Categorias: Amsterdã, Destinos, Europa, Holanda, Market, Voledam

A história e as atrações imperdíveis de Amsterdam

Amsterdam, a capital da Holanda, fica a apenas 211 km de Bruxelas. Segundo a Economist Intelligence Unit (EIU), a cidade que tem clima de festa o ano inteiro é considerada um dos melhores lugares do mundo para viver. Com uma população de aproximadamente 900 mil habitantes, recebe turistas de todo o mundo, principalmente jovens seduzidos pela sua história, arte e libertinagem para assuntos ligados a sexo e drogas.

Turista passeando em Amsterdam
Passeio por Amsterdam

Um pouco da história de Amsterdam

No início da sua existência, Amsterdam era apenas um porto de pesca. Com o passar dos séculos, a sua estrutura foi ganhando mais corpo e se tornou a mais importante nas rotas comerciais marítimas, lideradas pelos alemães da Liga Hanseática, em 1358. Neste período, grandes conflitos aconteciam com a Antuérpia (cidade belga).

Em 1578, conflitos passaram a acontecer também contra o domínio do Império Colonial Espanhol, que perseguia e exterminava os religiosos. A burguesia comercial da Antuérpia, então, decidiu se instalar de vez em Amsterdam, pois de lá poderia ter mais controle de tudo e crescer de forma sustentável. Iniciou assim a importante “Idade de Ouro Neerlandesa”.

Com os altos investimentos dos poderosos, a frota marítima se desenvolveu muito, a ponto de concorrer diretamente com a portuguesa e espanhola. O exponencial crescimento da cidade ganhou destaque e ela passou a ser considerada como o centro comercial e financeiro de maior movimento na Europa.

Com uma política grande de tolerância sexual e religiosa (muito ligada ao que Amsterdam prega hoje), fieis foram salvos de agressivos extermínios. Sucessores destas gerações preservadas pelo ódio, como Baruch Spinoza, juntamente com protestantes franceses, contribuíram para o desenvolvimento da inovação e cosmopolitismo da cidade.

No século XVIII, devido a Revolução Industrial Inglesa, que se expandia, a França dominou a região e, sob domínio de Napoleão Bonaparte, foi declarado o bloqueio continental, que afetou muito todo o comércio realizado pelo mar. Em 1830, durante a Revolução Belga, quando o porto de Antuérpia começou a ser revitalizado e o de Roterdã passou a receber navios mais robustos, Amsterdam entrou em declínio.

Amsterdam só voltou a crescer após a Primeira Guerra Mundial, quando começaram a investir em novas residências e fábricas. Contudo, logo começou a Segunda Guerra Mundial e os nazistas destruíram de vez os portos. Quando a guerra acabou e a população parou de ser perseguida, a cidade passou a crescer para a parte ocidental e novamente reergueu-se. Hoje é considerada “capital global alfa”, devido a sua importância econômica e financeira no mundo, e 7 das 500 maiores empresas do planeta têm sede na cidade.

As melhores atrações de Amsterdam

Casa da Anne Frank

Anne Frank, para quem não sabe, era uma adolescente e ficou escondida com a sua família judia em um depósito por mais de dois anos, durante a Segunda Guerra Mundial. O objetivo era não ser encontrada pelos nazistas, já que eles enviavam os judeus para as barbáries nos campos de concentração. A jovem escreveu um diário contanto o dia a dia presa com os familiares na residência, e o livro é leitura obrigatória escolar para várias culturas.

Boneca de Anne Frank em Amsterdam
Anne Frank em cera

Infelizmente, a família foi encontrada pelos nazistas, enviada ao campo de concentração e de todos somente restou o pai, que divulgou o diário da filha. A casa de Anne Frank é o lugar onde todos eles se esconderam por anos e a visita é muito emocionante.

AQUI é possível adquirir um tour guiado pelos locais que Anne Frank frequentava, onde residiu até o seu esconderijo.

Museu van Gogh

Vicent van Gogh foi um dos artistas mais famosos e influentes na arte ocidental. As principais obras modernas do pintor holandês estão no museu que leva o seu nome, em Amsterdam.

Ele sofria de alucinações e surtos psicóticos. Não se alimentava direito e bebia muito. Era considerado imprevisível e chegou a ser internado em manicômio. Sempre incompreendido, em uma década de trabalho, chegou a pintar mais de 2000 telas sobre natureza morta, retratos e paisagens. Infelizmente se suicidou e só ficou famoso depois da sua morte.

Fachada do Museu van Gogh de Amsterdam
Museu van Gogh, em Amsterdam

Rijksmuseum

No local estão obras de destaque do holandês Rembrant, Frans Hals e Jan Steen. O primeiro, em particular, é tido por muitos como o “pintor de todos os tempos”, o mais importante da história da arte europeia e da história da Holanda.

Visitantes no Rijksmuseum, em Amsterdam
Interior do Rijksmuseum

Igrejas interessantes

Igreja Velha (Oude Kerk)

Em meio ao clima de orgia do Distrito da Luz Vermelha está a Oude Kerk, a igreja mais velha de Amsterdam, do século XIV. O seu interior pode deixar a desejar aqueles que vêm da Itália, França ou Espanha porque a decoração é bem simples. Como ela foi saqueada ao longo da história, somente restaram algumas poucas pinturas do século XV e o órgão.

