Categorias: Destinos, Europa, França, Paris

O essencial de Paris: turismo, compras e dicas de segurança

Paris é capital da França e uma das cidades mais turísticas e desejadas do mundo. De verdade, não tem nada mais gostoso do que esquecer o mapa e sair andando por ela. O estilo da arquitetura encanta, o idioma soa como uma boa música, a comida é deliciosa e, claro, a Torre Eiffel e o Rio Sena enchem as paisagens de beleza por diferentes ângulos.

Estátua de anjo e Torre Eiffel
Passeio noturno em Paris

Um pouco sobre a história de Paris

É um resumo porque a história é gigantesca. Vamos lá!

É verdade que Paris foi construída para ser a cidade mais visitada do mundo, contudo, a sua história tem mais de 6000 anos. Já no período Neolítico havia registro de humanos. Sem muitos dados, em tempos tão remotos, outro marco histórico só apareceu 52 A.C, quando o Império Romano dominou as terras dos Parísios, povo celta que lá residia. Rebatizaram as terras de Lutécia Parisioro.

Lutécia não se desenvolveu tanto como outras cidades dominadas pelos romanos. Era vista como uma vila moderna, apenas. Pompéia, na Itália, por exemplo, era bem maior e mais populosa, com seus 40 mil habitantes. Por volta do século III, a vila passou a ser cristianizada e grandes invasões assustaram a população, que se refugiou em uma ilha no rio Sena, chamada Île de la Cité (vista como centro medieval de onde Paris foi fundada). Como tinham vestígios de assentamento do lado de fora da ilha, a cidade voltou a ter o seu nome ligado aos Parísios.

Durante a Idade Média, foi dominada pelos vikings. Colocaram tanto terror na cidade, que os habitantes a abandonaram pela primeira vez. Posteriormente, foi dominada pelos Capetos. Eles preferiam Orléans a Paris, por isso, ela perdeu o foco. Só no século XII, voltou a ser capital e passou a evoluir no âmbito político, econômico e financeiro. Em 1328, Paris já era a cidade mais populosa da Europa, com mais de 200 mil habitantes, mas logo depois veio a Peste Negra e a Guerra dos Cem Anos, que assolaram a população.

Na Idade Moderna, a urbanização passou a crescer de forma mais ordenada e intelectuais foram atraídos para a cidade. A arte, educação e as ciências ganharam a vez. Novos massacres aterrorizam Paris, até que veio uma crise econômica forte e a população se viu arruinada e faminta. Luís XIV virou o líder em meados do século XVII. Um século mais tarde, a arte ganhou foco novamente, com o Iluminismo. Grandes obras arquitetônicas que conhecemos hoje tiveram fundamento neste período.

No século XVII, eventos históricos franceses aconteceram, por pressão popular: era o início da Revolução Francesa e a Tomada da Bastilha. Neste período, bens da Coroa e da Igreja passaram a ser da população. No final da Revolução, Napoleão Bonaparte virou o líder da cidade e perdeu a batalha. Logo depois, a cidade sofreu com a cólera e cresceu desordenadamente. Com a chegada do Segundo Império, Paris deixou de ser medieval e se tornou um lugar moderno. A reurbanização e a organização que vemos e apreciamos tanto hoje se devem a este período.

Canhões no Museu des Invalides
Armas de guerra, armaduras e o túmulo de Napoleão estão no Museu des Invalides

A expansão econômica voltou a acontecer e já, em 1913, Paris registrava mais de cem mil empresas. Cresceram o envolvimento com a arte, o número de cinemas e as belíssimas lojas de departamento. Durante a Primeira Guerra Mundial, ela sofreu com bombardeios e tiros de canhões dos alemães, mas não tanto como outras cidades europeias. Após os anos duros de guerra, novamente passou por uma crise social e econômica. Cresceu a tuberculose e o número de habitantes quase batia na casa dos 3 milhões.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Paris foi dominada pelos alemães e virou a sede do comando alemão na França. A cidade, por incrível que pareça, foi poupada novamente da imensa destruição. Após o término da Guerra, na década de 50, se uniu a Roma, com o objetivo de reconciliação e cooperação pós-guerra. Desde a década de 60 (até o século XXI), uma série de conflitos raciais foi registrada.

