Guia de Amsterdam: 17 atrações, onde dormir e dicas

O quê fazer em Amsterdam, a capital da Holanda, que fica a apenas 211 km de Bruxelas?

Amsterdam é uma cidade intensa. Segundo a Economist Intelligence Unit (EIU), a cidade que tem clima de festa o ano inteiro, é considerada um dos melhores lugares do mundo para viver.

Pensando no que vivenciar neste destino tão curioso e cheio de vida, preparei um guia de turismo prático para viagens de até 4 dias em Amsterdam.

Nele você encontrará informações úteis sobre a cidade, além de dicas para planejar a sua viagem da melhor forma e recomendações com as melhores atrações, dentro e nos arredores de Amsterdam.

Como é Amsterdam
Passeando pela bonita cidade de Amsterdam

O que saber sobre Amsterdam

Com uma população de aproximadamente 850 mil habitantes distribuidos em uma área de 219,3 km, Amsterdam recebe turistas de todo o mundo, principalmente jovens seduzidos pela sua história, arte e libertinagem para assuntos ligados a sexo e drogas.

História

No início da sua existência, Amsterdam era apenas um porto de pesca.

Com o passar dos séculos, a sua estrutura foi ganhando mais corpo e se tornou a mais importante nas rotas comerciais marítimas, lideradas pelos alemães da Liga Hanseática, em 1358.

Neste período, grandes conflitos aconteciam com a Antuérpia, uma importante cidade belga, localizada a 91,1 km da medieval Bruges.

Em 1578, conflitos passaram a acontecer também contra o domínio do Império Colonial Espanhol, que perseguia e exterminava os religiosos.

A burguesia comercial de Antuérpia, então, decidiu se instalar de vez em Amsterdam, pois de lá poderia ter mais controle de tudo e crescer de forma sustentável. Iniciou-se assim a importante “Idade de Ouro Neerlandesa”.

O grande crescimento de Amsterdam

Com os altos investimentos dos poderosos, a frota marítima se desenvolveu muito, a ponto de concorrer diretamente com a portuguesa e espanhola.

O exponencial crescimento da cidade ganhou destaque e ela passou a ser considerada como o centro comercial e financeiro de maior movimento na Europa.

Com uma política grande de tolerância sexual e religiosa, muito ligada ao que Amsterdam prega hoje, fiéis foram salvos de agressivos extermínios.

Sucessores destas gerações preservadas pelo ódio, como Baruch Spinoza, juntamente com protestantes franceses, contribuíram para o desenvolvimento da inovação e cosmopolitismo da cidade.

Cidade de Amsterdam

Do Bloqueio Continental ao que Amsterdam é hoje

No século XVIII, devido a Revolução Industrial Inglesa, que se expandia, a França dominou a região e, sob domínio de Napoleão Bonaparte, foi declarado o bloqueio continental, que afetou muito todo o comércio realizado pelo mar.

Em 1830, durante a Revolução Belga, quando o porto de Antuérpia começou a ser revitalizado e o de Roterdã passou a receber navios mais robustos, Amsterdam entrou em declínio.

Amsterdam só voltou a crescer após a Primeira Guerra Mundial, quando começaram a investir em novas residências e fábricas.

Contudo, logo começou a Segunda Guerra Mundial e os nazistas destruíram de vez os portos.

Quando a guerra acabou e a população parou de ser perseguida, a cidade passou a crescer para a parte ocidental e novamente reergueu-se.

Hoje, Amsterdam é considerada “capital global alfa”, devido a sua importância econômica e financeira no mundo, e 7 das 500 maiores empresas do planeta têm sede na cidade.

O que fazer em Amsterdam
Amsterdam é uma das cidades mais importantes do mundo

Curiosidades sobre a Holanda

  • Os holandeses são as pessoas mais altas do mundo. A estatura média dos homens é de 1,81m e a das mulheres, 1,67m.
  • A taxa de fertilidade nos Países Baixos é uma das mais altas da Europa. O número médio de filhos por mulher é de 1,82.
  • Há um abrigo flutuante para gatos abandonados em Amsterdam, chama-se De Poezenboot. É o único do tipo no mundo e é mantido com doações.

