Girona e o Museu de Dalí: como ir de Barcelona e dicas

Está pensando em fazer um passeio por Girona e ao Museu de Dalí, em Figueres, a partir da cidade de Barcelona?

Se sim, veja este post, pois vou te mostrar como ir às duas cidades, além do que fazer em cada uma delas e onde se hospedar, caso você queira permanecer por mais de tempo.

Tour para Girona e o Museu de Dalí
Casas em Girona, durante o tour para Girona e o Museu de Dalí

O que saber sobre Girona e o Museu de Dalí

Girona e Figueres são pequenas cidades na região da Catalunha, na Espanha.

A primeira é conhecida por ser medieval e ter uma história e arquitetura riquíssimas. Já a segunda, por abrigar o Museu de Salvador Dalí.

Girona é a mais popular entre as duas e fica a 103 km de Barcelona. Ela é uma cidade pequena, de apenas 39,14 km², mas até que tem uma população grandinha, com quase 100 mil habitantes.

Figueres, que fica a 49 km de Girona e a 141 km de Barcelona. Ela tem 19,31 km² e 47 mil habitantes.

Figueres somente é visitada por abrigar o Museu de Dalí e, sinceramente, é apenas isso que tem para se fazer por lá. Por isso, vale a pena fazer um tour de 1 dia para conhecer os dois lugares.

Tour para Girona e o Museu de Dalí
Detalhes do Museu de Salvador Dalí com ovos no topo da construção

Outras informações úteis sobre as cidades

Língua falada: catalão (uma mistura de espanhol com francês bem difícil de compreender), mas todos também falam espanhol.

Na parte turística também é comum encontrar quem fala inglês, por isso, não se preocupe com o idioma.

Moeda: Euro.

Planejando o passeio

Quando ir para Girona e ao Museu de Dalí

A melhor época para ir a Girona é na primavera ou outono, pois as cidades ficam menos cheias e a temperatura é razoável.

Durante o inverno, a temperatura fica em torno de 2°C a 17°C e venta bastante.

Já durante o verão, o ar fica seco, a temperatura fica entre 15°C e 31°C e, apesar do céu ficar bem azul (o que é excelente para fazer fotos), fica bastante cheia de turistas.

Mesmo lhe indicando a primavera e o outono, fique atento apenas aos meses com maior possibilidade de chover, que são Maio e Outubro. Em Girona pode atrapalhar bastante, já que o passeio acontece em área aberta.

Já sobre o Museu de Dalí, não se preocupe, pois é um local fechado. Logo, se você quiser apenas visitar o Museu, pode ir em qualquer época do ano.

Como é Girona
Um dos principais lugares para fotografar em Girona

Vale a pena ir para Girona e ao Museu de Dalí?

Vou ser muito sincera sobre este passeio.

Eu fiquei apaixonada por Girona (inclusive, já estou planejando outra viagem ao destino) e o Museu de Dalí foi o museu mais interessante que já conheci em toda a minha vida.

Garanto a vocês que em nenhum outro post vocês verão tanta empolgação por um museu, quanto neste post, risos.

Como ir para Girona e ao Museu de Dalí

Dá para ir a Girona e ao Museu de Dalí por meio de um tour, de carro ou de trem.

O melhor custo-benefício é a primeira opção, pois há um guia que explica as curiosidades de ambos os lugares e o transporte é confortável, não há com o que se preocupar.

Contudo, se quiser ir por conta própria, também dá para ir de carro ou de trem.

Trem em Barcelona
Trem que vai para Girona, em Barcelona

Os melhores tours para Girona e o Museu de Dalí

Tour para Girona, com ingresso ao Museu de Dalí: este foi o passeio que eu fiz.

É um tour de 11 horas, que oferece transporte confortável de ida e volta de Girona e Figueres, guia em inglês e espanhol e ingresso ao Museu de Dalí. Preço: 80 euros.

Passeio em Girona pelos cenários do Game of Thrones: se assistiu a série do Game of Thrones, você pode conhecer os principais pontos turísticos de Girona, passando pelos locais onde foram gravadas diversas cenas da série.

Este é um dos tours mais populares que sai de Barcelona com destino a Girona e garante transporte confortável (de ida e volta) e guia bilíngue.

Atenção! Não passa pelo Museu de Dalí. Preço: 55 euros.

Tour por Girona + ingresso ao Museu de Dalí (para quem está hospedado em Girona): o passeio dura 8 horas e incluí guia pelos principais pontos turísticos de Girona + transporte confortável + ingresso ao Museu de Dalí. Preço: 95 euros.

Ingresso ao Museu + Museu Jóias de Dalí: compra antecipada do ingresso ao Museu de Dalí e ao Museu de Jóias de Dalí, para evitar as longas filas de excursões, que costumam se formar na bilheteria.

Não inclui o transporte, apenas o ingresso. Preço: 25 euros.

Como é o Museu de Dali, em Figueres
Museu Dalí por fora e por dentro

De carro de Barcelona a Girona e Figueres

Se você estiver pensando em ir de carro, alugue o veículo com antecedência e retire-o em Barcelona.

A estrada para Girona é a AP 7 e você levará cerca de 1 hora e 20 minutos para chegar. Em Girona, você precisará estacionar fora do centro histórico.

Além do custo do veículo, você pagará pedágio e gasolina.

O valor total fica em torno de 80 euros, em veículo standard ou cerca de 120 euros em carro de luxo.

De Girona para o Museu de Dalí, você deverá continuar na via AP 7 até o destino final. Para retornar a Girona, pegue a AP 7 também, no sentido oposto.

Se você achar que pode se perder, compre um chip internacional de celular para acessar o Google Maps como GPS, ao longo da viagem de carro.

de carro para Girona
Carros chegando em Girona

De trem até Girona e Figueres

Da estação Sants, em Barcelona, pegue o trem de alta velocidade da Renfe 34163, rumo a Figueres Vilafant. O percurso leva cerca de 38 minutos até Girona e este trem sai praticamente de hora em hora.

O preço da passagem de ida e volta (de Barcelona a Girona e de Girona a Barcelona) varia de 11 a 25 euros, dependendo da data da viagem, horário e tempo de antecedência que se compra a passagem.

De Girona para a estação Figueres Filafant, custa entre 5 e 19 euros. Já de Barcelona a Figueres diretamente, entre 17 e 30 euros, o trecho de ida e volta.

O que fazer em Girona e Figueres

Para passear por Girona, é preciso entender um pouco da história, por isso, farei uma breve introdução.

Girona foi fundada por romanos em 79 a.C. Ao longo dos milhares de anos, passou por diferentes domínios culturais e períodos emblemáticos da história da arte.

Com lideranças que variaram entre a romana, muçulmana e até a francesa, durante o Império de Napoleão Bonaparte; do estilo Românico ao Gótico; traços únicos foram formados (e muitos preservados) no que Girona tem como personalidade ainda hoje.

Cheia de história e com uma beleza ímpar, cerca de 100 mil habitantes dão vida às ruelas estreitas e medievais de um dos símbolos da adorável Catalunha.

prédios históricos de Girona
Cenário medieval de Girona

Caminhar pelas margens do Rio Oñar

Chega a ser clássica a paradinha nas margens do Rio Oñar para tirar algumas fotos, pois os prédios coloridos, do século XIX, são facilmente refletidos na água, seja em dias de sol ou não.

Esta paisagem tem uma leve semelhança com Florença, embora o rio espanhol seja mais estreito e não tenha as vistosas pontes italianas.

prédios coloridos refletindo na água do rio
Prédios históricos refletindo no Rio Oñar

Além do rio Oñar, a cidade também é cortada pelo rio Ter, Galligants e Güell.

Uma região naturalmente privilegiada, que sempre oferece bonitas paisagens para um momento de descanso e boas fotografias.

Basílica de Sant Feliu

Ao atravessar a ponte principal do Rio Oñar, logo você verá uma espécie de portal, com a imensa Basílica de Sant Feliu.

Esta construção é muito especial, pois mostra um pouco dos vestígios históricos e artísticos da cidade, já que metade da igreja para frente é em estilo Românico e, metade para trás, é Gótico.

Observe não apenas os detalhes da igreja, mas também as casas ao redor dela. Dá quase para traçar uma linha na rua para marcar os períodos e estilos distintos das construções.

Parede lateral da parte externa da Basílica de Sant Feliu
Lateral da Basílica de Sant Feliu

Leoa de Girona

A estátua da Leoa, localizada bem próxima à Basílica de Sant Feliu, foi construída no século XII.

Ela não é muito bonita, mas está na lista de atrações turísticas da cidade, pois há uma lenda que diz que os visitantes devem beijar a sua traseira para retornar a Girona um dia.

Por motivos de higiene, as autoridades da cidade elevaram a estátua em uma espécie de pedestal para evitar o contato dos turistas beijoqueiros, mas isso não adiantou e acabaram colocando uma escada ao lado da estátua, para os visitantes não correrem o risco de derrubar e estragar a Leoa de vez.

Catedral de Girona

Documentos antigos da cidade relatam que a Catedral de Girona foi construída em 1015, mas na verdade referem-se apenas à sua reforma.

grande igreja em vista panorâmica de Girona
Catedral de Girona, em vista panorâmica

Ela foi construída bem antes dos anos 1000, passou por dominação árabe em 717, quando foi convertida em Mesquita e posteriormente voltou a ser cristã, quando os Francos dominaram Girona, em 908.

Há tantos séculos em pé, a imponente construção exibe a maior nave gótica do mundo e pode ser vista de diversos pontos da cidade. Infelizmente, não consegui entrar nela, pois estava fechada, mas recomendo o passeio completo.

Monumentos e vitral na entrada da Catedral de Girona
Detalhes arquitetônicos da entrada da Catedral de Girona

Rambla Llibertat

Pela Rambla Llibertat há vários restaurantes, bares, lojas de produtos feitos por artesãos locais, outras de artes, de departamento e souvenirs da Catalunha.

Muito gostoso caminhar por esta rua sem pressa, conhecer um pouco mais da gastronomia catalã e fazer umas comprinhas.

Você sabia que o seguro viagem é obrigatório na Espanha? Evite problemas com as autoridades e viaje com tranquilidade. Escolha o seguro viagem com o melhor custo-benefício para você e garanta um excelente desconto com o cupom ARESDOMUNDO.
Seguro Viagem: Europa
Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Intermac EUROPROMO 40 (Exceto EUA) Assistência médica EUR 40.000 Bagagem extraviada EUR 500 (SUPLEMENTAR) R$ 19/dia*
AC 60 EUROPA AC 60 EUROPA Assistência médica EUR 60.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 19/dia*
TA 35 EURO MUNDO (exceto EUA) TA 35 EURO MUNDO (exceto EUA) Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 14/dia*

Muralha de Girona

Como mencionei anteriormente, Girona foi fundada pelos romanos há muitos séculos. Como era de costume, eles cercavam as cidades dominadas com altos muros, pois assim poderiam conter ataques de inimigos.

Em Girona, foi exatamente igual.

Nela foi construída uma muralha de cerca de 5 km de comprimento e ajudou muito na proteção da cidade, principalmente, durante os ataques das tropas de Napoleão Bonaparte (mas os espanhóis acabaram perdendo depois).

Muralhas de pedra com arcos inferiores, sobre um rio em Girona
Parte das Muralhas Romanas de Girona

Parte desta imensa construção de pedra ainda pode ser vista e percorrida por visitantes no local. Recomendo fazer este passeio histórico iniciando pelo Bairro Velho de Girona.

Banhos árabes

Os banhos árabes de Girona foram construídos em 1194 e, embora se pareçam com termas romanas, o modelo em si foi copiado dos muçulmanos, no norte da África.

Para a finalidade de banhos e relaxamento, foram utilizados até até o século XV.

Depois deste período, passou por capital privado e acabou recebendo outras funções, até um convento, pelo que diz na história.

O local hoje é aberto para o público e a visitação pode ser feita por preços populares.

Bairro Judeu (Call)

A meu ver este é um dos melhores lugares da Europa para conhecer o legado judaico, pois é muito conservado e dá para sentir a história da religião, em cada ponto que passamos.

O que ver durante o tour para Girona e o Museu de Dalí
Um pouco de cultura e arquitetura catalã pelo centro histórico de Girona

Na cidade, nos foi informado que os judeus chegaram em peso, a partir do século XII, e se instalaram no Call (Bairro Judeu).

Com o passar dos anos, a comunidade continuava apresentando grande crescimento, mas, em 1492, os reis católicos se manifestaram e expulsaram o grande grupo.

As ruelas em forma de labirinto, com casas corpulentas e cheias de detalhes arquitetônicos da Idade Média, mostram bem esta parte da história.

Casas medievais em Girona
Casas medievais em Girona

Figueres

Figueres não é uma cidade tão bonita quanto Girona, mas lá está um dos museus que mais gostei de visitar no mundo, o Museu Salvador Dalí.

Passeio em Girona e o Museu de Dalí
Frente do Museu de Dalí, em Figueres

Salvador Dalí, o artista das roupas e pensamentos extravagantes e com bigodes pontudos foi reconhecido internacionalmente por seus trabalhos surrealistas, que mesclavam o lado bizarro das coisas, com uma incrível qualidade plástica.

Ele era amigo de Pablo Picasso e Joan Miró e alguns dos seus trabalhos foram influenciados por estes incríveis pintores.

Salvador Dalí
Salvador Dalí, um dos artistas de maior prestígio no mundo

Dentre as suas obras mais famosas estão: A Persistência da Memória, de 1931, popularmente descrita como os relógios derretendo, presente no acervo do MOMA, em Nova York; The Mae West Room, em que móveis de uma sala podem ser observados em 3D, virando um rosto de mulher (presente no Museu de Dalí, em Figueres).

Rosto de mulher representado com móveis de sala
The Mae West Room, foto e móveis de sala representando o rosto da mulher, no Museu de Salvador Dalí

O Museu de Dalí é todo interativo. Vemos muitos elementos que ele gostava de usar, como: ovos, seios, elefantes, etc.

Ovos no Museu de Dalí
Fachada do Museu de Dalí cheia de ovos

Dentro do museu vi algumas obras em 3D, que me fizeram pensar em como ele poderia ter criado aquilo no início do século XX, um período tão sem tecnologia. Além de muitas obras bacanas, o túmulo do pintor está ali.

Fora do Museu de Dalí, não há muito o que fazer. Você pode visitar o Museu de Jóias de Dalí, que fica bem perto da atração principal, mas a visita é rápida.

Jóias de Dalí
Jóias de Dalí

Onde se hospedar: Girona ou Figueres?

Se você quiser conhecer com mais calma os dois lugares, recomendo que você passe 1 noite em Girona, pois a cidade é linda e por lá tem muitas atrações.

Ao se hospedar em Girona, considere um hotel no centro histórico, para aproveitar ao máximo a cidade.

Abaixo, no mapa interativo, você poderá ver todos os estabelecimentos para dormir, por preço e localização. Basta selecionar o seu preferido para reservar.

Booking.com

 

Caso opte por se hospedar em Figueres, certamente pagará bem menos, mas considere que não terá muita coisa para se divertir de noite.

Gostou das dicas para conhecer Girona e Figueres? Deixe seu comentário abaixo, que logo respondemos! 🙂

Também recomendamos

O que fazer em Montserrat, como ir a partir de Barcelona e curiosidades

Onde comer em Barcelona: dicas top de restaurantes

Guia de Barcelona: as melhores atrações, transporte e dicas

4 dias em Madrid: das melhores atrações às compras

Visto para Europa 2022: regras para brasileiros, ETIAS e dicas

O quê falta para a sua viagem?

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *