Blue Mountains: 10 razões para conhecer e como chegar

Está pensando em conhecer as Blue Mountains, mas tem dúvidas sobre o passeio e como ir até lá, a partir de Sydney?

Se sim, veja este post, pois vou te mostrar aspectos curiosos do destino, além de dicas de como ir até elas da melhor forma, roupas para usar e o que levar no passeio.

Como são as Blue Mountains
Como são as Blue Mountains

O que são as Blue Mountains

As Blue Mountains são uma região natural, localizada em Nova Gales do Sul, próximo a Sydney, na Austrália.

O lugar é famoso por suas paisagens naturais e experiências turísticas voltadas para o aproveitamento da natureza.

Área: 11.400 km²

Elevação: 1.189 m

Lugar mais alto: Mount Boyce

Distância de Sydney: 79 km (demora entre 1 hora e 2 horas e 30 minutos para chegar, dependendo do meio de transporte escolhido)

turista descansando em mirante com montanhas ao fundo
Observando as Blue Mountains de um dos mirantes

10 razões para conhecer as Blue Mountains

  • Pertinho de Sydney!

As Blue Mountains ficam a apenas 79 km de Sydney. É muito perto mesmo!

Que tal fazer um tour completo pelas Blue Mountains, a partir de Sydney?

O tour, de 10 horas, inclui:

  • Transporte de ida e volta (de Sydney às Blue Mountains e das Blue Mountains a Sydney)
  • Ingresso do teleférico
  • Passeio no trem mais inclinado do mundo
  • Tour de barco ao entardecer

QUERO SABER MAIS SOBRE O TOUR COMPLETO ÁS BLUE MOUNTAINS

  • É Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO.

A UNESCO reconhece a especialidade da região, que fica em meio à uma névoa azul, que remete ao nome do lugar (Blue Mountains).

Cientistas dizem que isto acontece porque o eucalipto já tem uma coloração mais escura e, quando o vento balança as árvores, além de misturá-las com a poeira e o ar, criam um efeito especial sob a luz do sol.

A UNESCO ajuda a preservar toda a área, com florestas de eucalipto, cachoeiras e rochas, para que as próximas gerações tenham a chance de conhecer e desenvolver o mesmo apreço por elas.

Porque as Blue Mountains chamam assim
As montanhas parecem azuladas mesmo, o que justifica o seu nome “Blue Mountains”.
  • Um profundo aprendizado sobre turismo consciente

Não é apenas a UNESCO que incentiva a preservação do lugar, os australianos cuidam e propagam tanto a imensa área verde, que este amor transcende aos turistas que visitam as montanhas.

Por lá, não se vê desrespeito à cultura e nem à natureza. Não tem lixo no chão e as diferentes espécies de animais, principalmente pássaros, circulam livremente.

  • Dá para conhecer tudo em pouco tempo!

Quando compramos o pacote do Scenic World, tem um passeio de teleférico que chama Scenic Skyway.

Em dias ensolarados, dá para ter uma visão em 360 graus da Katoomba Falls, das famosas rochas Three Sisters (Três Irmãs) e do Jamison Valley, as principais atrações do complexo.

Tudo em um único passeio e de uma única vez!

Teleférico passando por imensa floresta na Austrália
Teleférico com vista para diferentes paisagens das Blue Mountains
  • Dá para conhecer no seu tempo e do seu jeito.

Os turistas que visitam o complexo das Blue Mountains podem escolher o tempo e a intensidade do roteiro que desejam fazer, de forma personalizada.

Lá se vê muitos aventureiros que se entregam aos quilômetros de trilhas, porém, é possível notar também famílias com crianças pequenas, excursões de escolas, idosos e cadeirantes.

Pelas Blue Mountains é muito comum encontrar pessoas que viajam para a Austrália unicamente para conhecer e se dedicar às Blue Mountains, mas também há casos de outros que passam apenas algumas horas.

  • O trem mais inclinado do mundo está nas Blue Mountains!

O Scenic Railway proporciona mais uma experiência inesquecível: ser transportado pelo trem mais inclinado do mundo e por dentro da floresta.

O trem é todo transparente e inicialmente a gente sente um friozinho na barriga, porque é realmente inclinado (52 graus).

Mas assim que ele começa a andar, o medinho passa e toda a natureza parece invadi-lo, fazendo com que a gente se entregue ao aroma delicioso dos eucaliptos.

Trem Scenic Railway na Austrália
Scenic Railway, o trem mais inclinado do mundo
  • Um lugar lindo e seguro! 

Mesmo que você não tenha o hábito de sair fazendo trilhas por aí, acho válida a experiência estando nas Blue Mountains, pois é um lugar incrivelmente bonito, seguro e sinalizado.

Uma trilha de baixa intensidade é a do Echo Point para a Katoomba Falls. Além dos corrimões que facilitam o passeio, no final dá para chegar bem pertinho da cachoeira.

Paisagem próxima a Katoomba Falls
Caminho entre a Echo Point e a Katoomba Falls (cachoeira ao fundo)
Trilha de nível fácil nas Blue Mountains
Uma das trilhas de baixa intensidade nas Blue Mountains
  • A lenda das Três Irmãs

Gosto de lendas porque elas sempre embasam as nossas experiências de forma mágica. Mas deixando o romantismo de lado, as rochas têm mesmo uma história.

Os australianos dizem que as 3 irmãs da tribo Katoomba (Meehni, Wimlah e Gunnedoo) se apaixonaram ao mesmo tempo por 3 irmãos de outra tribo.

Como a união entre tribos diferentes não era permitida, eles sequestraram as garotas e isso desencadeou em brigas, mortes e perseguições entre os povos.

Um ser com poderes mágicos da floresta, sabendo do problema, resolveu protegê-las e as transformou em pedras, porém, ele morreu antes de reverter o feitiço.

As montanhas pontudas conhecidas como Três Irmãs
Três Irmãs e a natureza das Blue Mountains
  • Um lugar para relaxar e reabastecer as energias

Se entregar à natureza faz parte da experiência.

Sente ou deite em qualquer ponto da floresta (sozinho ou com a sua companhia) para relaxar, pensar na vida, enfim, tirar um tempo para reabastecer as energias.

Faça isso sem pressa e sem acessar o celular. Quando voltar para o passeio sentirá que está mesmo revigorado.

  •  Infraestrutura incrível em uma floresta

Dentro e fora das Blue Mountains, nos sentimos sempre muito bem amparados.

Além do ponto interno de assistência ao turista, têm banheiros limpos, bons restaurantes, lojas de presentes com diferentes tipos de souvenirs e hotéis excelentes (para quem pretender passar ao menos uma noite em meio à natureza).

Onde se hospedar nas Blue Mountains

Duas sugestões de hotéis, caso você queira se hospedar nas montanhas por uma ou mais noites, seriam:

Lilianfels Blue Mountains Resort & SPA: uma opção para quem quer relaxar na natureza, de forma profunda, já que o hotel conta com um spa e suítes confortáveis, com vistas panorâmicas para as montanhas. Preço médio para 2 pessoas: 480 dólares australianos.

Victoria Albert Guest House: localizado em Mount Victoria, o estabelecimento conta com ambientes confortáveis, com lareira, wine bar e suítes com um bom nível de conforto. Preço médio para 2 pessoas: 110 dólares australianos.

Como ir de Sydney para as Blue Mountains

A partir de Sydney, é possível ir às Blue Mountains, por meio de um tour guiado, de carro, ou trem.

Tour guiado

Além de todas as informações úteis e curiosidades apresentadas ao longo do passeio por um guia que conhece bem as Blue Mountains, não é necessário se preocupar com transporte de ida e volta para Sydney e nem ficar procurando os pontos turísticos dentro da reserva.

Esta foi a minha opção, quando fui às Blue Mountains e a experiência foi excelente!

Os melhores tours para as Blue Mountains são:

Excursão às Blue Mountains + Scenic World + Cruzeiro no rio Parramatta: transporte em ônibus confortável de ida e volta + teleférico + passeio no trem mais inclinado do mundo + passeio de barco ao entardecer. O tour é de 10 horas e em inglês. Preço: 263 dólares australianos.

Blue Mountains Explorer Bus Hop On Hop Off: ideal para quem vai de trem para as Blue Mountains, pois este é um ônibus turístico que passa pelas principais atrações do destino.

A cada 30 minutos, um novo ônibus passa em cada uma das atrações e os turistas podem subir e descer dele, quantas vezes quiserem, ao logo de 24 horas, sem pagar nada extra por isso. Preço: 55 dólares australianos.

Passeio nas Blue Mountains + o parque de cangurus Featherdale + Cruzeiro: tour pelos principais pontos turísticos das Blue Mountains + entrada no famoso parque de animais australianos Featherdale e retorno para Sydney, de cruzeiro.