Você sabia que ao adquirir o I Amsterdam City Card, é possível entrar em vários pontos turísticos da cidade e usar o transporte público sem custo algum?

As principais atrações oferecidas pelo I Amsterdam City Card são:

  • Cruzeiro pelos canais de Amsterdam
  • Entrada no Museu Van Gogh, Museu de Ciência NEMO e Rijksmuseum
  • Visita ao Castelo Muiderslot
  • Ingresso ao A´DAM, o balanço mais alto da Europa
  • Aluguel de bicicleta por 24 horas em Amsterdam
  • Passeio de barco até a famosa cidade de Volendam
  • Desconto de 25% no Heineken Experience, Madame Tussauds e Museu da Prostituição

QUERO SABER MAIS SOBRE O I AMSTERDAM CITY CARD

I Amsterdam Card

Outras informações úteis sobre Amsterdam

Amsterdam fica perto de onde

Amsterdam fica perto de muitas cidades interessantes da Europa.

Confira a distância de importantes destinos turísticos:

  • Bruxelas, na Bélgica, fica a 211 km
  • Bruges, na Bélgica, fica a 249 km
  • Berlim, na Alemanha, fica a 655 km
  • Paris, na França, fica a 517 km
  • Londres, no Reino Unido, fica a 549 km
Onde fica Amsterdam
Amsterdam no mapa da Europa (Google Maps)

Língua

O idioma na Holanda é o holandês, também chamado de neerlandês. Para nós, que falamos uma língua de origem latina, é quase impossível entender o idioma.

Contudo, não se preocupe, pois o inglês é altamente difundido em Amsterdam e na Holanda, de uma forma geral, e é possível “se virar”.

Moeda

A moeda oficial da Holanda é o Euro.

Fuso horário

A diferença de horário de Amsterdam para o Horário de Brasília é de + 4 horas. Com relação a GTM, +2.

Clima e Temperatura

Para brasileiros, Amsterdam é considerada uma cidade fria, já que as temperaturas dificilmente ultrapassam os 25°C, mesmo no verão.

Entre meados de Junho e Setembro, quando é verão na Holanda, a temperatura varia entre 8°C e 19°C. Já no inverno, entre meados de dezembro e março, a variação fica entre 2° e 10°C.

Em Amsterdam costuma nevar entre Janeiro e Março, sendo mais possível em Fevereiro.

Por isso, prepare as roupas, calçados e acessórios de frio, para não acontecer o mesmo que comigo, diante de temperaturas tão baixas.

Chove com frequência e o vento é bem frequente também, então vá preparado, independente da estação.

Chove em Amsterdam
Chove com frequência em Amsterdam

Documentos necessários para visitar

Os documentos para visitar a Holanda a turismo, por até 90 dias, são os mesmos que para os países pertencentes ao Tratado de Schengen, ou seja:

  • Seguro viagem: com cobertura mínuma de 30 mil euros.

Você sabia que o seguro viagem é obrigatório na Holanda? 

Evite problemas com as autoridades e viaje com tranquilidade. Escolha agora a melhor opção de seguro viagem para você e garanta um excelente desconto com o cupom ARESDOMUNDO.

Seguro Viagem: Europa
Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 20/dia*
AC 60 EUROPA AC 60 EUROPA Assistência médica EUR 60.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 20/dia*
  • Comprovantes financeiros: que mostrem que você pode se sustentar.
  • Passagens de volta
  • Passaporte com validade de pelo menos 3 meses: a partir da data de retorno.

Lembre-se que, a partir do final de 2022, será necessário solicitar o ETIAS também.

Planejando a viagem a Amsterdam

Melhor época para ir à cidade

A melhor época para visitar Amsterdam é na primavera e verão.

Não apenas pela temperatura ser mais amistosa, mas também porque nas estações mais quentes do ano, há excelentes festas  e o holandes entende bem do assunto.

Na primavera, você também tem grandes chances de encontrar o Parque Keukenhof aberto, o que a meu ver, é uma atração imperdível, já que estamos falando de imensos campos de tulipas, jacintos e narcisos, com mais de 5 milhões de flores, de todas as cores.

