Categorias: Austrália Oceania Passeios Sydney

Blue Mountains: confira dicas imperdíveis deste paraíso australiano

Muitas pessoas afirmam que conhecer as Blue Mountains é essencial para sentir a Austrália por inteiro, não somente pela questão da imersão à flora e à flora, mas também pelo entendimento do elo do pais com a natureza e a modernidade de forma simultânea. Eu não tiro a razão do que dizem por aí. Acho o passeio ao conjunto de montanhas espetacular e, por isso, listei também dez motivos para você incluir a visita no seu roteiro pela Austrália.

1- Patrimônio Mundial da Humanidade

Sim, as Blue Mountains são consideradas Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO. Em meio à uma névoa azul, um milhão de hectares com florestas de eucalipto, cachoeiras e rochas faz com que a área ganhe esta atenção e o título. A UNESCO compreende a especialidade natural da região e, por isso, auxilia na preservação para que as próximas gerações tenham a chance de conhecer e desenvolver o mesmo apreço por elas.

A névoa azul existe mesmo! Cientistas dizem que isto acontece porque o eucalipto já tem uma coloração mais escura e quando o vento balança as árvores, além de misturá-las com a poeira e o ar, criam um efeito especial sob a luz do sol.

2- Um exemplo a se seguir no que diz respeito ao turismo consciente 

Não é só a UNESCO que incentiva a preservação por lá. Os australianos cuidam e propagam tanto a imensa área verde, que isto transcende aos turistas que visitam as montanhas. Não se vê desrespeito à cultura e nem à natureza. Não tem lixo no chão e as diferentes espécies de animais, principalmente pássaros, circulam livremente.

3- A melhor vista de uma floresta

Dentro do pacote do Scenic World tem um passeio de teleférico que chama Scenic Skyway. Em dias ensolarados, durante o seu percurso, dá para ter uma visão em 360 graus da Katoomba Falls, das famosas rochas Three Sisters (Três Irmãs) e do Jamison Valley. Ir às Blue Mountains e não conhecer estes 3 pontos seria um passeio incompleto. Assim dá para garantir que você não perdeu nada. O passeio pode ser adquirido AQUI.

4- No seu tempo e do seu jeito

A flexibilidade tanto em tempo quanto no tipo de passeio é muito grande. Têm turistas que viajam para a Austrália e gastam boa parte dos dias somente nas montanha. Já outros fazem um bate e volta de Sidney às Blue Mountains no mesmo dia. Lá se vê muitos aventureiros que se entregam aos quilômetros de trilhas, porém, é possível ver também famílias com crianças pequenas, excursões de escolas, idosos e cadeirantes. O tempo e a intensidade do roteiro pode ser escolhido de forma personalizada.

5- O trem mais inclinado do mundo

Também pertencente ao Scenic World, o Scenic Railway proporciona mais uma experiência inesquecível: ser transportado pelo trem mais inclinado do mundo e por dentro da floresta.

O trem é todo transparente e inicialmente a gente se assusta, porque é realmente inclinado (52 graus) e dá a impressão que vamos cair. Mas assim que ele começa a andar, aquele medo passa e toda a natureza parece invadi-lo, fazendo com que a gente se entregue ao cheirinho delicioso dos eucaliptos.

O ticket do Scenic World pode ser adquirido AQUI.

6- Adrenalina

Mesmo que você não tenha o hábito de sair fazendo trilhas por aí, acho válida essa experiência estando nas Blue Mountains, pois é um lugar incrivelmente bonito, seguro e sinalizado. Uma trilha de baixa intensidade é a do Echo Point para a Katoomba Falls. Além dos corrimões que facilitam o passeio, no final dá para chegar bem pertinho da cachoeira. Caso queira escolher uma trilha com maior esforço físico ou analisar outras opções, veja a tabela de trilhas do site oficial da Blue Mountains.

7- A lenda das Três Irmãs

Gosto de lendas porque elas sempre embasam as nossas experiências de forma mágica. Mas deixando o romantismo de lado, as rochas têm mesmo uma história. Os australianos dizem que as 3 irmãs da tribo Katoomba (Meehni, Wimlah e Gunnedoo) se apaixonaram ao mesmo tempo por 3 irmãos de outra tribo. Como a união entre tribos diferentes, não era permitida, eles sequestraram as garotas e isto desencadeou em brigas, mortes e perseguições entre os povos. Um ser com poderes mágicos da floresta, sabendo do problema, resolveu protegê-las e as transformar em pedras, porém, ele morreu antes de reverter o feitiço.

8- Relaxamento Intenso

Se entregar à natureza faz parte da experiência. Sente ou deite em qualquer ponto da floresta (sozinho ou com a sua companhia) para relaxar, pensar na vida, enfim, tirar um tempo para reabastecer as energias. Faça isso sem pressa e sem acessar o celular. Quando voltar para o passeio sentirá que está mesmo revigorado.

9- Lembrança da Amazônia

É impossível não pensar na nossa Amazônia andando pelas Blue Mountains. Eu pelo menos pensei o tempo todo na nossa área verde sendo desmatada e sonhando com a possibilidade de termos este cuidado num futuro próximo. Conhecer outros lugares faz com que a gente consiga aplicar as experiências adquiridas às necessidades, né?

10- Infraestrutura especial

Dentro e fora das Blue Mountains o visitante sempre se sente bem amparado. Além do ponto de assistência ao turista interno, têm banheiros limpos, bons restaurantes e até lojas de presentes com diferentes tipos de souvenir. Ótimos hotéis completam a experiência com louvor. Duas ótimas sugestões para hospedagem seriam: o Bank House Mount Victoria, super bem qualificado pelos hóspedes, principalmente casais e o Lilianfels Blue Mountains Resort & SPA, um hotel super confortável e acolhedor.

😉

Comente! via Facebook