O passeio inclui busca em hotéis no centro de Sydney e souvenir. Preço: 145 dólares australianos.

Turista com canguru, em Sydney
Contato com canguru no Featherdale Wildlife Park

De carro

Para ir de carro de Sydney até as Blue Mountains é necessário pegar via M4 até o destino. O percurso leva cerca de 53 minutos, mas pode chegar a 1 hora, caso você prefira pegar a via M2 e M4.

As Blue Mountains podem ser acessadas pela Oberon ou Jenolan Caves.

Para realizar a viagem com tranquilidade, recomendo que você alugue um veículo com antecedência (para pagar em reais e apenas retirar o veículo em Sydney).

Além disso, vale a pena comprar um chip internacional de celular, para poder contar com o bom funcionamento do Google Maps como GPS, durante o percurso.

Como ir de Sydney às Blue Mountains
Como ir de Sydney às Blue Mountains de carro  /Google Maps

Não esqueça de considerar o custo de combustível e estacionamento, além do aluguel do veículo.

A viagem de carro custa em torno de R$ 500,00 em veículo standard, considerando todos os custos (sem o chip de celular).

Trem

O percurso de trem é o mais demorado (podendo levar até 2 horas e meia), mas é uma alternativa econômica, caso você se interesse pelo transporte.

Em Sydney, você deverá ir até a estação Central, onde pegará a linha Lithgow via Parramatta, na plataforma 6.

Depois de 20 estações, cerca de 2 horas de viagem, você irá descer na Katoomba Station (ID da parada: 2000326).

Quando descer, você poderá pegar o ônibus turístico (que, sinceramente, recomendo, para você não perder mais tempo com deslocamento), ou andar 3 minutos até a Katoomba St, onde você deverá pegar o 686 Katoomba para, depois de 15 estações, descer no Echo Point (que fica a 350 metros das Blue Mountains).

Contrate um seguro viagem para a Austrália e viaje com tranquilidade para esse destino tão longe de casa! 

Na Austrália, eu fui mordida de raspão por um lobo, conhecido como Dingo e, jamais, em toda a minha vida, pensei que fosse passar por isso algum dia.

Lobo australiano na praia

O seguro viagem serviu para me dar a segurança necessária de que estava tudo bem com a minha saúde (e que não ia precisar tomar vacina de raiva).

É realmente importante ter um seguro viagem na Austrália. Não apenas por situações como a minha, mas também, por comidas diferentes que experimentamos, por passeios radicais que possamos fazer ou até mesmo por um simples contato com cangurus.

Escolha a melhor opção de seguro viagem para você e garanta um excelente desconto com o cupom “ARESDOMUNDO”.

Seguro Viagem: Oceania
GTA 75 EUROMAX GTA 75 EUROMAX Assistência médica USD 75.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 27/dia*
APRIL 30 Inter Basic APRIL 30 Inter Basic Assistência médica USD 30.000 Bagagem extraviada USD 1.000 R$ 29/dia*

Outras dicas

  • As Blue Mountains são consideradas seguras para todos os tipos de visitantes, contudo, caso queira fazer alguma trilha de maior intensidade ou um passeio específico, informe-se no Visitor Center (endereço: End of Govetts Leap road, Blackheath NSW 2785 ou por telefone 02 4787 8877).
  • Leve roupas confortáveis para caminhada e use tênis. Recomendo levar uma blusa e uma muda de roupa adicional, caso você precise.
  • Há várias mesas de picnic disponíveis para os visitantes fazerem refeições, logo, leve snacks práticos e frutas fáceis de comer. Caso prefira, poderá fazer alguma refeição em um dos restaurantes ou lanchonetes locais também.
  • Não esqueça de levar água para beber ao longo de todo o passeio.
  • Há internet wi-fi gratuita em alguns lugares das Blue Mountains e, funciona das 9 da manhã às 4:30 da tarde, com exceção do dia 25 de Dezembro, quando ela é fechado.

Também recomendamos

Guia de Sydney: o que fazer, onde dormir, vistos e dicas

Preciso mesmo de seguro viagem?

Ilha Norte da Nova Zelândia: passeios que não podem faltar no roteiro

A mudança para a Nova Zelândia com filhos pequenos

O melhor chip internacional de celular

O quê falta para a sua viagem?

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *