Categorias: Bayeux, Carentan, Colleville-sur-Mer, Destinos, Europa, França, Isigny, Mont Saint-Michel, Rouen

Lugares incríveis para conhecer na Normandia

A Normandia é uma região histórica que fica no noroeste da França. Apesar de a sua administração ter sido integrada apenas em 2016, ela tem um histórico marcante de existência e batalhas desde 51 A.C. Muitos turistas e historiadores visitam o local interessados principalmente pelo “turismo de guerra” e fatores históricos, como o assassinato da heroína Joana d´Arc na fogueira. Mas há também quem busque aproveitar a beleza medieval das cidades e conhecer os produtos regionais, já que é também um importante polo da agricultura no país.

Casas de pedras e arquitetura medieval na Normandia
Ruas medievais da Normandia

Um pouco sobre a história da Normandia

A região é composta por Baixa Normandia e pela Alta Normandia. Cada uma destas divisões tem pequenas cidades e povoados, que basicamente vivem da agricultura.

Sobre a Baixa Normandia, há pouquíssimas informações oficiais. Já sobre a Alta Normandia, é possível entender um pouco sobre a formação da região. Inicialmente, as terras eram dominadas por celtas, mas em 51 A.C os romanos as invadiram. Quando o Império Romano caiu, os francos se instalaram e mais tarde foram conectados ao Império Carolíngio.

No final do século VIII, piratas vikings começaram, de forma bruta, a atacar a região. O rei Carlos, o Simples, chegou a ceder o local aos inimigos, pois militarmente não conseguiria combatê-los.

Na Idade Média, aconteceu a Guerra dos Cem Anos, uma importante batalha entre a Inglaterra e a França. O conflito de 1337 a 1453 resultou em milhares de mortos de ambos os lados e a produção agrícola francesa foi devastada. Joana d`Arc, a heroína e santa francesa, foi vendida aos ingleses, condenada e queimada viva neste período. O ato aconteceu em Rouen, na Praça do Velho Mercado (Vieux Marché).

Estátua de Joana d´Arc em preto e branco
Estátua de Joana d´Arc

A Inglaterra, no final da Guerra dos Cem Anos, perdeu o interesse pelas terras do vizinho. O feudalismo e a cavalaria entraram em decadência e a França demorou muitos anos para se recuperar. Alguns dizem que o fim da Idade Média e o início da Idade Moderna se devem à este marco de conflitos, contudo, seria necessário avaliar alguns outros fatores para afirmar isso.

No século XX, durante a Segunda Guerra Mundial, novamente a Normandia passou por gigantescas destruições. Contra as tropas alemãs, os americanos, ingleses, canadenses e franceses se uniram para conter as invasões, que se tornariam mais tarde o maior ataque marítimo da história. A união dos países venceu a Batalha, mas resultou em muito sangue e sofrimento para a população. Até hoje acham destroços e objetos de soldados na praia de Omaha. Turistas que vêm dos EUA choram ao visitar o cemitério dos americanos, ponto turístico importantíssimo para quem se interessa pelo assunto. Enfim, falarei a diante sobre cada um destes pontos abaixo.

Atrações na Normandia

Como o guia que irei sugerir abordará algumas das atrações principais para conhecer na Normandia, o recomendado é alugar um carro, já que será necessário passar por várias cidades. Lembro que é possível ir de ônibus de Paris à Normandia (ou fazer bate e volta diariamente entre a capital e os municípios). Contudo, não é prático e nem econômico, devido aos deslocamentos entre um ponto turístico e outro.

Rouen, a cidade de Joana d´Arc

A cerca de 140 km de Paris, fica Rouen. Na bonita cidade está a Praça do Velho Mercado (Vieux Marché), local onde a Joana d´Arc, heroína e santa francesa, foi queimada viva, em 1431.

Apesar de o turismo ter como foco Joana d´Arc, a arquitetura da cidade é inspiradora, mesmo tendo sido bem destruída durante a Segunda Guerra Mundial. No centro histórico está a Catedral de Notre-Dame, considerada uma das mais bonitas da França, além de outras igrejas, como: Saint-Maclou e Abadia de Saint-Ouen.

Detalhes da arquitetura da Abadia de Saint-Ouen
Abadia de Saint-Ouen, em Rouen

Há ainda museus e uma boa variedade de restaurantes e bares, que garantem certo movimento à cidade (algo que não é comum em outros cantos da Normandia), mas passar algumas horas em Rouen, de fato, vale a pena.

Para um bate e volta de Paris, recomendo este tour.

Monte Saint-Michel

Este local é bem mais distante de Paris, a 360 km da capital. O Monte Saint-Michel foi construído em cima de uma rocha cercada por águas (em período de cheias) e de areia movediça (no período de recuo).

Ilha de Monte Saint-Michel
Monte Saint-Michel

É famoso porque ali foi construído um Santuário e uma abadia que homenageiam o Arcanjo São Miguel. É um dos pontos turísticos mais populares da França e uma excelente opção para quem gosta de andar por ruelas medievais, arquitetura, história ou se envolve com religião. Fiz um artigo completo sobre o Monte Saint-Michel AQUI, saiba mais.

Arquitetura medieval do Monte Saint-Michel
Vista ao caminhar pelo interior do Monte Saint-Michel

Devido à distância, recomendo hospedagem no próprio Monte Saint-Michel, contudo, dá para fazer uma viagem de um dia de Paris, veja AQUI.

Principais locais relacionados à Batalha da Normandia 

Praia de Omaha

O “dia D” foi uma ação coordenada entre países aliados (Estados Unidos, Canadá, França e Inglaterra), que tinha como objetivo exterminar as tropas nazistas de Hittler. A Batalha aconteceu simultaneamente em vários pontos da Normandia, como Sword, Juno, Gold, Omaha e Utah.

Placa na Praia de Omaha
Praia de Omaha, na Normandia

Um dos locais que mais simbolizam o confronto é a praia de Omaha. A beleza natural da extensa faixa litorânea, de fato, não consegue esconder o sangue derramado em 06 de Junho de 1944. Mais de 100 mil pessoas morreram no conflito.

Rua e casa na Praia de Omaha
Praia de Omaha, na Normandia

Por toda a praia há vestígios de armamentos usados durante a Batalha e, ainda hoje, segundo fui informada por um francês local, é possível encontrar objetos de soldados ainda. As crianças, que brincam na areia, são mestres em achar novos pertences.

Alguns historiadores afirmam que a vitória dos países aliados nesta Batalha foi muito importante para o fim da Segunda Guerra Mundial, pois, a partir desta data, outros países passaram a ser libertados do domínio alemão.

Monumento ao Dia D, na Praia de Omaha
Monumento na Praia de Omaha

Ainda hoje, por toda a Normandia, é possível notar residências e estabelecimentos com a bandeira de todos os países aliados. Um sinal de respeito e memória sobre a vitória.

Para fazer um tour completo sobre o “dia D” na Normandia, visitar as praias e os principais museus, clique AQUI.

Museu Overlord, Cemitério Americano, em Colleville-sur-Mer

A menos de 10 km da Praia de Omaha, estão o Museu Overlord e o Cemitério e Memorial Americano, que são fundamentais conhecer para entender a profundidade da Batalha.

Tanques de guerra na frente do Museu Overlord
Frente do Museu Overlord

Muito além de um cemitério, há um belíssimo memorial, onde é mostrada a vida de alguns soldados, pertences de guerra. Além disso, a Batalha é explicada nos mínimos detalhes.

Exposição no Cemitério e Memorial Americano, na Normandia
Cemitério e Memorial Americano
Placa com fotos e texto sobre o dia D
Explicações sobre o dia D e a Batalha da Normandia

Americanos costumam visitar o local com bastante frequência, afinal o “dia D” foi o maior ataque marítimo da história. Contudo, é comum ver visitantes de outras origens.

Arte no Cemitério e Memorial Americano, na Normandia
Cemitério e Memorial Americano, na Normandia
Cemitério de americanos, na Normandia
Americanos mortos na batalha do dia D

Cada país construiu o seu próprio cemitério na região, há inclusive o alemão.

Pointe Du Hoc, entre a praia de Omaha e Praia de Utah

Este foi um dos pontos que mais me impressionaram, em relação à Batalha da Normandia.

Buraco no campo, causado por bomba
Buraco causado por um bombardeio aéreo
Vestígios da Segunda Guerra Mundial na Normandia
Ruínas de um bunker alemão, no Pointe du Hoc

No local estão antigos bunkers alemães que armazenavam armas e um campo verde cheio de crateras causadas por bombas aéreas, que caíram durante a Segunda Guerra Mundial. Além de ter algumas informações sobre o “dia D”, os visitantes podem assistir algumas cenas do filme “O Resgate do Soldado Ryan”, que retrata bem muitos pontos da Batalha.

Tapeçaria e Catedral de Bayeux

Bayeux foi a primeira cidade libertada após o “dia D”. Como outras da Normandia, tem características medievais e é bem pequena. Contudo, recomendo passar por ela, pois há dois pontos muito interessantes para conhecer.

Um deles é a famosa Tapeçaria de Bayeux, que relata a conquista da Inglaterra pelos Normandos por meio de um tapete bordado, de 70 metros, criado no século XI.

Exterior do prédio onde está a Tapeçaria de Bayeux
Local onde está a Tapeçaria de Bayeux

Antes de entrar no local, achei que não seria interessante, confesso. Mas acabei gostando muito porque um áudio explica a história ao longo de todo o tapete. Infelizmente, não era permitido tirar fotos, fico devendo esta.

O segundo é a Catedral de Bayeux, considerada um símbolo da arquitetura romana e gótica na região. Lindíssima, por sinal.

Arquitetura gótica da Catedral de Bayeux
Exterior da Catedral de Bayeux
Arquitetura do interior da Catedral de Bayeux
Interior da Catedral de Bayeux

O lado agrícola da Normandia

Placa na Normandia
Placa mostrando o lado agrícola da Normandia

Carentan

Para conhecer o lado agrícola da Normandia, recomendo passar pelo mercado popular de Carentan, que acontece toda segunda-feira, na parte da manhã, no centro da cidade.

Lá são vendidos produtos frescos da região, roupas, sapatos, animais, tudo meio bagunçado, mas interessante sob o ponto de vista do consumo.

Feira de rua, em Carentan
Mercado popular de Carentan

Isigny

Vale a pena passar também por Isigny, local de origem da família de Walt Disney.

Placa sobre a origem de Walt Disney, na França
Placa no jardim de Isigny, mostrando a origem da família Disney

Além do jardim, que homenageia a família, há uma fantástica fábrica de caramelos. Dizem na região, inclusive, que eles inventaram o doce. Saiba tudo sobre a minha visita AQUI.

Produtos feitos com caramelo, na Normandia
No interior da loja de fábrica, na França

Pretende viajar?

Os nossos parceiros podem te ajudar a fazer uma excelente viagem. Confira! 

Os melhores hotéis do mundo estão AQUI. Há opções diversas para todos os perfis de viajantes.

Passeios no Brasil e Argentina de forma organizada e preços em reais.

Seguro de viagem com desconto e pagamento em até 12x  no cartão. Os leitores de Ares do Mundo recebem um desconto especial. Use o código ARESDOMUNDO durante a compra.

De guias de viagem a passeios pitorescos na Europa, Américas, África, Oceania e Ásia. Tudo bem organizado e com confirmação por email.

Chip internacional de celular já funcionando antes de sair do Brasil.

Aluguel de carros com preços em reais e parcelamento em até 12x no cartão.

*Comprando aqui você pagará o mesmo preço (ou menos) do que diretamente nos fornecedores ou agências. Confira os TERMOS DE USO e saiba mais.

Deixe o seu comentário

2 comentários