“Dá para curtir Caldas Novas sem ser criança ou idoso”

“Quando era criança, fui umas duas ou três vezes para Caldas Novas com os meus pais, durante as férias escolares. Resolvi voltar à cidade depois de dezesseis anos pela boa lembrança que tinha de lá e confesso que, apesar da minha perspectiva ser diferente, por estar viajando com o meu namorado e em uma fase diferente da vida, o brilho da cidade não mudou. Continua sendo um lugar atrativo para todas as idades. Sai de São Paulo (capital) e, de carro, percorremos todo o trajeto até Caldas Novas. A viagem é um pouco cansativa, afinal são oito horas, mas parando […]

Continue lendo