Você precisa conhecer Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu é um destes lugares que nos desconectamos do planeta para aproveitar a natureza. A possibilidade de chegar bem perto das Cataratas, escutar o canto de pássaros brasileiros e compreender os fatores que levaram o surgimento de Itaipu, a maior usina geradora de energia limpa e renovável do planeta, foram os principais fatores que me levaram para o destino.

Melhor preço garantido para a sua hospedagem em Foz do Iguaçu!

Garanta a sua hospedagem agora em Foz, seja em hotel, resort, casa de temporada ou apartamento e conte com o suporte de uma empresa séria, sempre pronta para o atendimento, diante de qualquer necessidade. Além disso, a empresa cobre qualquer oferta, mesmo para hotel de luxo!

QUERO VER AS OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM FOZ DO IGUAÇU

Roteiro em Foz do Iguaçu

O primeiro lugar que visitei foi o Parque das Aves. A experiência foi absolutamente incrível, porque cheguei muito perto e escutei vários pássaros tropicais cantando.

Interior do Parque das Aves em Foz do Iguaçu
Passeio pelo Parque das Aves

O parque é muito bem cuidado, bonito e cheio de instrutores que protegem os pássaros. Foi bom ver de perto tucanos, flamingos, papagaios, sabiás e interagir com as araras.

Flamingos em Foz do Iguaçu
Flamingos no Parque das Aves

No local há grandes áreas aramadas (ou gaiolas gigantes) em que as pessoas e os pássaros ficam circulando livremente. É muito comum estar andando e passar uma ave dando um voo rasante na sua cabeça. De verdade, senti o ventinho delas batendo as asas passando por mim.

Araras vermelhas no Parque das Aves
Araras vermelhas na gaiola em que entrei

Quando parei para descansar, um tucano se aproximou e fiquei apaixonada pela beleza do animal.

Tucano solto no Parque das Aves
Tucano a poucos metros de mim

Outro momento marcante foi aquele em que uma arara pousou no meu braço.

Contato com arara azul no Parque das Aves
Meu contato com a arara azul

Eu sei que estamos em um momento polêmico no mundo, já que ambientalistas lutam pela liberdade dos animais, fim dos maus tratos e extinção dos cativeiros, mas também acho que ter animais presos pode contribuir com a conscientização das pessoas, porque eles não estão livres de caçadores na natureza. Enfim, não apoio e não abomino os cativeiros, sou contra os maus tratos estando eles livres ou não. Existe esta opção?

Não viaje pelo Brasil sem um bom seguro viagem! 

Seguro viagem é fundamental para conhecer o Brasil, pois os problemas vão além dos mosquitos transmissores de doenças. Invasão de escorpiões, climas extremos, estradas perigosas e até mesmo situações de violência, podem nos fazer precisar de cuidados médicos.

Escolha agora a melhor opção de seguro viagem para você e garanta até 10% de desconto com o cupom ARESDOMUNDO

Seguro Viagem: Brasil
GTA BRASIL 18 GTA BRASIL 18 Assistência médica R$ 18.000 Bagagem extraviada R$ 600 R$ 4/dia*
APRIL 15 Brasil Basic APRIL 15 Brasil Basic Assistência médica R$ 15.000 Bagagem extraviada R$ 1.000 R$ 4/dia*
ITA 18 NACIONAL ITA 18 NACIONAL Assistência médica R$ 18.000 Bagagem extraviada R$ 300 (COMPLEMENTAR) R$ 5/dia*

Outro lugar que visitei no mesmo dia foi o lado brasileiro das Cataratas de Foz do Iguaçu. O Brasil detém apenas 20% delas, esta é a verdade. Os outros 80% são da Argentina. E desculpe, mas não dá para defender um lado ou o outro, os dois são bonitos. Diria apenas que o lado brasileiro é bem tranquilo de se fazer com crianças ou idosos. A parte “punk” do negócio é na Argentina. Trilhas mais extensas, subidas íngremes, mas o visual é tão lindo como no Brasil.

A história das Cataratas é muito bacana e somente tive conhecimento em Foz do Iguaçu. Elas faziam parte de terrenos particulares no início do século XX. Os proprietários tinham tanto medo de perderem as suas terras, que não deixavam qualquer pessoa visitar. Certa vez, permitiram que Santos Dumont, pela sua importância na época, visitasse o lugar, e ele ficou tão maravilhado com a beleza das quedas, que achou um desperdício a humanidade não poder conhecê-las. Então, usou da sua influência para liberá-las para a visitação de todos.

Cataratas de Foz do Iguaçu no Brasil
Parte das Cataratas de Foz do Iguaçu

Outro fator histórico que procurei saber foi sobre a extinção das Sete Quedas. A triste história é a seguinte: estas formavam um grupo com 19 quedas (divididas em 7 partes) que representava a maior cachoeira em volume d´água do mundo. Quando construíram a Usina de Itaipu fizeram um grande lago para desviar o caminho dos peixes. Com estas alterações, as Sete Quedas submergiram.

As Sete Quedas eram vistas como concorrentes das Cataratas do Iguaçu devido ao tamanho e esplendor. Quando foi decretado o fim delas, em 1982, muitas pessoas correram para visitá-las e protestar a decisão, mas nada adiantou.

Voltando para a parte viva da história…

Nas proximidades das Cataratas, é possível notar a sua existência mesmo sem vê-las. O som das quedas é bem forte.

No primeiro ponto para observação e fotografia, os visitantes dividem a atenção entre as Cataratas e os quatis, que sempre esfomeados procuram por comida até mesmo na bolsa dos visitantes. Vi um ataque destes animais a uma turista europeia, neste local, e ela só conseguiu desviar a atenção deles quando jogou o saco de salgadinhos para cima. Nada adiantaram as suas corridas e gritos.

A medida que se vai descendo em direção às Cataratas, o som das águas fica mais intenso, mas nada é mais gostoso do que não ter uma capa de chuva e andar pelas passarelas no meio delas. Sai ensopada e revigorada com o banho que tomei.

Trilha em meio às Cataratas do Iguaçu
Local onde tomei um banho revigorante

E o arco-íris

Está certo que Foz do Iguaçu é sempre quente, mas peguei temperaturas baixas de inverno. No dia que fui, além do frio que passei por estar molhada com a água gelada das Cataratas, não tive o prazer de ver o arco-íris. Disseram-me que, no verão, ele sempre aparece e, em determinadas épocas do ano, também está presente de noite. Uma pena, fica para a próxima.

Bem próxima das Cataratas

Fiz um passeio de barco para sentir a emoção de chegar bem perto das Cataratas. Logo na entrada me perguntaram se queria entrar embaixo delas ou não. Optei por não entrar porque, de verdade, ia morrer de hipotermia. Estava muito frio naquele dia.

Os barcos são fortes e resistentes, mas confesso que dá um pouco de medo de passear pelo rio. Há muitos troncos quebrados, pedras por baixo das águas e a correnteza é forte e perigosa.

Barco para as Cataratas de Foz do Iguaçu
Barco se aproximando das Cataratas
Passeio de barco nas Cataratas de Foz do Iguaçu
Barco embaixo das Cataratas

Usina de Itaipu

Outro passeio que fiz foi para a Usina de Itaipu. A engenharia do negócio impressiona. É tão grande, que parte fica no Paraguai e a outra no Brasil.

Visitantes na Usina de Itaipu
Usina de Itaipu

O guia local disse-me que parte de 14 cidades (além das Sete Quedas) foram desocupadas e destruídas para fazer a Usina. Os líderes, contudo, têm colocado em prática os planos para recuperação da região com o plantio de árvores para reflorestamento, mas não sei se seria possível recuperar na proporção da obra. A Usina é muito grande!

O passeio é muito organizado e interessante. Também é possível, de forma complementar, fazer um tour de barco para ver o pôr do sol. Eu fiz apenas o básico, que durou cerca de 50 minutos.

Para comprar ingresso para as Cataratas, Parque das Aves e Usina de Itaipu clique AQUI. Assim é possível evitar filas, organizar os bilhetes com praticidade e há uma certa economia.

Atenção em Foz do Iguaçu!

Falando em fronteira daqui, fronteira dali, o relógio e o celular ficam bem doidos em Foz do Iguaçu. Toda hora entra em roaming internacional, mesmo que se esteja em território brasileiro. O relógio adianta e antecipa uma hora por causa do fuso-horário diferente da Ciudad Del Este, e chega a ser curioso saber como os habitantes de lá fazem com essa questão.

Aliás, as pessoas que residem em Foz do Iguaçu costumam ir com frequência para a Argentina, já que há muitos passeios interessantes para se fazer, entretenimento noturno e com preços mais baixos, devido ao peso argentino. Eu não fui para a Argentina nesta ocasião, mas você pode encontrar algumas sugestões para se divertir por lá.

Eu diria que 3 dias são suficientes para Foz do Iguaçu. Dá para fazer todos esses passeios mencionados acima e conhecer bastante a cidade, que não é tão grande assim.

Também recomendamos

Vale a pena conhecer a Ciudad del Este estando em Foz do Iguaçu?

O tour pela Cataratas do Iguaçu de forma detalhada pelo blog Mapa na Mão

Mais de 50 atrações detalhadas de Curitiba pelo blog D&D Mundo afora

Checklist para a sua viagem

  • Hotéis, resorts, pousadas, apartamentos e casas de temporada com a missão cobrir qualquer preço e não cobrar taxa de reserva.
  • Chip internacional de celular com desconto já funcionando antes de sair do Brasil. Use o cupom PROMO10, obtenha 10% de desconto e se livre da roaming internacional.
  • Passagens aéreas promocionais e dois destinos internacionais pelo preço de um! O melhor buscador de passagens aéreas para brasileiros.
  • Ingressos para Broadway, parques da Disney, Cirque Du Soleil com desconto e a possibilidade de parcelar em até 10x sem juros. Use o cupom AMOFF.
  • Seguro viagem com desconto de até 10% e pagamento em até 12x no cartão. Use o cupom ARESDOMUNDO.
  • Tours, citypasses com desconto, ingressos e transfers  para qualquer lugar do mundo.
  • Aluguel de carros no Brasil ou exterior, com preços em reais e pagamento em até 12 vezes. Use o cupom OUTUBRO6OFF.

Deixe o seu comentário