Se você for na primavera, aproveite e já reserve o seu tour, pois o Keukenhof fica bem pertinho de Amsterdam!

curiosidades de Amsterdam: Parque de Keukenhof
Parque de Keukenhof, um dos lugares mais bonitos e curiosos do mundo

Quanto tempo ficar em Amsterdam

Recomendo ficar ao menos 3 dias na cidade.

E se você tiver mais um dia adicional, reserve para conhecer as atrações nos arredores da cidade, como as fábricas de tamanco artesanais e os populares moinhos de vento.

Tamancos de madeira
Tamancos de madeira, um dos populares souvenirs da Holanda

Onde se hospedar

Amsterdam é uma cidade com excelente infraestrutura de transportes, contudo, opte por se hospedar no centro histórico da cidade.

Assim, você não perderá tempo com deslocamento no dia a dia, conhecerá mais pontos turísticos e poderá se divertir de noite, sem ter que se preocupar com o caminho da volta.

Melhores opções de hospedagem em Amsterdam:

  • Kimpton De Witt: muito bem qualificado por seus hóspedes, o Kimpton oferece quartos confortáveis e ambientes coloridos que integram à paisagem holandesa.

O hotel fica a apenas 300 metros da Estação Central e oferece interessantes comodidades aos hóspedes como bicicletas, tapete de yoga e uma estação de chá, tudo como cortesia.

Preço: a diária para 2 pessoas, com café da manhã, custa em torno de 190 euros.

  • Boutique Hotel Notting Hill: para quem pretende conhecer o Heineken Experience, este hotel é perfeito, porque fica a apenas 650 metros.

Como o nome sugere, o hotel tem decoração de hotel boutique e oferece um excelente café da manhã.

As notas de hóspedes são altíssimas, inclusive pelo custo-benefício.

Preço: a diária para o casal, com café da manhã custa a partir de 89 euros.

Hotel Notting Hill
Notting Hill, hotel com excelente custo-benefício em Amsterdam

Park Plaza Victoria Amsterdam: a apenas 6oo metros do centro, o Park Plaza é um hotel que tem a cara da cidade, com suítes amplas, modernas e bem decoradas.

O Hotel também conta com uma piscina coberta, academia e sauna, para u perfeito relaxamento após passeios intensos pela cidade.

Preço: a diária para 2 pessoas, sem café da manhã, custa cerca de 119 euros.

Caso você se interesse em conhecer outras opções de hospedagem em Amsterdam, veja o mapa digital abaixo, com todos os lugares disponíveis para dormir na cidade.

Booking.com

O que fazer em Amsterdam

Em Amsterdam há mais de 70 museus para conhecer, além do tradicional passeio de barco, Casa da Anne Frank e igrejas históricas para visitar.

A melhor forma de conhecer os principais pontos turísticos é adquirindo o I Amsterdam Pass.

Este é o passe econômico da cidade.

E não apenas garante a entrada gratuita em diversas atrações, como também oferece a utilização do transporte público sem custo algum e 25% de desconto no Heineken Experience, Museu da Prostituição e no museu de cera Madame Tussauds.

O passe custa apenas 65 euros e comprando com antecedência, é possível pagar em real.

Principais atrações de Amsterdam 

  • Casa da Anne Frank
  • Museu van Gogh + Museuplein
  • Museu Nacional (Rikjsmuseum)
  • Distrito da Luz Vermelha (Red Light District)
  • Passeio de barco pelos canais
  • Igreja Velha (Oude Kerk)
  • Nosso Senhor do Sotão (Our Lord in the Attic)
  • Vondelpark
  • Casa das Beguinas (Begijnhof)
  • Placa I am Amsterdam
  • Igreja Nova (De Nieuwe Kerk)
  • Praça Dam + Palácio Real
  • Heineken Experience
  • As 9 ruazinhas (9 Straatjes)
  • Praça Leidseplein
  • Park Keukenhof (campo de Tulipas – sazonal)
Descrição das atrações
  • Casa da Anne Frank

Anne Frank era uma adolescente de família judia, que ficou escondida com seus familiares em um depósito de Amsterdam por mais de dois anos, durante a Segunda Guerra Mundial.

O objetivo era não ser encontrada pelos nazistas, já que eles enviavam os judeus para as barbáries nos campos de concentração.

A jovem escreveu um diário contanto o dia a dia presa com os familiares na residência, e o livro é leitura obrigatória escolar para várias culturas.

Boneca de Anne Frank em Amsterdam
Anne Frank em cera

Infelizmente, a família foi encontrada pelos nazistas, enviada ao campo de concentração e de todos somente restou o pai, que divulgou o diário da filha.

A casa de Anne Frank é o lugar onde todos eles se esconderam por anos e a visita é um passeio histórico bastante emocionante.

Ingressos: Na porta, o ingresso custa 12,50 euros para adultos, 6,50 euros para adolecentes de 10 a 17 anos e crianças pagam 1 euro.

Contudo, acho mais seguro comprar pela internet, porque não consegui entrar uma vez, por não ter comprado ingresso antecipadamente.

Endereço: Westermarket, 20, 1016.

Ah! Além da residência da Anne Frank, recomendo fazer um tour guiado pelo Bairro Judeu.

Assim dá para conhecer mais sobre a história do nazismo na cidade, porque será um marco profundo na sua experiência em Amsterdam.

  • Museu van Gogh + Musemplein

Vicent van Gogh foi um dos artistas mais famosos e influentes na arte ocidental.

As principais obras modernas do pintor holandês estão no museu que leva o seu nome, em Amsterdam.

O que fazer em Amsterdam: ir ao Museu van Gogh
Museu van Gogh, em Amsterdam

O pintor sofria de alucinações e surtos psicóticos. Não se alimentava direito e bebia muito. Era considerado imprevisível e chegou a ser internado em manicômio.

Sempre incompreendido, em uma década de trabalho, chegou a pintar mais de 2000 telas sobre natureza morta, retratos e paisagens.

Infelizmente se suicidou e só ficou famoso depois do seu falecimento.

Ingressos: custam até 19 euros, na porta, mas a entrada é gratuita com o passe econômico da cidade.

Endereço: Museumplein,6, 1071 DJ.

Mais sobre Museinplein

Aproveite!

Já que você estará na Musemplein, apreveite para conhecer um dos pontos mais famosos de Amsterdam.

O que é Musemplein
Musemplein, quando a placa I am Amsterdam ainda era no local

No local onde funcionava uma fábrica de velas antigamente, concentra, atualmente, alguns dos museus mais populares de Amsterdam.

Além do Van Gogh, você ainda pode visitar o Museu Nacional (Rijskmuseum), Museu Stedelijk e Concertgebouw.

  • Museu Nacional (Rijksmuseum)

No Rijksmuseum estão obras de destaque do artista holandês Rembrant, Frans Hals e Jan Steen.

O primeiro, em particular, é tido por muitos como o “pintor de todos os tempos”, o mais importante da história da arte europeia e da história da Holanda.

Visitantes no Rijksmuseum, em Amsterdam
Interior do Rijksmuseum, um dos museus mais importantes da Europa

Além das obras, eu acho o lugar bastante bonito, por isso, mesmo que você não se interesse por arte, vá ao ponto turístico.

Ingressos: também custam até 19 euros e a entrada não é cobrada para portadores do I Amsterdam Card.

Endereço: Museumstraat, 1, 1071

  • Distrito da Luz Vermelha (Red Light District)

Para muita gente, o Distrito da Luz Vermelha é um dos lugares mais curiosos e talvez, o mais “polêmico” de toda a cidade de Amsterdam.

Aí que se encontram as prostitutas de vitrine, Museu Erótico, Museu da Prostituição, além de muitos sex shops.

Como é o Distrito da Luz Vermelha
Como é o Distrito da Luz Vermelha

Pelo bairro circula gente de todos os lugares do mundo, inclusive moradores com crianças, etc.

Você vai perceber, neste passeio, como o holandes vê com naturalidade assuntos relacionados a sexo e como cada cultura tem uma perspectiva diferente do tema.

Acho que é o maior aprendizado deste canto da cidade.

  • Passeio de barco pelos canais de Amsterdam

De verdade, uma das melhores formas de conhecer a cidade, é por meio de um passeio de barco.

Amsterdam fica ainda mais linda, quando observada por um de seus 165 canais.

Há diversos pontos de partida para o passeio de barco, espalhados por toda Amsterdam, além de diferentes propostas de cruzeiros.

Casas e barcos nos Países Baixos
Uma das melhores formas de conhecer Amsterdam é por meio de um passeio de barco

Os melhores tours de barco são:

Do barco, é possível avistar a Casa da Anne Frank, o Palácio da Justiça e o Museu Casa Flutuante.

Preço: cerca de 13 euros por pessoa, para o passeio de 1 hora.

Preço: cerca de 27 euros por pessoa.

Durante a navegação é oferecida uma tábua de queijos e embutidos + vinhos selecionados.

Preço: cerca de 42,50 por pessoa, para um passeio de 2 horas.

  • Igreja Velha (Oude Kerk)

Em meio ao clima de orgia do Distrito da Luz Vermelha está a Oude Kerk, o edifício mais antigo de Amsterdam, do século XIV.

Como ela foi saqueada ao longo da história, somente restaram algumas poucas pinturas do século XV e o órgão.

A decoração, sem dúvidas, não é o mais curioso no local. Quando você estiver lá dentro, notará um chão todo cheio de retângulos.

Igreja nos Países Baixos
Os retângulos presentes no chão da igreja são lápides de um antigo cemitério

Em cada um deles, há antigos habitantes de Amsterdam enterrados, porque a igreja, na verdade, foi construída em cima de um cemitério.

Há 2500 túmulos e apenas a título de curiosidade, o último corpo foi enterrado em 1865.

Ingresso: 12 euros por adulto. Estudantes e crianças pagam menos.

Endereço: Oudekerksplein 23, 1012.

  • Nosso Senhor do Sótão (Our Lord in the Attic)

Também no Distrito da Luz Vermelha, o Nosso Senhor do Sótão também é uma igreja curiosa, porque como o nome sugere, está localizada dentro de um sótão.

Ela foi construída de forma secreta, já que era muito difícil, no passado, falar sobre outras religiões.

Assim como a Our Lord in The Attic, havia várias igrejas subterrâneas, mas com o tempo foram desaparecendo.

Ingressos: Há reservas antecipadas gratuitas, mas entradas são vendidas regularmente por 12,50 euros para adultos e 6 euros para crianças.

Endereço: Oudezijds Voorburgwal, 38, 1012.

  • Vondelpark

O Vondelpark é o maior parque de Amsterdam e um lugar lindíssimo para conhecer!

Cheio de lagos, grandes campos verdes bem cuidados, bares e restaurantes, ele recebe cerca de 10 milhões de visitantes por ano.

Como é o Vondelpark
Interior do Vondelpark

Além da beleza natural do lugar, procure saber pelo Vondelbunker.

Como o nome sugere, é um antigo bunker dentro do parque Vondel, onde costumam acontecer eventos. Até bandas famosas, como Pink Floyd tocaram aí.

Localização: a principal entrada do Voldelpark fica perto da Praça Leidsenplein e o Vondelbunker fica no Vondelpark 8A.

  • Casa das Beguinas (Begijnhof)

Se você já conheceu as casas das Beguinas em Bruges, certamente este ponto turístico não vai lhe surpreender, já que também se trata de uma área residencial para mulheres católicas.

Begijnhof existe há menos 6 séculos em Amsterdam e o curioso é que para você descobrir o local, precisa entrar dentro de uma casa de tijolos vermelhos, com porta de madeira.

Ao passar pela porta, você verá algumas das casas mais antigas de Amsterdam, que são lindas, por sinal!

Este é um ponto turístico gratuito de Amsterdam.

Endereço: Nieuwezijds Voorburgwal, 373, 1012.

  • Placa I am Amsterdam

Antigamente, a Placa I Am Amsterdam ficava na Museumstraat, nas proximidades do Museu Nacional.

Contudo, ela fez tanto sucesso entre os turistas, que começou a trazer problemas relacionados a tumultos para a população.

O que é Musemplein
Antigo lugar da Placa I Am Amsterdam

Pensando em uma alternativa, a prefeitura resoveu alterar o ponto turístico para a entrada do Aeroporto.

Então, quando você estiver chegando ou deixando a cidade, não esqueça de procurar por ela para registrar a sua passagem pelo ponto turístico.

I am Amsterdam
A placa “I am Amsterdam” mudou de lugar

Ponto turístico gratuito para visitação.

  • Igreja Nova (De Nieuwe Kerk) 

A Igreja Nova, conhecida localmente como De Nieuwe Kerk, foi construída por um rico comerciante, em estilo gótico, no século XV.

Além da arquitetura ser interessante, há várias exposições internacionais ao longo do ano, por isso, se você gostar de arte, vale a pena colocar o ponto turístico no seu roteiro.

Ingresso: a entrada é gratuita com o I Amsterdam Card. Na bilheteria, podem custar até 12,50 euros, para adultos.

Endereço: De Dam, 1012, bem perto do Palácio Real.

  • Praça Dam 

A Praça DAM, que está localizada no centro histórico de Amsterdam, é considerada a praça mais importante da cidade, pois foi a partir dai que começou a se desenvolver o município.

Praça nos Países Baixos
Praça Dam, com o Palácio Real ao fundo

Há monumentos e prédios históricos pela Praça Dam, mas os de maior destaque são o Palácio Real e o Monumento Nacional.

A praça é um ponto turístico público, sem custo para visitação.

  • Heineken Experience

O tour Heineken Experience é bastante procurado por turistas, principalmente por aqueles que gostam de uma boa cerveja.

Neste passeio, é possível conhecer a história da marca holandesa Heineken, sua antiga fábrica, além de experimentar 2 cervejas.

Compre o ingresso do tour com antecedência, para garantir bons preços e apresente-o no endereço Stadhouderskade, 78, local onde inicia a experiência Heineken.

Heineken Experience
O tour Heineken Experience é um dos mais procurados em Amsterdam
  • As 9 ruazinhas (9 Straatjes)

As 9 pequenas ruas, que ficam entre os canais centrais Herengracht, Keizersgracht e Prinsengracht, revelam bastante sobre o lifestyle do holandês, por meio do seu comércio popular.

Entre elas estão bons cafés, boutiques e também lojas de departamento. Recomendo passar por aí, caso você tenha interesse em fazer compras, inclusive de souvenirs.

Onde fazer compras na Holanda
9 Straatje, um excelente lugar para fazer compras em Amsterdam
  • Praça Leidseplein

Esta praça, cheia de lojas e restaurantes, tem movimento 24 horas por dia.

No verão, costuma ter apresentações de artistas de rua, principalmente músicos. Já no inverno, a gastronomia ganha vez.

Barracas de batata frita, waffle e o bolinho holandês (conhecido também por Oliebollen) se instalam e ficam rodeadas de gente.

  • Park Keukenhof (campo de Tulipas – sazonal)

Durante parte da primavera europeia, o Park Keukenhof abre as suas portas para visitantes do mundo inteiro conhecerem seus campos de tulipas coloridas, jacintos e narcizos, com mais de 7 milhões de flores.

curiosidades de Amsterdam: Parque de Keukenhof
Parque de Keukenhof, um dos lugares mais bonitos e curiosos do mundo

Este é um dos 10 lugares mais bonitos do mundo, por isso, recomendo que você conheça o lugar!

Tulipas vermelhas e laranjas na Holanda
A beleza dos campos de tulipas na Holanda

O Park Keukenhof não fica exatamente em Amsterdam, mas há tours excelentes de meio período, que partem de Amsterdam e voltam à capital da Holanda no final.

Gostou das dicas do que fazer em Amsterdam, além das informações úteis sobre o destino?

Se precisar de ajuda ou quiser nos contar a sua experiência, deixe o seu comentário, que logo respondemos 🙂

Também recomendo nos Países Baixos

15 curiosidades de Amsterdam que todos querem saber

Chocolate em Bruxelas e top tour de cervejas belgas

O que fazer em Bruxelas: guia completo com top atrações

Arredores de Bruxelas: 9 cidades curiosas para visitar

Como visitar Bruges, guia gratuito de atrações e dicas

Steigenberger Wiltcher: um super hotel no coração de Bruxelas

O quê falta para a sua viagem?

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se na nossa newsletter e ganhe um incrível e-book sobre turismo de luxo!