Berlim em 4 dias: atrações, passagens baratas e dicas

Um misto de história e tecnologia: é isso que podemos esperar ao viajar para Berlim, a capital da Alemanha. Rica culturalmente, dona de uma arquitetura belíssima e uma das cidades mais sofisticadas da Europa.

Com cerca de quatro milhões de habitantes, ela encanta a todos também pela sua preocupação com a natureza, assim como Munique e Nuremberg, na Bavaria. Aproximadamente um terço dela é composta por florestas, parques, jardins, rios e lagos.

Barcos navegando em um rio de Berlim
Barcos navegando pelo rio Spree, em Berlim

Caminhar pela cidade é um banho de cultura aos moradores e visitantes. São diversos monumentos que remetem à história do país e da humanidade. Ao mesmo tempo, porém, leva a momentos de reflexão.

Traços de um período negro, quando Hitler comandou a Alemanha, ainda são encontrados e a consequência de uma guerra, como o Muro de Berlim, que dividiu o país em duas partes, entre 1961 e 1989. Um símbolo da Guerra Fria.

Você sabia que o seguro viagem é obrigatório na Alemanha? 

Evite problemas com as autoridades e viaje com tranquilidade. Escolha agora a melhor opção de seguro viagem para você e garanta até 10% de desconto com o cupom ARESDOMUNDO.

Seguro Viagem: Europa
Affinity 60 Mundo (exceto EUA) Affinity 60 Mundo (exceto EUA) Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 30/dia*
AC 50 *COM FRANQUIA (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 50 *COM FRANQUIA (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 50.000 Bagagem extraviada USD 600 (COMPLEMENTAR) R$ 11/dia*

Um pouco da história de Berlim

A cidade de Berlim foi documentada pela primeira vez em 1230, quando ainda era uma colônia de caçadores e pescadores. Desde então, ela foi capital do Reino da Prússia (1701-1918), do Império Alemão (1871-1918), da República de Veimar (1919-1933) e do Terceiro Reich (1933-1945).

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, foi dividida em Berlim Ocidental e Oriental por um muro entre 1961 e 1989. Reunificada, voltou a ser a capital do país. Apenas a título de curiosidade, Bona foi a capital do lado ocidental.

Desde a sua unificação, a capital alemã passa por uma série de transformações para extinguir a diferença entre os dois lados.  Um grande investimento em infraestrutura é feito, e os resultados podem ser notados facilmente.

A cidade tem um excelente transporte público, grandes avenidas, uma arquitetura belíssima e moradia para pessoas de diferentes nações. O grande número de universidades, eventos esportivos e museus faz dela uma cidade muito procurada por pessoas de todo o mundo.

Trem de superfície passando pela Alexanderplatz, em Berlim
O trem de superfície é bastante usado pelos moradores de Berlim

O que saber sobre Berlim

Onde encontrar passagens baratas para Berlim

Partindo do Brasil, recomendo analisar os preços em dois lugares.

Passagens Promo: que sempre apresenta passagens promocionais para a Alemanha, de excelentes companhias aéreas. Veja abaixo algumas ofertas atualizadas saindo de diferentes cidades brasileiras.

Melhores preços de passagens aéreas para Berlim
Passagens aéreas saindo de
British Airways GRU São Paulo TXL Berlim 10 Fev 25 Fev R$ 3239 Lufthansa GIG Rio de Janeiro TXL Berlim 30 Jun 23 Jul R$ 4816 Tap GRU São Paulo BER Berlim 13 Jan 17 Jan R$ 5077 Tap NAT Natal BER Berlim 08 Jan 15 Jan R$ 6150 Latam Brasil FOR Fortaleza TXL Berlim 17 Jun 04 Ago R$ 7564 Ver mais ofertas

ViajaNet: este buscador mostra as melhores datas para viajar para Berlim e também passagens promocionais para diversos destinos.

Atrações imperdíveis da capital alemã

Grande parte das atrações de Berlim está concentrada na região central da cidade, embora existam algumas afastadas. Como mencionado acima, o transporte público é bastante eficiente e, por isso, é possível chegar de metrô, trem de superfície, ônibus e bicicleta. Para quem gosta de andar, vale a pena caminhar e conhecer tudo profundamente.

Para que a sua experiência na cidade seja a melhor possível, separei 10 pontos turísticos que considero imperdíveis, em um roteiro pela capital alemã. Prepare a sua câmera, escolha um tênis bem confortável e conheça o melhor de Berlim.

1) Portão de Brandemburgo

Construído entre 1788 e 1791, o Portão de Brandemburgo é um antigo portão que leva à Avenida de Tílias. Anteriormente, ela ia diretamente ao Palácio da Cidade, dos reis da Prússia. É um dos pontos mais famosos, não só de Berlim, como também de toda a Alemanha.

grande portão de frente para uma praça na cidade de Berlim
O Portão de Brandemburgo, em Berlim recebe turistas diariamente

O Portão sofreu muitos danos durante a Segunda Guerra Mundial e foi totalmente restaurado no início dos anos 2000. Uma foto com ele ao fundo é algo incrível!

2) Alexanderplatz

Um dos lugares mais antigos da cidade, a Alexanderplatz também é uma das maiores praças de Berlim. Ela tem um lugar especial no coração de cada habitante da capital alemã , como a praça da Catalunha para os morados de Barcelona, e já foi palco de filmes como: Good Bye Lenin e A Supremacia Bourne.

No seu entorno está um comércio variado. A Urania-Weltzeituhr, relógio com o horário de diversos lugares do mundo, a Fonte da Amizade Internacional, com 23 metros de diâmetro, e a Torre de TV (Fernsehturm) com 368 metros de altura, são atrações da cidade que estão na praça.

Fonte com pessoas sentadas na Alexanderplatz, em Berlim
A Alexanderplatz é uma praça, com bastante movimento de turistas e moradores de Berlim

Grande parte da praça precisou ser reconstruída após a Segunda Guerra. Ela é um dos principais pontos de transporte da cidade, com diversas linhas de trem, metrô e trem de superfície.

3) Catedral de Berlim

Construída entre 1895 e 1905, a Catedral de Berlim é uma igreja protestante luterana. Sem dúvida é uma das construções mais fotografas da cidade, como a Notre-Dame de Paris. Ela está localizada às margens do rio Spree, na Ilha dos Museus.

Igreja de referência em Berlim
A Catedral de Berlim é a construção religiosa mais importante da cidade

Durante a Segunda Guerra, a sua cúpula foi destruída por uma bomba. O fogo atingiu outras partes da igreja também. Em 1953, um telhado temporário foi construído e, durante o período de obras, o desenho original sofreu algumas alterações. A fachada ficou pronta em 1983 e ela foi totalmente aberta ao público dez anos depois.

4) Palácio do Reichstag

Um dos pontos turísticos mais visitados da cidade de Berlim, o Palácio do Reichstag, que também é conhecido como Prédio do Parlamento, foi inaugurado em 1894. Ele também foi bastante danificado durante a Segunda Guerra, por conta de um incêndio.

Na sua primeira restauração, entre 1961 e 1971, o prédio ficou sem a cúpula principal, que foi explodida em 1954, para evitar maiores danos à construção, devido ao seu peso.

Palácio grandioso com bandeiras da Alemanha
O Palácio do Reichstag é onde está o Parlamento da Alemanha, em Berlim

Com a reunificação do país, em 1990, a capital voltou para Berlim e o prédio passou por obras novamente. Uma cúpula de vidro, de 23,5 metros de altura, foi adicionada sobre a sala do plenário, que leva ao terraço, com uma linda vista para o Portão de Brandemburgo.

O espaço é aberto ao público, sem custos, mas é necessário fazer um agendamento com alguns dias de antecedência (para visitar o terraço e conhecer o restaurante, o ideal, é reservar uma mesa).

5) East Side Gallery

A East Side Gallery é uma galeria de arte localizada em uma parte que sobrou do Muro de Berlim, no lado leste da cidade. Com mais de um quilômetro de extensão, ela tem a participação de 105 artistas de todo o mundo.

Também é chamada de “Memorial Internacional da Liberdade” (é possível fazer um tour de bicicleta que passa pela galeria).

Obras pintas em parte do Muro de Berlim
Arte de Rua em parte do Muro de Berlim

Melhor preço garantido para a sua hospedagem em Berlim!

Garanta a sua hospedagem agora em Berlim, seja em hotel, resort, casa de temporada ou apartamento e conte com o suporte de uma empresa séria, sempre pronta para o atendimento, diante de qualquer necessidade. Além disso, a empresa cobre qualquer oferta!

QUERO VER AS OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM BERLIM

6) Checkpoint Charlie

O Checkpoint Charlie foi um dos três postos militares usados pelos aliados entre a Alemanha Ocidental e a Alemanha Oriental, durante a Guerra Fria. Com a reunificação do país, em 1990, e o fim do Muro de Berlim, ele foi removido e colocado no Museu dos Aliados.

Em 2000, porém, uma replicada foi colocada exatamente no local de origem, na junção das ruas Friedrichstrasse com Zimmerstrasse e Mauerstrasse, sendo visitada por diversos turistas. Neste local, está uma placa escrita “Você está deixando o setor americano”, que é bastante fotografada (é possível comprar ingressos para visitar o Museu do Muro de Berlim e o Checkpoint Charlie com antecedência).

Réplica de posto militar em Berlim
Réplica do Checkpoint Charlie, na divisa entre a Alemanha Ocidental e a Alemanha Oriental

7) Torre de TV

Inaugurada em 1969, a Berliner Fernsehturm (Torre de TV) foi construída com o intuito de mostrar a força do socialismo e para lembrar o satélite soviético Sputnik. 

Após a reunificação do país, ela virou um símbolo da cidade, com os seus 368 metros de altura (mesmo sendo bastante concorrida, é possível ter prioridade para entrar na Torre de TV) .

A Torre de TV entre prédios de Berlim
A Torre de TV de Berlim está localizada na Alexanderplatz

Elevadores levam os visitantes até uma esfera em 360 graus, que fica a 203 metros, em apenas 40 segundos. O espaço ainda tem um restaurante, além de um observatório, que dá para avistar boa parte da cidade, caso o dia esteja com uma boa visibilidade, como a CN Tower, em Toronto.

8) Siegessäule

O Siegessäule, ou Obelisco da Vitória, é um dos monumentos mais bonitos da cidade de Berlim. Ele foi inaugurado, em 1873, para comemorar os triunfos do Reino da Prússia sobre o Império Austríaco, Reino da Dinamarca e França, entre 1864 e 1871.

Com mais de 66 metros de altura, tem uma estátua de uma deusa militar, de cinco metros no topo, toda esculpida em bronze.

Monumento com uma deusa militar no topo
A Siegessäule, ou Obelisco da Vitória, representa triunfos militares do Reino da Prússia

É possível chegar ao topo através de uma escadaria, que tem 285 degraus. Dentro, está um museu com miniaturas de monumentos de outros países. Nas paredes é possível observar buracos de balas disparadas durante a Segunda Guerra.

9) Topografia do Terror

A Topografia do Terror é um museu que está localizado no terreno onde ficava a sede da Polícia Secreta (Gestapo), incluindo celas, da SS (Schutzstaffel, uma unidade dos nazistas). Ele documenta as atrocidades e mostra as barbaridades feitas pelos nazistas para que esses acontecimentos não caiam no esquecimento.

Muro de Berlim com uma linha do tempo do Nazismo
Linha do tempo sobre o nazismo, no Muro de Berlim

A exposição começa pelo Muro de Berlim, já com fotos e áudios de um período trágico da história do país. Ela continua no centro de documentação, que complementa o que já foi visto. Não é cobrado ingresso para conhecer o espaço.

Prédio com exposição de fotos da Topografia do Terror
Prédio construído no terreno onde ficava a sede da Gestapo, em Berlim

10) Estádio Olímpico

Um pouco mais afastado do centro, mas de fácil acesso com o auxílio do transporte público, está o Estádio Olímpico de Berlim, considerado o Maracanã da Alemanha. Inaugurado em 1936 para os Jogos Olímpicos do mesmo ano, atualmente, ele é palco das partidas do Herta Berlim, principal time da cidade. As finais das Copas do Mundo de 1974 e 2006 foram neste local, que hoje tem capacidade para cerca de 74 mil torcedores.

Estádio todo feito em pedra, em Berlim
Entrada do Estádio Olímpico de Berlim, com o símbolo olímpico

Com a sua fachada feita toda em pedra e colunas que lembram as romanas, ele está dentro do complexo esportivo que recebeu as Olimpíadas de 1936. Um dos fatos mais marcantes de sua história foram as quatro medalhas de ouro do atleta negro Jesse Owens, dos Estados Unidos, com a presença de Hitler na plateia.

Interior do Estádio Olímpico de Berlim
Estádio Olímpico de Berlim, com as arquibancadas ao fundo e a pira olímpica

Durante o tour, é possível conhecer toda a parte interna do estádio, como vestiários, tribunas, a pira olímpica e o quadro com os vencedores olímpicos (uma visita guiada pelo estádio está à disposição do público).

Também recomendamos

Stuttgart, a cidade da diversão e dos incríveis automóveis

Como fazer o tradicional Marzipan alemão

Morar na Alemanha: curiosidades, prazeres e dificuldades

Como visitar e trabalhar na Legoland da Alemanha

Compras na Europa e outlets europeias: valem a pena?

O quê falta para a sua viagem?

❤ Doamos US$ 1 dólar para cada serviço de viagem contratado pelo blog.

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *