Guia de Buenos Aires: o que fazer, hotéis e segurança

O que fazer em Buenos Aires? Qual a melhor época para visitar a cidade? Como se virar por lá? Onde dormir? A cidade é segura?

Se estas são as suas dúvidas sobre a capital da Argentina, não deixe de ler este post, pois preparei um guia completo para quem viaja sozinho, a dois ou em pequenos grupos de adultos.

Aqui você terá todas as informações necessárias para realizar a sua viagem da melhor forma.

Como é o Caminito
Caminito, um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires

O que saber sobre Buenos Aires

Buenos Aires é a capital da Argentina e a maior cidade do país em número de habitantes. A população da sua região metropolitana é de 13.2 milhões de pessoas.

A capital desponta quando falamos sobre cidades bonitas da América do Sul. Cheia de belas construções, ruas largas e parques bem cuidados, até leva a fama de “pedacinho da Europa” no continente.

Sendo uma cidade bonita de um destino internacional, com uma cultura enriquecedora e uma maravilhosa gastronomia, é fácil se interesar por uma viagem ao destino. Aliás, muitos brasileiros que sonham em conhecer o exterior, optam por visitar Buenos Aires primeiro.

United Buddy Bears em Buenos Aires
Exposição United Buddy Bears, em Buenos Aires

Ainda mais quando lembramos que a moeda da Argentina é bastante desvalorizada, com relação à brasileira (1 peso argentino, moeda local, equivale a 7 centavos de real) e que Buenos Aires é bem perto do Brasil, a apenas 4 horas de avião de São Paulo, por exemplo.

Quer conhecer Buenos Aires com economia?

Adquira o Buenos Aires Tourist Pass para viagens de 3 a 7 dias! Ele garante a entrada gratuita em mais de 40 pontos turísticos, além do ônibus turístico na capital portenha!

Algumas das atrações inclusas no Buenos Aires Tourist Pass:

  • Show de tango com jantar
  • Tour com guia por Buenos Aires
  • Degustação de vinhos argentinos
  • Tour no Boca Juniors e River Plate
  • Passeio pelo Caminito
  • Transfer do Aeroporto de Ezeiza ao hotel
  • Visita guiada ao Teatro Colón
  • Ônibus turístico de 2 andares

QUERO SABER MAIS SOBRE O BUENOS AIRES TOURIST PASS

5 fatos curiosos sobre Buenos Aires que talvez você não saiba

  • A cidade tem uma das melhores qualidades de vida vida da América Latina, e a Argentina consegue manter o padrão, mesmo passando por crises severas econômicas e políticas.
  • Ela foi inicialmente chamada de “Cidade de Nossa Senhora Santa Maria dos Bons Ventos”, em homenagem à padroeira da Sardenha, Nossa Senora de Bonaria.
  • Buenos Aires tem o maior número de teatros do mundo e é um dos destinos turísticos mais importantes da Terra, sendo chamada até de “Paris da América do Sul”.
  • É a cidade natal do Papa Francisco (ex-arcebispo de Buenos Aires).

Distâncias de Buenos Aires

De cidades do Brasil: a partir de São Paulo, Buenos Aires está a 2231 km, do Rio de Janeiro, a 2666 km. Já de Curitiba, no Paraná, a 1827 km, de Florianópolis, a 1752 km, e de Porto Alegre, a 1247 km.

Outros municípios da América do Sul: de Santiago, no Chile, a 1414 km, e de Montividéu, no Uruguai, a 594 km.

Buenos Aires no mapa
Onde fica Buenos Aires no mapa da América do Sul

Outras informações úteis da cidade:

Língua: espanhol, mas não se preocupe, porque os portenhos estão bastante habituados a receber brasileiros e também se esforçam para se comunicar.

Fuso-horário: não há diferença de horário para o Horário de Brasília.

Quando ir para Buenos Aires

A melhor época para visitar Buenos Aires é na primavera e outuno, porque não faz tanto frio e também não chove com frequência.

No inverno, a temperatura fica entre 9°C e 18°C, porém, venta mais. Já no verão, recomendo não ir, porque chove com mais frequência e há muitas atividades externas para fazer.

Temperatura em Buenos Aires
Temperatura em Buenos Aires ao longo do ano

Neva em Buenos Aires?

Já nevou em Buenos Aires, mas foi há mais de uma década! Não é nada comum acontecer, embora a temperatura possa beirar 0°C, em algum momento.

Quantos dias ficar em Buenos Aires

Como tem bastante coisa para fazer em Buenos Aires, recomendo ficar entre 4 e 5 dias.

Como ir a Buenos Aires

Do Brasil, é possível ir de avião e de carro.

De avião

Particularmente, recomendo que você vá de avião, pois vira e mexe aparecem passagens aéreas com excelentes preços ao destino. Já cheguei a ver por 250 reais, embora os valores seja bem razoáveis para lá, dificilmente passando dos 1300 reais.

A viagem de avião demora cerca de 4 horas de São Paulo e os melhores preços podem ser encontrados na ViajaNet.

Aeroportos de Buenos Aires

Há 2 aeroportos em Buenos Aires, um pequeno e mais centralizado, conhecido como Aeroparque (AEP) e o Aeroporto de Ezeiza (EZE), que é mais distante do centro da cidade (a 31 km) e bem maior.

No passado, havia um bom número de voos do Brasil para o Aeroparque, contudo, hoje em dia, somente há opções para o Aeroporto de Ezeiza.

Como é o centro de Buenos Aires
Como é o centro de Buenos Aires
Transfer do Aeroporto ao centro da cidade ou hotel

Assim que saímos na área de desembarque do aeroporto, somos abordados por vários motoristas de táxi, que nos oferecem o serviço de transfer por valores bem altos até o centro da cidade ou hotel.

Muitos turistas aceitam estas propostas e ,além de pagar mais caro no serviço, correm o risco de receber dinheiro falso como troco.

Eu já passeio por isso e, de verdade, recomendo que você contrate um transfer antecipadamente. O valor custa em torno de 210 reais até o hotel.

De carro

Como mencionei anteriormente, Buenos Aires é perto do Brasil, mas para viagens de avião. De qualquer cidade brasileira, facilmente ultrapassa os 1000 km de distância.

Se você tiver um espírito aventureiro e quiser fazer esta viagem de carro, use o Google Maps para chegar ao destino. Só não esqueça de comprar um chip internacional, pois pode ser importante para ter internet na estrada.

Caso você não tenha veículo, alugue um pela RentCars, pois a empresa é um buscador de veículos de várias locadoras e aponta os melhores preços. Além disso, é possível pagar em reais e de forma parcelada.

Se estiver de carro em Buenos Aires, recomendo que você deixe o veículo no hotel, pois é delicioso caminhar pela cidade, além disso, o metrô é eficiente.

Viaje tranquilo para a Argentina, contrate um seguro viagem. 

Desfrute das diferentes atividades culturais e da excelente gastronomia da Argentina sem se preocupar com possíveis problemas de saúde.

Conte com o suporte de uma empresa séria diante de qualquer necessidade, inclusive, para atrasos e cancelamentos de voos ou extravios de bagagens.

Escolha agora a melhor opção de seguro viagem para você e garanta um excelente desconto com o cupom ARESDOMUNDO.

Seguro Viagem: América do Sul
Affinity 15 Affinity 15 Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (SUPLEMENTAR) R$ 14/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 15/dia*
Intermac 15 Turístico Internacional Intermac 15 Turístico Internacional Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 350 (SUPLEMENTAR) R$ 17/dia*

Onde se hospedar em Buenos Aires

Buenos Aires é um destino perfeito para se investir em hotéis de alto padrão, pois os valores são bem abaixo de hotéis com o mesmo padrão no Brasil e outros países do exterior. Veja abaixo algumas sugestões de hotéis.

Meliá Plaza Recoleta: o hotel 5 estrelas está localizado no reduto do luxo de Buenos Aires e oferece ambientes sofisticados, suítes confortáveis e um belo restaurante. Preço médio da diária: 600 reais.

Claridge Hotel: no coração de Buenos Aires, perto do Obelisco, o Claridge oferece quartos elegantes e gastronomia internacional em seu restaurante. Eventualmente, no hotel acontecem eventos culturais. Este hotel é aquele típico “acesso ao luxo pagando menos”. Preço médio da diária: 470 reais.

Caso queira ver outras propostas de hospedagem, consulte o mapa interativo abaixo, pois nele estão todas as opções de lugares para dormir em Buenos Aires. O mapa mostra os preços por localização e preço.

Booking.com

O que fazer em Buenos Aires

Se for a sua primeira vez em Buenos Aires, pode valer a pena usar o ônibus turístico de 2 andares, para compreender um pouco mais sobre a dinâmica da cidade.

O transporte passa nos principais pontos turísticos da capital e todos recebem um áudio-guia que explica cada lugar percorrido pelo ônibus. Preço do ônibus turístico: cerca de 120 reais.

Outra sugestão que dou é comprar o Buenos Aires Tourist Pass, caso você fique na cidade por de 3 a 7 dias, porque o passe não considera apenas o ônibus turístico, mas também a entrada gratuita em 40 atrações turísticas.

Nele está incluído, por exemplo, jantar e espetáculo de tango, visita guiada ao Teatro Cólon, passeio pelo Caminito, La Boca e River Plate, entre outros pontos turísticos importantes da cidade.

Show de tango em Buenos Aires
Show de tango em Buenos Aires

O passe custa cerca de 750 reais e a economia ao adquirí-lo chega a 50%, quando comparamos com o preço de atração por atração, diretamente no local. Vale mesmo a pena para viagens de 3 a 7 dias!

Principais pontos turísticos de Buenos Aires

As principais atrações turísticas de Buenos Aires são indicadas abaixo e elas podem ser consideradas em um roteiro de 4 a 7 dias pela cidade. Tudo depende do seu rítmo para passear por Buenos Aires e do tempo dedicado a cada atração.

Plaza de Mayo e a Casa Rosada

A Casa Rosada é a sede da presidência da Argentina e dentro da grande construção está o Museu da Casa do Governo.

Ela fica em frente à principal praça da cidade, Plaza de Mayo, local de importantes manifestações políticas desde o período colonial.

Casa Rosada de Buenos Aires
Frente da Casa Rosada

O seu nome tem a função de lembrar a Revolução de Maio de 1810, que comemora o início da independência das colônias na América do Sul.

Na última vez que estive na Plaza de Mayo, conversei com dois soldados que lutaram na Guerra das Malvinas. Foi incrível o nosso bate-papo.

Caminito e La Bombonera

O Caminito, com suas casas de lata coloridas e o tango nas ruas, é outro ponto que precisa ser visitado.

Quando os imigrantes (principalmente italianos) chegaram a Buenos Aires, não tinham dinheiro. Muitas famílias se dividiam nessas residências, uma espécie de cortiço.

As casas são coloridas, pois os imigrantes usavam as tintas que sobravam dos navios que passavam pelos portos para pintá-las. Como a tinta não era suficiente para cobrir toda a construção, usavam outras cores.

Casas coloridas do Caminito
Casas de lata do Caminito

Apesar do Caminito ser bastante turístico, até hoje há famílias humildes que moram nestas típicas construções.

Há um tour gratuito pelo Caminito, que conta bem a história dos imigrantes nas casas de lata. Se você se interessar pelo lado cultural do bairro, pode ser interessante este passeio a você!

La Bombonera

Logo ali pertinho das ruas principais do Caminito está o estádio La Bombonera, do time do Boca Juniors, para quem gosta de futebol.

Ele parece uma caixa de bombons por fora, por isso, carrega este nome.

É possível fazer visitações e vale a pena adquirir ingressos com antecedência, para evitar as filas, caso você não tenha adquirido o passe econômico de atrações em Buenos Aires.

Arquibancada e campo de futebol do estádio La Bombonera
Estádio La Bombonera
Dicas de segurança na região do Caminito e do La Bombonera

1: Não fale e nem vista nada de outros times de futebol (muito menos no que diz respeito ao River Plate). Há muitos fanáticos pelo Boca Juniors na região.

2: Não dance e nem tire fotos com qualquer dançarina de tango que fica nas ruas antes de saber quanto elas cobram. Elas muitas vezes fazem poses sorridentes com você nas fotos e depois cobram preços  EM DÓLARES pelos serviços já prestados.

3: Não visite a região de noite. Alguns portenhos já me disseram que é perigoso.

Floralis Generica

Vale também uma visita à Floralis Generica, a flor de metal criada pelo arquiteto Eduardo Catalano. As engenhosas pétalas da flor se abrem durante o dia e fecham de noite.

Floralis Generica, a flor de metal de Buenos Aires
Obra de arte Floralis Generica, em Buenos Aires

Para tornar o passeio ainda mais especial, sugiro passar em um supermercado para comprar uns queijos e vinhos argentinos. Uma delícia curtir a tardezinha no gramado, bem próximo à flor, com uns aperitivos para “beliscar”.

Se quiser saber mais sobre que vinhos e queijos escolher, veja essas dicas rápidas sobre como harmonizar alimentos com vinhos.

Puerto Madero

A região do Puerto Madero foi revitalizada e cada vez que vou para Buenos Aires aparece um prédio novo na paisagem.