Arquitetura da Oude Kerk, em Amsterdam
Igreja velha de Asmterdam

Nosso Senhor do Sótão (Our Lord in the Attic)

Também no Distrito da Luz Vermelha, esta igreja é curiosa porque está localizada dentro de um sótão. Ela foi construída de forma secreta, já que era muito difícil, no passado, falar sobre outra religião. Havia várias igrejas subterrâneas, mas com o tempo foram desaparecendo.

 Igreja Nova (De Nieuwe Kerk)

A De Nieuwe Kerk, que fica ao lado do Palácio Real, foi construída por um rico comerciante, em estilo gótico, no século XV. Além da arquitetura ser interessante, há várias exposições ao longo do ano. Confira AQUI a programação.

De bicicleta ou a pé

De bicicleta ou a pé passe por estes lugares interessantes de Amsterdam:

Leidseplein

Esta praça, cheia de lojas e restaurantes, tem movimento 24 horas por dia. No verão, costuma ter apresentações de artistas de rua, principalmente músicos. Já no inverno, a gastronomia ganha vez. Barracas de batata frita, waffle e o bolinho holandês (conhecido também por Oliebollen) se instalam e ficam rodeadas de gente.

Canal Singel, número 7

Neste local está a casa mais estreita do mundo. Na verdade, a fachada de aproximadamente 1 metro de comprimento esconde outra bem maior, de quase 10 metros.

O fato dela ser assim tem uma justificativa. No passado, a população pagava impostos de acordo com o espaço ocupado em frente aos canais.

As 9 ruazinhas (9 Straatjes)

As 9 pequenas ruas (tradução do holandês), que ficam entre os canais centrais Herengracht, Keizersgracht,e Prinsengracht revelam a essência de Amsterdam. Entre elas estão bons cafés, boutiques e também lojas de departamento. Muitos holandeses passam por elas diariamente.

Movimento nas ruas de Amsterdam
Uma das 9 Straatjes

Vondelpark

É um parque lindíssimo de Amsterdam. Cheio de lagos, grandes campos verdes bem cuidados, bares e restaurantes frequentados por locais.

Além da beleza natural do lugar durante o dia, procure saber pela Vondelbunker, de noite. É uma casa noturna bem curiosa, construída onde foi um abrigo antibombas em meados do século XX. Até bandas famosas, como Pink Floyd tocaram lá.

Tour de barco pelos canais e a Heineken Experience

O tour de barco é imperdível porque é uma forma diferente de observar o movimento da cidade, compreender a arquitetura e como ela funciona. Ele geralmente considera a passagem pelos principais canais, com um guia que explica os principais pontos em inglês.

Casas e barcos em Amsterdam
Vista das casas de Amsterdam do barco
Turista passeando de barco em Amsterdam
Tour de barco em Amsterdam

O tour pela fábrica de cervejas Heineken faz parte para quem aprecia a bebida. Além de conhecer a história da companhia holandesa, é possível experimentá-la.

Para adquirir o cruzeiro pelos canais com a passagem final pela Heineken, veja AQUI.

Sexo e drogas na cidade

Para saber sobre a libertinagem da cidade em vários aspectos, além de detalhes sobre o Distrito da Luz Vermelha, Museu do Sexo, sex shops e coffee shops de Amsterdam, veja AQUI.

Arredores de Amsterdam

Market e Volendam

De Amsterdam, comprei um tour de um dia para Market e Volendam, cidades do interior da Holanda. Gostei muito da experiência, pois conheci os canais, visitei uma fábrica dos tradicionais tamancos de madeira da Holanda e fui num lugar absolutamente pitoresco, cheio de moinhos de vento.

Casas típicas de Volendam
Cidade de Volendam
Produção de tamancos de madeira em Volendam
Fábrica dos tamancos de madeira em Volendam
Moinhos de vento na Holanda
Moinhos de Volendam

Como fiz o passeio no verão, tive o privilégio de ir a uma festa da Heineken divertidíssima em Market. Valeu muito a pena!

Campos de Tulipas

Durante a primavera europeia, recomendo um passeio aos campos de tulipas, nos arredores de Amsterdam. As flores estão no auge do amadurecimento e as cores são bem intensas. O tour pode ser adquirido AQUI.

Tulipas vermelhas e laranjas na Holanda
Campo de tulipas

Curiosidades sobre a Holanda

  • Os holandeses são as pessoas mais altas do mundo. A estatura média dos homens é de 1,81m e a das mulheres, 1,67m.
  • A taxa de fertilidade nos Países Baixos é uma das mais altas da Europa. O número médio de filhos por mulher é de 1,82.
  • Há um abrigo flutuante para gatos abandonados em Amsterdam, chama-se De Poezenboot. É o único do tipo no mundo e é mantido com doações.

Pretende viajar?

Os melhores hotéis do mundo estão AQUI.
Seguro de viagem com desconto e pagamento em até 12x  no cartão. Os leitores de Ares do Mundo recebem um desconto de 5%. Use o código ARESDOMUNDO durante a compra.
De guias de viagem a passeios pitorescos em qualquer lugar do mundo.
Chip internacional de celular já funcionando antes de sair do Brasil.
Aluguel de carros com preços em reais e parcelamento em até 12x no cartão.
Vai estudar fora? Obtenha AQUI o acesso às melhores universidades do mundo. Tem cursos gratuitos (e pagos) com certificado.

*Comprando aqui você pagará o mesmo preço (ou menos) do que diretamente nas empresas. Confira TERMOS DE USO e saiba mais.

Deixe o seu comentário