Hoje, Paris é o coração econômico e financeiro da França, além da sede de importantes administrações, organizações mundiais e do governo. Há importantes universidades, bibliotecas e museus e é uma das cidades mais visitadas do mundo, devido a este foco tão grande em manter a ordem urbana e intelectuais no perímetro urbano.

Atrações em Paris

Arco do Triunfo

É bonito, sim, e na sua arquitetura estão gravados os nomes de 128 batalhas e mais de 500 generais. A construção é majestosa tanto de dia, quanto de noite, quando as luzes da cidade ascendem.

O monumento fica “ilhado” na Praça Charles de Gaulle e o recomendado é utilizar os caminhos subterrâneos para chegar lá, já que há um grande movimento de carros.

Monumento Arco do Triunfo em Paris
Arco do Triunfo

Se tiver interesse em ter uma vista panorâmica de Paris, a partir do Arco do Triunfo, dá para comprar ingressos (sem filas) AQUI.

Champs-Élysées

Como o Arco do Triunfo fica no comecinho da Champs-Élysées, a avenida mais famosa e turística de Paris, faça todo o seu percurso. Nela há grandes marcas de luxo francesas, como Louis Vuitton (que tem filas gigantescas na porta) e também marcas comuns de fast fashion, como H&M e Zara. Não é o lugar mais econômico para fazer compras na Europa, mas há o reembolso de tax free aos visitantes de outros países. Independente do seu interesse por fazer compras, entre nas lojas. Há produtos diferentes e vários ambientes bem elaborados internamente.

Movimento de pessoas e carros na Champs-Élysées
Avenida Champs-Élysées, em Paris
Pessoas na frente da Louis Vuitton, de Paris
Fila para entrar na Louis Vuitton

Jardim de Tuileries

O Jardim de Tuileries pertencia a um castelo há alguns séculos e foi queimado durante uma das batalhas que a França se envolveu. Hoje é um museu a céu aberto com esculturas e árvores meticulosamente podadas. É um lugar bonito para caminhar, tirar algumas fotos e fazer uma pequena pausa no dia.

Estátuas e pessoas no Jardim de Tuileries
Turistas no Jardim de Tuileries

Torre Eiffel

A Torre Eiffel é, obviamente, o ponto turístico mais buscado em Paris. Os visitantes ficam ansiosos para ver, tocar e fazer fotos de todos os ângulos com a Torre. Compreendo, é muito linda, mesmo. De noite, em especial, ela fica toda iluminada e, de hora em hora, as suas luzes mudam de cor e piscam. Em datas festivas, também tem a sua coloração alterada.

Torre Eiffel de diferentes ângulos
Torre Eiffel vista de diferentes ângulos

Além de chegar bem próximo a ela, recomendo fazer o passeio no seu interior. Há um mirante, de onde pode-se ter diferentes perspectivas de Paris e um restaurante bem qualificado pelo Trip Advisor, por sinal.

Mirante da Torre Eiffel e Paris ao fundo
Vista de Paris da Torre Eiffel

Curiosidades sobre a Torre Eiffel:

  • A fabricante de carros francesa Citröen fez um anuncio com luzes no começo do século passado usando a torre e entrou para o Guinness Book, o livro dos recordes, como o maior anúncio do mundo.
  • Em 1960, o general Charles de Gaulle cogitou a possibilidade de desmontar a torre para enviar a uma exposição em Montreal. Ainda bem que o plano foi rejeitado.

Catedral de Notre-Dame

É a catedral gótica mais antiga da França, próxima ao Rio Sena. O seu interior é muito bonito, mas o que eu mais gosto de fazer é sentar em um dos seus jardins para admirar os seus ricos detalhes arquitetônicos. Dá facilmente para se perder no tempo somente observando-a.

Frente da Catedral de Notre-Dame
Detalhes da arquitetura da Catedral de Notre-Dame
Catedral de Notre-Dame e seus jardins
Lateral da Catedral de Notre-Dame

Pelo Rio Sena

A verdade é que tudo que está ao redor do Rio Sena precisa ser visitado. Se você tiver em mente isso, terá visto o “essencial turístico” de Paris.

Ponte Alexandre III

A ponte escultura estilo “Art Nouveau” conecta os bairros Champs-Élysées ao de Invalides. Neste último, está o Museu des Invalides (ou Museu das Forças Armadas). Há armaduras, canhões, armas, o túmulo de Napoleão e também o seu o cavalo branco empalhado. Além de atravessar a ponte, vale a pena o passeio. O museu é bem bonito.

Arquitetura e monumentos da Ponte Alexandre III
Ponte Alexandre III, em Paris
Turistas no Museu des Invalides
Interior do Museu des Invalides

Pont des Arts 

Esta é a ponte onde os casais apaixonados fazem declarações e colocam os colocam os cadeados de amor. São tantos cadeados que as autoridades, de tempos em tempos, retiram todos, pois afetam na estrutura e a estética da construção.

Variedade de cadeados na Pont des Arts 
Cadeados do amor na Pont des Arts

Tour pelo Rio Sena

Uma delícia fazer o passeio de barco pelo Rio Sena. Além de vermos a cidade com outras perspectivas, várias músicas francesas são tocadas. Tours podem ser adquiridos AQUI.

Ponte, Rio Sena e Torre Eiffel
Outros ângulos de Paris durante tour no Rio Sena

Também é possível jantar em uma destas embarcações e brindar com champanhe. Neste caso, veja AQUI.

Basílica de Sacré Coeur

A construção é linda e fica no topo de uma colina no bairro de Montmartre. Tem gente que paga para ver Paris da sua cúpula, mas da escadaria da Basílica já é possível ter uma excelente paisagem.

Montmatre é o bairro onde Picasso trabalhava e se divertia de noite. É também o reduto da arte, das bandas de jazz de rua e está cheio de lojas criativas e bons restaurantes.

Arquitetura da Basílica de Sacré Coeur
Basílica de Sacré Coeur e o movimento de visitantes
Vista Panorâmica de Paris
Vista de Paris da Basílica de Sacré Coeur

Moulin Rouge

Não tão longe dali, está o Moulin Rouge. Considero a atração como imperdível, já que o espetáculo, com as mulheres dançando cancan, é algo já enraizado na cultura francesa. A atração também tem certo peso cultural na cidade, pois era frequentado por Renoir.

Moinho de vento do Moulin Rouge, em Paris
Frente do Moulin Rouge

Os Museus de Paris

Museu do Louvre

O Museu do Louvre é o maior museu de arte do mundo e chega a ser considerado como um monumento em Paris. Seu acervo conta com quase 40 mil obras, de diferentes períodos da história. Muitos visitantes têm como missão durante a visita, encontrar o quadro de Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, mas geralmente se decepcionam com o tamanho, já que é bem pequeno.

Arquitetura do Museu do Louvre
Na frente do Museu do Louvre
Pirâmide transparente e arquitetura ao fundo, em Paris
Vista de dentro da pirâmide do Museu do Louvre
Vista panorâmica do Museu do Louvre
Vista da região do Museu do Louvre

Compre o seu ingresso com antecedência, porque as filas são gigantescas.

Museu de Orsay

Este é o meu preferido e a sua arquitetura é impressionante. As exposições têm como foco esculturas e pinturas do século XIX e XX, mas há também exposições temporárias que complementam as fixas. Procure por trabalhos de Van Gogh, Cézanne e Odilon Redon, são as mais diferentes.

Turistas no relógio do Museu de Orsay
Relógio do Museu de Orsay

As filas do Museu de Orsay também dão voltas nos quarteirões. Para evitá-las, recomendo esses ingressos.

Museu de Rodin

Foi inaugurado no Hotel Biron, em 1919. Também de arquitetura imponente, exibe obras do escultor Auguste Rodin. Se visitar o Museu, não deixe de passar pelos seus jardins. São lindíssimos!

Compras em Paris

Vejo muitos brasileiros indo a Paris para comprar perfumes, maquiagens e artigos de luxo. Recomendo a compra apenas se a França for o único país visitado, pois estes tipos de produtos são encontrados com preços inferiores em outros locais da Europa, como Alemanha, Portugal ou Espanha.

Vale a pena comprar artigos de luxo na Europa, como uma vez expliquei AQUI, mas escolher o país certo ajuda a poupar dinheiro.

Recomendações de compras na França: sabonetes em barra, cosméticos locais (e não multinacionais), obras de arte, objetos de decoração, artigos de cozinha, temperos, chocolates, vinhos e patês.

Melhores locais para fazer compras: Carrefour, Leroy Merlin, nas ruas de Montmartre e na Galerie Lafayette.

Arquitetura da Galerie Lafayette
Interior da Galerie Lafayette
Cúpula de vidro colorida em Paris
Cúpula da Galerie Lafayette
Pôr do sol e Torre Eiffel ao fundo
Vista panorâmica de Paris do topo da Galerie Lafayette

Segurança na cidade

Quando fui a Paris pela primeira vez, em 2010, foi pelos “pés mesmo” que conheci a cidade. Sentia-me tão feliz, que virava as ruas ignorando os mapas e sem saber onde iria dar. Fui seguida por um homem em uma transversal da Champs-Élysées (a caminho da Galerie Lafayette). Somente consegui despistá-lo, quando entrei em uma loja qualquer no caminho. Hoje, definitivamente, sigo apenas os mapas e a recomendação de amigos que residem na cidade. Nada de sair por aí sem saber aonde vou.

Já escutei relatos de brasileiros que foram roubados na região de Montmartre e dentro do metrô. São casos de batedores de carteiras, que roubam pela desatenção dos turistas com os seus pertences.

Como é de costume ver os asiáticos fazendo muitas compras em Paris, eles são vistos como alvos para os bandidos. Já ouvi um caso, também, de uma oriental que foi empurrada com força em uma rua deserta, e, quando perdeu o equilíbrio, o bandido aproveitou para tirar a bolsa do seu ombro e sair correndo.

Basicamente, evite sair andando pela periferia ou locais muito desertos. Atenção com os seus pertences, também. Estas são as mensagens do tópico.

Nos arredores de Paris

Se tiver mais tempo, recomendo uma visita ao Palácio de Versalles e conhecer a Disneyland Paris, que é menor que a de Orlando, mas tão encantadora quanto a versão americana.

Pela França, não deixe também de conhecer a região da Normandia. Além do Monte Saint-Michel, é possível conhecer a cidade onde Joana d´Arc foi queimada e a fábrica de caramelo francês, na cidade de origem da família de Walt Disney.

Monte Saint-Michel de fundo
Monte Saint-Michel, na Normandia

Pretende viajar?

Os nossos parceiros podem te ajudar a fazer um bom negócio. Confira! 

Os melhores hotéis do mundo estão AQUI. Há opções diversas para todos os tipos de viajantes.
Seguro de viagem com desconto e pagamento em até 12x  no cartão. Os leitores de Ares do Mundo recebem um desconto especial. Use o código ARESDOMUNDO durante a compra.
De guias de viagem a passeios pitorescos em qualquer lugar do mundo. Tudo bem organizado e com confirmação por email.
Chip internacional de celular já funcionando antes de sair do Brasil.
Aluguel de carros com preços em reais e parcelamento em até 12x no cartão.
Vai estudar fora? Obtenha AQUI o acesso às melhores universidades do mundo. Tem cursos excelentes e com certificado.

*Comprando aqui você pagará o mesmo preço (ou menos) do que diretamente nos fornecedores ou agências. Confira os TERMOS DE USO e saiba mais.

Deixe o seu comentário