Categorias: Budapeste, Destinos, Europa, Paris, Verona

A “epidemia” dos cadeados de amor

Independente do lugar que visito na Europa lá estão os cadeados de amor com os nomes dos apaixonados.

Cadeados colocados por turistas em pontes de Paris
Cadeados em Paris, França

A “lenda urbana” diz que é preciso comprar um cadeado, escrever o nome (ou as iniciais) do casal apaixonado, fixa-lo na ponte de um lugar que se gosta e depois lançar as chaves no rio para simbolizar que o amor é inquebrável, pois jamais irão encontrar as chaves.

O significado poético do ato ganhou força e parece estar cada vez mais forte. Tenho a impressão que há 10 anos era mais difícil de encontrá-los. Lembro-me de ter ido a Paris e até cheguei a procurar a ponte em que casais colocavam os tais cadeados. Hoje, os vejo em qualquer lugar e não só em pontes, como também em observatórios, grades protetoras de pontos turísticos e até em postes públicos.

Cadeados colocados por turistas em Budapeste
Cadeados em Budapeste, Hungria

Apesar do ato ter ganhado força no século XXI, o costume surgiu há cerca de 100 anos. Uma versão sérvia diz que um casal ia se casar em Vrnjacka Banja, mas que o rapaz foi lutar na Grécia durante a Primeira Guerra Mundial. Ele se apaixonou por uma grega e o noivado com a ex foi desfeito. A ex nunca teria aceitado o término do noivado e morreu de decepção. Então, as mulheres da cidade começaram a usar o cadeado na Ponte do Amor, que existe mesmo no local, para proteger os seus relacionamentos.

Os cadeados dividem opiniões, pois o sentimento é nobre, mas estragam os patrimônios públicos. Em Paris, no ano de 2015, por exemplo, chegaram a remover 1 milhão de cadeados na Pont des Arts. Os objetos somavam 45 toneladas a mais ao peso real da ponte. Era tanto cadeado, que não dava mais para admirar a beleza dela e colocava em risco a sua estrutura.

Cadeados colocados por turistas em Paris
Cadeados na Pont des Arts, Paris

Independente de gostar ou não do ato, muitas cidades consideram a colocação de cadeados como vandalismo e autoridades podem até multar os apaixonados. Em Berlim, por exemplo, a punição custaria 35 euros, já em Veneza, 3000 euros.

Cadeados colocados por turistas em Verona
Cadeados em Verona, Itália

Pretende viajar?

Os nossos parceiros podem te ajudar a fazer uma excelente viagem. Confira! 

Os melhores hotéis do mundo estão AQUI. Há opções diversas para todos os perfis de viajantes.

Passeios no Brasil e Argentina de forma organizada e preços em reais.

Seguro de viagem com desconto e pagamento em até 12x  no cartão. Os leitores de Ares do Mundo recebem um desconto especial. Use o código ARESDOMUNDO durante a compra.

De guias de viagem a passeios pitorescos na Europa, Américas, África, Oceania e Ásia. Tudo bem organizado e com confirmação por email.

Chip internacional de celular já funcionando antes de sair do Brasil.

Aluguel de carros com preços em reais e parcelamento em até 12x no cartão.

Vai estudar fora? Obtenha AQUI o acesso às melhores universidades do mundo. Tem cursos excelentes e com certificado.

*Comprando aqui você pagará o mesmo preço (ou menos) do que diretamente nos fornecedores ou agências. Confira os TERMOS DE USO e saiba mais.

Deixe o seu comentário