Categorias: Destinos Espanha Europa Madrid

Roteiro em Madrid: história, arte e compras

Madrid, um dos principais centros urbanos da União Européia e do mundo, é uma cidade multicultural, com elevado padrão de vida e intensa em entretenimento, diversidade e moda. Chega a atingir 7 milhões de visitantes por ano (mais do que o dobro da população local), pessoas interessadas em vivenciar o melhor da cultura madrilena e a rica capital espanhola. Por isso, estando munida de tantas informações, fiz um apanhado das melhores atividades relacionadas à história, arte e compras, para montar um roteiro completo de 4 dias. Vamos lá?

prédios de Madrid de noite

Madrid de noite

Um breve olhar para a história

Quem a vê assim hoje, tão fortificada e cheia de méritos, não imagina que esta cidade ressurgiu das cinzas, literalmente. Embora ainda apresente registros de civilização desde a época da pré-história, tendo até uma grande importância durante o Império Romano, um incêndio destruiu boa parte das suas terras. Então, à pedido do Rei Henrique III de Castela (1379 – 1406), foi reconstruída.

Mais tarde, na década de 30 (no século passado), as ruas de Madrid começaram a sofrer muito com as tentativas de implementar a República Espanhola. A cidade virou palco de uma verdadeira Guerra Civil. A situação era de brigas urbanas super violentas, manifestações e bombardeios aéreos, um show de horror.

Madrid se estabilizou por um tempo com relação aos conflitos, virou a capital da Espanha. Começou a atrair pessoas de outras áreas do país e imigrantes, mas, em 2006, teve um atentado terrorista do ETA, o que intensificou, desde então os cuidados da cidade com a segurança.

Muitos madrilenos (e espanhóis) dizem que Madrid foi criada unicamente para os interesses do rei e não para a população e até hoje as muitas divergências de opinião entre a população criam uma rivalidade imensa dentro da Espanha. Por isso, tem tanto conflito de interesse e movimentos separatistas tão cheios de personalidade.

Detalhes da arquitetura do prédio em Madrid

Beleza da arquitetura em Madrid

Arte e cultura

Não tem como negar a importância de Madrid quando se quer entender a evolução da arte no mundo. Três importantes museus, como: Museu do Prado, Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia e Museu Thyssen-Bornemisza compõe o “Triângulo de Ouro da Arte”.

O Museu do Prado, que por sinal é um dos mais importantes do mundo, é gigantesco. Sem guias ou rádios pessoais acompanhando a visita, pode ser bem difícil entender a história das peças e encontrar obras específicas.

Dentro deste recinto de história e arte pode-se encontrar muitas obras italianas e claro, as espanholas também. Confesso que entrei para conhecer um pouco sobre o museu, andei bastante entre os corredores, vi muitas das obras expostas, mas não fiquei muito tempo lá. Como já falei em outra ocasião, gosto mais de museus interativos, como o de Salvador Dalí, em Figueres.

O Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia já é mais interessante, ao meu ver, pois trabalha com arte moderna. É também um dos museus mais importantes do mundo. Lá tem obras de Salvador Dalí, Juan Miró e Pablo Picasso.

Já o Museu Thyssen-Bornemisza mostra um pouco da acervo de arte da família  Thyssen-Bornemisza.

Atrações imperdíveis em Madrid

Degustação de vinhos espanhóis com tapas e dança flamenca: Pelo custo benefício deste passeio, recomendo muito a atração. Afinal, a Espanha é um desses países que a gente só consegue conhecer de verdade sentindo a vibrante gastronomia e seu estilo de vida.

Catedral de la Almudena e o Palácio Real: Esta foi a primeira igreja que entrei na Europa e me surpreendi com o seu tamanho e com toda a decoração interna. Ela é tão bonita, que os Príncipes de Astúrias casaram lá.

Exterior da Catedral de la Almudena em Madrid

Frente da Catedral de la Almudena

A Catedral fica ao lado do Palácio Real, que é o local onde ocorrem as grandes cerimônias do Estado. Se você gostar muito de arte, recomendo a visita também, pois lá tem obras importantíssimas, como instrumentos musicais de Stradivarius e outras de Velázquez e Goya.

O jardim do Palácio, ou Campo do Mouro, é muito bonito, bem cuidado e vale uma breve passagem.

Plaza de España: É um lugar gostoso para fazer uma pausa no dia e relaxar. O mais importante da praça é a estátua do escritor Miguel de Cervantes, que escreveu Dom Quixote.

Arquitetura deslumbrante de “Puerta de Alcalá” e “Torres Puerta de Europa”: Não confunda as “puertas”, ok? São lugares diferentes e distantes um do outro. O primeiro é um point neoclássico que comemora objetivos políticos. O segundo dois prédios super ousados, que desafiam a gravidade com 26 andares e inclinação de 15°.

Templo de Debod: É um templo egípcio construído no século II a.C. Ele foi transportado pedra por pedra para Madrid, pois corria o risco de ser destruído. O espelho d´água ao seu redor mostra o seu reflexo para aqueles que visitam a área do Templo no bonito parque.

Templo de Debod ao entardecer, em Madrid

Templo de Debod no fim do dia

Plaza Mayor: Muita gente se apega aos incêndios que a praça sofreu, para contar a sua história. Porém, o mais interessante de destacar neste lugar é que aí aconteceram muitas touradas, coroações, julgamentos e execuções durante a triste Inquisição Espanhola. As pessoas que pensavam diferente ou vinham de outra cultura eram humilhadas, torturadas e até queimadas vivas.

Plaza Mayor em Madrid

Centro da Plaza Mayor

Puerta del Sol: Aí está a estátua de pedra e bronze “El Oso y el Madroño”, símbolo da cidade. Bastante gente costuma passar por ela diariamente, devido à região comercial.

Parque do Retiro e Jardins do Bom Retiro: Em dias de verão é muito comum ver famílias e casais fazendo passeios de barquinhos no cartão-postal do Parque do Retiro, o Palácio de Cristal. Além da possibilidade de alugar barcos, dá para andar a pé ou de bicicleta pelos jardins super caprichados do parque. 

Embarcações no Parque do Retiro em Madrid

Barcos no Parque do Retiro

Prédio da Fundação Caixa Fórum: Tem uma arquitetura bem interessante, tanto por fora quanto por dentro. Além disso, ele é um centro de arte e cultura e faz um trabalho social bem bonito para a comunidade madrilena.

Museo del Jamon: Acho fundamental visitar este lugar, porque chega a fazer parte do estilo boêmio do madrileno. No Museo del Jamon é vendida uma grande variedade de presuntos e embutidos. O pata negra é o mais famoso de todos e tem gente tão apaixonada por este tipo de alimento, que chega até a comprar a pata inteira do animal para levar para casa. 

Vitrine do Museo del Jamon

Museo del Jamon em Madrid

Compras em Madrid

Fazer compras na cidade é absolutamente delicioso. A capital espanhola é líder financeira global e atrai investidores do mundo todo, com negócios bem inovadores (principalmente relacionados à moda) e vitrines curiosas. A maioria dessas ideias está representada na avenida principal Gran Vía, por meio de lojas, restaurantes e opções diversificadas de entretenimento. A disputa da atenção dos clientes é tão forte entre os comerciantes, que até os ambulantes e os artistas de rua usam técnicas mais criativas para ganhar uns trocados.

Artista de rua na Gran Vía em Madrid

Gran Vía em Madrid

Para andar na Gran Vía recomendo reservar um dia todo, porque a avenida é bem extensa e o bacana é entrar de loja em loja, conhecer os produtos e conversar com os atendentes mais simpáticos. Se o tempo for escasso, recomendo poupar as caminhadas com a utilização do metrô, que é absolutamente rápido e eficiente.

As lojas espanholas que recomendo são: El Corte Inglés (de departamentos, super tradicional no país), Massimo Dutti (roupas bem cortadas, tecidos mais nobres, acessórios e sapatos), Uterque (acessórios modernos), Zara (roupas com preços acessíveis), Zara Home (excelente para decoração e roupas de cama e banho), Lefties (a ponta-de-estoque da Zara, daquelas bagunças que nos deixam felizes), Mango (roupas com cortes mais ousados e acessórios) e Desigual (roupas coloridas e bem alegres). Há mais opções de marcas fast fashion e de luxo no Centro Comercial El Jardin de Serrano. Neste local, é possível encontrar o mais renomado da moda, com bem menos movimento do que na Gran Vía, por exemplo. Uma última opção seria o Madrid Xanadu, um shopping que tem mais de 200 lojas e também ótimas opções de entretenimento, como a pista de neve indoor, que é bem apreciada pelas crianças.

Outras dicas

  • Cuidado com as roupas quando for visitar Madrid. Durante os invernos é comum ter geadas e nos dias mais intensos de verão a temperatura supera os 35°C.
  • Se você é contra touradas, não visite o Plaza de Toros de las Ventas. Mesmo que seja um lugar tradicional da cidade e com uma importância grande para os madrilenos, os toureiros são sempre venerados por lá após a matança dos animais. Aliás, são tratados como reis em Madrid.
  • Se gosta de moda, em Setembro acontece o “Salon Internacional de Moda de Madrid”. É possível se inscrever AQUI.
  • Pesquise bem antes de escolher o hotel. Madrid é conhecida por ter uma grande concentração de estabelecimentos excelentes e super confortáveis.
  • Antes de fazer as suas compras, não deixe de consultar este post sobre tax free, para saber como receber de volta o valor parcial dos impostos pagos nas suas compras pela Espanha. Lembre-se d que fazer compras na Europa pode ser mais barato que nos EUA (saiba mais AQUI).

😉

Comente! via Facebook