no centro de lima
Peruanos no centro de Lima

7) Comunidade de Chineses

Outra das curiosidades sobre o Peru é que há uma das maiores comunidades de chineses da América Latina.

Chineses em si não me recordo de ter visto, na verdade, apenas muitos produtos made in China.

Já reservou o seu hotel no Peru?

Encontre a melhor hospedagem para você nos mais diferentes destinos do Peru, como Lima, Cusco e Macchu Picchu e conte com o suporte de uma empresa séria, sempre pronta para o atendimento, diante de qualquer necessidade.

Use o mapa interativo abaixo, pois nele estão presentes todos os estabelecimentos disponíveis para dormir no país e fica fácil de comparar suas localizações e preços.

Reserve agora mesmo!

Booking.com

8) O Cristo da Catedral de Cusco ficou negro

Na Catedral de Cusco, um dos lugares mais curiosos do país, o guia me explicou que a principal escultura de Cristo ficou negra ao longo dos anos.

Isso aconteceu, pois a madeira que utilizaram para fazer a obra sacra, tinha a característica de escurecer com o tempo, mas quando ela foi usada, não sabiam disso.

A população, naquela época, acho intrigante e passou a achar que realmente havia algo de especial com ela.

Anos mais tarde, contudo, foi tecnicamente confirmado que era a madeira naturalmente mudando de cor.

Fico devendo a foto do Cristo, pois era proibido tirar fotos dentro da Catedral de Cusco.

Catedral de Cusco
Catedral de Cusco

9) Peruanos falam espanhol e quéchua

Muita gente acha que o peruano fala apenas o idioma espanhol, mas, na verdade, também falam o qúechua, que seria o “tupi-guarani” que escutamos em comunidades indígenas do Brasil.

Ainda hoje, cerca de 10 milhões de pessoas falam quéchua, principalmente em comunidades andinas de países como, Argentina, Colômbia, Chile, Bolívia, Equador e Peru.

Não é parecido com nenhuma língua conhecida ou latina. Difícil mesmo de entender. 

Mas vemos muitas pessoas, mesmo em Cusco, se comunicando nesta língua.

Há até uma missa realizada no último domingo do mês, na Catedral de Cusco, em quéchua.

10) Pisco veio do Peru ou Chile

A cachaça está para o Brasil, assim como o pisco está para o Peru.

Ou para o Chile?

Existe uma questão entre ambos os países sobre a origem do pisco. Quase uma “rixa”.

Confesso que nunca havia escutado nada sobre o pisco ter surgido no Chile, para mim sempre foi uma bebida peruana.

Mas, nesta viagem ao Peru, “bastante gente viajada” questionava sobre a verdadeira origem da bebida.

De onde você acha que veio o pisco?

11) A reconhecida culinária criativa peruana

O Peru tem uma excelente fama internacional na gastronomia. 

A popular culinária criativa peruana, repleta de técnicas especiais, sensibilidade sensorial e ingredientes únicos, dá a fama ao país.

restaurante em lima peru
A gastronomia peruana é referência mundial

E a fama não fica apenas com os chefs, que mais tarde, são reconhecidos por seus estabelecimentos com estrelas Michelin.

A fama está em restaurantes do país também. 

Em Lima, por exemplo, está o restaurante Mercado, que foi eleito o quarto melhor do mundo em 2021.

12) É alpaca ou lhama?

Antes de ir ao Peru, dificilmente saberemos o que é uma alpaca.

Para a gente tudo é lhama, mas lá vem algum peruano dizendo que é alpaca.

Só aprendi a chamar lhama de lhama vendo-a ao lado de uma alpaca.

Daí ficam claras as diferenças. 

A lhama cospe, é mais alta, pode ter uma franja e tem um focinho em formato de bico.

Já a alpaca é bem menor, tem focinho arredondado, lã mais macia e parece menos rebelde que as lhamas.

Entendeu as diferenças?

alpaca ou lhama
Quem é alpaca e quem a lhama?

13) Os peruanos comem alpaca e porquinho da índia

Apesar de respeitar bastante os hábitos culturais de todos os países, fiquei chateada ao descobrir que o peruano come a alpaca e o porquinho da índia.

Os dois animais são tidos como carnes nobres peruanas, mas o porquinho da índia chega a ser vendido no espeto nas estradas peruanas.

o que os peruanos comem
Venda de porquinho da Índia no espeto

Essas carnes não são comidas todos os dias pelos peruanos, apenas em datas comemorativas.

No dia a dia, geralmente, é o frango mesmo. Aliás, tem lojas do KFC em todo lugar.  

14) Falta mais ar em Cusco que no Macchu Picchu 

Muita gente acha que o Macchu Picchu é muito mais alto que Cusco, porque acaba considerando os esforços físicos das trilhas, cheias de subidas, com a altitude.

Claro que fazer exercícios físicos, em um ambiente de altitude, potencializa a sensação de falta de ar.

Mas Macchu Picchu não é mais alto que Cusco não.

A altitude de Macchu Picchu é de 2430 metros, enquanto a de Cusco é de 3399 metros.

Em Cusco, a nossa capacidade respiratória é reduzida em cerca de 35%, já no Macchu Picchu aproximadamente 20%. 

macchu picchu peru
A altitude do Macchu Picchu é bem menor que a de Cusco

15) Se prepare para sofrer de “soroche” em Cusco

É verdade que cada organismo reage de um jeito diante da grande altitude de Cusco, talvez esta não seja uma das curiosidades sobre o Peru.

Geralmente, quem vive mais perto do nível do mar sofre mais com soroche (ou sintomas causados pelo ar rarefeito, como tontura e batimento cardíaco acelerado).

Mas também não é uma regra.

Raramente a altitude estraga alguma viagem.

É mais uma questão de adaptação, respirar profundamente e evitar movimentos bruscos, do que de desespero.

Para quem acha que pode sofrer com soroche, a dica que dou é se hospedar em hotéis de luxo.

Assim como o Monastério Belmond, que dispõe de oxigênio no ar de alguns quartos, reduzindo a sensação de 1000 metros na altitude.

Outra opção seria o Palácio Nazarenas , que além do excelente padrão de conforto, também tem máscaras de oxigênio aos hóspedes que necessitarem.

Basta ir com a palavra-chave na recepção: soroche.

16) O chá de coca ajuda, mas respirar direito é o segredo para lidar com a altitude

O chá de coca ajuda a amenizar as sensações de altitude. Fato.

Mas o grande segredo para lidar com a altitude é:

  • Respirar profundamente e de forma devagar, puxando o ar pelo nariz e soltando pela boca
  • Beber bastante líquido
  • Evitar movimentos rápidos, corridas, subir escadas ou ladeiras sem pausas
  • Não tomar bebida alcoólica no primeiro dia de viagem
  • Evitar comidas muito pesadas ou muito diferentes

 

17) Mercado número um de anchova no mundo

Se é verdade, não sei…

Mas ao menos 2 guias da minha viagem disseram que o Peru é o mercado número 1 de anchova no mundo.

Mais uma curiosidade sobre o Peru que pode ser uma boa dica do que comprar por lá 🙂

18) O biótipo dos peruanos residentes em locais de grande altitude

O biótipo dos peruanos, em locais de grande altitude, foi outro grande aprendizado, ao longo da minha viagem.

Em Cusco e nas comunidades andinas, costumamos ver pessoas com estatura mais baixa e com um tronco mais alargado.

O meu guia disse que a altitude faz com que o pulmão seja mais alargado nestas pessoas, expandindo suas caixas torácicas lateralmente.

Isso faria com que os seus corpos fossem mais largos e menores.

Achei interessante a explicação, por isso, compartilho como um fato cultural curioso.

Entre as minhas visitas a diferentes comunidades, trouxe um “galo” de souvenir na minha cabeça, pois bati no teto baixo de uma residência destas pessoas nos Andes.

Acima de tudo, observe bem onde você entra, risos.

curiosidades sobre o peru
Família peruana em sua residência com teto baixo

19) Significado por trás das tranças das peruanas

Descobri também que as tranças das peruanas têm significados.

Quando usam uma ou duas tranças, significa que elas são casadas.

Já várias tranças ou um chapéu com flores, solteiras.

curiosidades sobre o peru
Imã de geladeira artesanal com as tranças das mulheres peruanas

20) Mais de 3400 tipos de batatas

Nas terras férteis dos Andes encontramos uma grande variedade de alimentos, como milho e batata.

Além do clima perfeito, a altitude também faz com que a agricultura seja um imenso campo de pesquisa.

Tive o prazer de degustar diferentes tipos de batatas, até mesmo vinho de batata e fortemente recomendo o turismo rural nos Andes.

Uma deliciosa descoberta, literalmente.

batata dos andes
Diferentes tipos de batatas e vinho de batata que experimentei na região andina

21) Campos de flores de soja andina

E se eu disser que a flor de soja andina pode ser mais bonita que a lavanda?

Seria uma das curiosidades sobre o Peru mais interessantes desta lista?

Bom, eu achei lindíssima a flor da soja local e foi muito especial caminhar pelos campos de soja andino.

Fica devendo só o perfume. Não tem aroma de nada.

Mas é muito bonito!

turismo rural peru
Os campos de soja andinos são lindos!

Gostou das curiosidades sobre o Peru?

Deixe seu comentário, que logo retornaremos 🙂

Também recomendo no Peru

Trem Belmond Hiram Bingham: tudo o que precisa saber

O que fazer no Peru: 13 atrações imperdíveis para até 7 dias

compartilhe:
Deixe o seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

  1. FERNANDO DA COSTA VASQUES

    Excelentes dicas Leda. Já estive 2x no Peru e a percepção foi a mesma. Voltarei e suas dicas ajudam muito o viajante a entender o universo de cultura e belezas naturais. Fernando Vasques

    • Olá Fernando, fico feliz que tenha gostado das minhas observações. Gostei muito do Peru também, um destino muito autêntico, né? Volte sempre e se precisar de ajuda com a sua viagem ao Peru, é só me procurar 🙂