Como a área é bem extensa, considere alugar uma bicicleta para conhecer a região. Não deixe de dedicar um tempo aos restaurantes do Puerto Madero também!

Além de serem excelentes, muitos têm vistas lindas e são bem baratos.

Ponte de la Mujer no Puerto Madero
Ponte de la Mujer, no Puorto Madero

Principais pontos para conhecer no Puerto Madero

Puente de la Mujer (Ponte da Mulher):

Bem popular em Buenos Aires e de grande importância na América Latina, a Puente de la Mujer foi idealizada pelo arquiteto francês Santiago Calatrava (o mesmo que projetou o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro).

O seu design remete a um casal dançando tango, sendo as curvas da ponte a lembrança feminina e o mastro o dançarino.

É bacana passar pela ponte e observar o rio da Prata (abaixo). Se você estiver na região em um dia de movimento, provavelmente, poderá ver ela se abrindo para dar passagem às embarcações.

Design da Ponte de la Mujer
Ponte de la Mujer no Puerto Madero

Do outro lado da Puente, você poderá encontrar um lugar onde casais apaixonados colocam cadeados do amor.

Reserva ecológica de Buenos Aires

É uma imensa área verde dentro do bairro, bem rica pela variedade de plantas.

Aos finais de semana, é comum ver famílias se divertindo por lá, inclusive de bicicleta, pois há algumas trilhas específicas para a prática do esporte.

Museu Fortabat

Amália Fortabat era uma socialite argentina que gostava muito de arte. No Museu Fortabat são mostrados objetos que colecionou durante toda a vida.

Se arte não lhe interessar, pelo menos visite o moderno edifício para tomar um cafezinho, pois a vista é deslumbrante.

Aí vale uma reflexão sobre como todo o bairro do Puerto Madero valoriza as mulheres. Não apenas pelos seus monumentos e construções, mas pelo próprio nome das ruas e avenidas.

Cassino do Puerto Madero

O Cassino de Buenos Aires fica em um navio no Puerto Madero, mas estaria até errado dizer que está em Buenos Aires, pois não são legalizados os cassinos por lá.

Em um post sobre cruzeiros, expliquei uma vez que há uma regra para as embarcações que diz que, se o navio está em alto mar, ou seja, em movimento, não estaria na terra de ninguém, então, poderiam funcionar os free shops, cassinos, etc.

No caso do cassino no navio em Buenos Aires, ele não está em movimento (mas sim atracado em Buenos Aires), contudo, deve ter alguma regra do tipo para poder funcionar.

O estabelecimento funciona 24 horas por dia e, inclusive, é bem grande. Como não é necessário pagar nada para entrar, fiz uma visita e acabei jantando por lá. A refeição foi muito boa, mas perdi uns trocados em uma máquina da fada, de caça níquel.

Cassino no Puerto Madero
Cassino no Puerto Madero

Teatro Cólon  

O Teatro Cólon, orgulhosamente apresentado pelos portenhos, também é um lugar interessante de visitar. A principal casa de ópera de Buenos Aires é considerada uma das 5 melhores do mundo.

Você pode fazer um tour no Teatro Cólon ou assistir a uma peça, mas, para a segunda opção, seria necessário ficar atento ao calendário de espetáculos da casa.

Interior do Teatro Cólon em Buenos Aires
Interior do Teatro Cólon

Onde assistir show de Tango em Buenos Aires

Falando em espetáculo, estando em Buenos Aires, você precisa assistir a um show de tango! É um mergulho à cultura portenha, em uma noite na cidade.

Os melhores shows de Tango em Buenos Aires são:

Tango com jantar no El Querandi: um dos lugares mais românticos de Buenos Aires, para quem quer apreciar um excelente jantar, com um show de tango. Ao longo do jantar é possível degustar 3 tipos diferentes de vinho, mas também é possível ver apenas o espetáculo, sem a comida. Preço: a partir de 336 reais, por pessoa.

Señor Tango: bastante popular e um lugar frequentado por celebridades brasileiras. O jantar é excelente e o show emocionante! Preço: a partir de 475 reais por pessoa.

Espetáculo de Los Angelitos: o espetáculo acontece em um local com mais de 100 anos. O diferencial do Los Angelitos é que há um ingresso VIP, com transporte privativo do hotel e menu diferenciado. Preço: a partir de 364,40 reais.

Caminhada pelo bairro de Palermo e visita ao Jardim Japonês

Enquanto turistas vão ao Cemitério da Recoleta para apreciar a arquitetura dos túmulos (que definitivamente não é o tipo de passeio que procuro fazer ao viajar), eu vou caminhar pelo bairro de Palermo – o meu preferido em Buenos Aires.

Além de ser um lugar muito bonito, é possível tomar um solzinho nos gramados do Jardim Japonês, degustando uma ótima empanada.

Vista do Jardim Japonês para o bairro de Palermo
Interior do Jardim Japonês e prédios de Palermo (ao fundo)

Compras em Buenos Aires

Rua Florida e Galerías Pacífico

Tem quem goste de dar uma volta na rua Florida, a rua de compras mais famosa de Buenos Aires. Eu, particularmente, não gosto muito, já que está sempre lotada.

Contudo, se fizer parte do seu roteiro, recomendo procurar a loja de departamentos Falabella, pois sempre tem alguma coisinha interessante para comprar. Tem também um shopping chamado Galerías Pacífico, com lojas de luxo.

Comprar vinhos, alfajores e sorvete em Buenos Aires

Para comprar vinhos, chocolates, alfajores da Milka e temperos argentinos, procure o supermercado Coto. Como não é um lugar muito frequentado por turistas, e os preços são bem convidativos.

Na cidade, o alfajor mais famoso é da marca Havanna. É bem barato e só é possível encontrar em lojas especializadas e em shoppings.

O melhor sorvete da cidade é o Freddo e recomendo experimentar o de doce de leite. Há stands nos shoppings mais populares da cidade.

Dicas de segurança em Buenos Aires

Apesar de tantos aspectos positivos, sempre que visito Buenos Aires fico com aquela sensação de que ela parou no tempo.

Economicamente é visível que a cidade ficou para trás. Muitos carros velhos pelas ruas, algumas linhas de metrô com trens de madeira.

Não se vê muito os portenhos fazendo compras pela cidade também e, de fato, o luxo de duas décadas atrás não está presente com o mesmo peso atualmente. Grandes marcas, como Louis Vuitton, por exemplo, fecharam suas lojas nas imponentes ruas da Recoleta.

Cuidados com as conversões de câmbio em Buenos Aires

A crise mais sentida por uns não passa despercebida pelos brasileiros. A começar pelo câmbio. A moeda oficial é o peso argentino, mas vários estabelecimentos aceitam reais, dólares americanos e euros. Cada um cobra uma taxa diferente dos turistas e, sinceramente, é muito fácil perder dinheiro nas transações diárias.

O melhor a se fazer, neste sentido, é levar pesos argentinos do Brasil ou encontrar uma casa de câmbio em Buenos Aires, em um ponto não tão turístico, e fazer a troca de valores por completo.

Cuidados com dinheiro em táxis

Dentro da cidade, apesar das corridas de táxi serem baratas, recomendo muita atenção com os motoristas.

Como os turistas nunca têm notas de dinheiro de valores pequenos em mãos, muitas vezes são dadas notas falsas no momento do troco.

Outra prática comum é alterar os taxímetros. Por isso, o recomendado é somente pegar táxis de rede, tipo rádio-táxi ou Uber.

Cuidados por onde anda de noite

Como mencionado acima, não vá à região do Caminito de noite. O mesmo recomendo para o centro. Há roubos e assaltos e os próprios hotéis costumam alertar os hóspedes.

Passeio nos arredores de Buenos Aires

Delta do Tigre

Bem próximo de Buenos Aires, a 34 km, está a cidade de Tigre.

Lá é possível fazer um passeio de barco para conhecer um dos lugares favoritos dos portenhos, aos finais de semana. Muitos vão para esta região descansar, navegar, curtir a família e a paz que o lugar oferece.

Casa nas margens do rio Tigre
Passeio pelo Delta do Tigre
Gostou do guia prático de Buenos Aires? Se você tiver alguma dúvida ou quiser comentar algo sobre a sua experiência na cidade, deixe abaixo o seu comentário. 🙂

Também recomendamos

7 restaurantes waterfront para vivenciar momentos únicos pela América

Preciso de passaporte para visitar a Argentina, pelo blog Viajante Comum

O blog Mundo da Paula dá dicas interessantes de museus para visitar em Buenos Aires

Clima em Buenos Aires: o lado bom e ruim de cada estação, pelo blog Aires Buenos

Tudo sobre Mendoza, do blog As suas próximas viagens

Visitas guiadas a Casa Rosada e Tetro Colón, pelo blog Entre Mochilas e Malinhas

O quê falta para a sua viagem?

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *